20 anos de Direito com Law and Order

lo2

Quem aqui não tem aquela série que serve para passar o tempo das outras séries que estão em hiatus? Pois bem, chegamos a um dos maiores guilty pleasures dos fãs de séries procedurais.

A Mãe das Séries Policiais, Senhora das Séries Jurídicas, Rainha da NBC, a primeira de seu nome, Law & Order foi uma série policial/jurídica que estreou em 1990. Teve incríveis 20 temporadas, até quando foi cancelada em maio de 2010. L&O é a primeira série de sucesso produzida pelo monstro da TV americana Dick Wolf – o mesmo que comanda a “Franquia Chicago”. A série se passa em Nova York e aborda casos policiais que envolvem esforços dos policiais e dos promotores de justiça novaiorquinos.

lo

No início do incrível boom das séries em território estadunidense, a série foi a precursora do estilo procedural, que arrebatou todos alguns anos depois, com NYPD Blue e JAG. A dinâmica da série, ainda uma novidade para os telespectadores, consistia em mostrar na primeira meia hora de episódio a investigação do crime por parte da polícia, procurando e capturando o culpado, para na segunda meia hora mostrar o trabalho dos promotores que tentam convencer o júri da culpa do réu. Os casos eram os mais variados, desde atropelamentos até crimes de ódio, com uma grande carga emocional. Por lidar com esse tipo de temática, por muitas vezes os episódios eram extremamente densos.

Algo muito intrigante durante as 20 temporadas da série era a estrutura de elenco. Seis personagens eram fixos no episódio, três policiais e três promotores, com advogados de defesa, juízes e o cast convidado tendo uma rotação. Apesar desse construção, em boa parte das temporadas tivemos atores e atrizes novos, modificando a dinâmica dos episódio, mas não a dinâmica da série. Os atores Sam Waterston, S.Epatha Merkerson e Jerry Orbach são os únicos três atores da série que permaneceram mais de 10 temporadas (Waterston e Merkerson participaram de 15 temporadas, enquanto Orbach participou de 10).

Falando sobre atores, a série revelou ótimos atores e atrizes para o mundo do showbuzz. Chris Noth (Sex and the City, The Good Wife) participou das primeiras cinco temporadas como o Detetive Mike Logan; Benjamin Bratt (Private Practice, 24: Live Another Day) interpretou por três temporadas o detetive Ray Curtis; Jill Hennessy (Crossing Jordan, Madam Secretary) foi a Promotora Assistente Claire Kincaid por duas temporadas; Angie Harmon (Rizzoli & Isles, SVU) interpretou por três temporadas a promotora assistente Abbie Carmichael. Todos esses atores, com inúmeros nas listas de ator/atriz convidados passaram nem que seja por uma temporada dessa incrível série.

 

 

O texto de L&O, como em qualquer outra série do nosso querido Dick Wolf, sempre foi um texto sombrio. Em seu último episódio, Rubber Room, exibido em 2010, vimos que a evolução das “tragédias” americanas se limitou a ataques de atiradores em escolas de ensino fundamental e médio. Na última temporada, em si, vemos o avanço da série, onde nos anos 90 o grande vilão eram “casos simples” de homicídio doloso, e agora, nos anos 2010, é o crime de ódio, racismo, homofobia e terrorismo.

A série teve um sucesso tão estrondoso que a série terminou com quatro spinoffs e cinco adaptações internacionais. Law & Order: SVU é a única das produções acima citadas que permanece sendo exibida, tendo a estreia de sua 18ª e provavelmente ultima temporada marcada para o dia 21 de setembro. Apesar de ter tantas séries filhas, os crossovers foram escassos, somente 13 vezes. Porém nada impedia que um personagem da série-mãe fizesse uma participação na série-filha.

Embora seja uma série antiga, Law & Order se mantém como o marco da mudança da audiência americana. Enquanto as séries mais bem produzidas, como séries de TV fechada, caem na graça do povo, L&O permanece como ícone primário de séries jurídicas/procedurais. Aqui no Brasil é mais complicado encontrar a série, mas se você gosta do estilo, é sempre muito bom se distrair com boas séries.

About Ana Maria de Oliveira

Ana Maria de Oliveira
Gaúcha de tradição, colorada de coração, jornalista por vocação e seriadora por livre e espontânea opção. Aqui no Mix de Séries é editora de reviews, tradutora de notícias e escreve reviews de Chicago Fire.