Crítica: Com Hen à frente, 9-1-1 entrega seu melhor episódio até agora

Hen Begins
Imagem: Jack Zeman/FOX/Divulgação

Um dos maiores desafios em dirigir, escrever e desenvolver uma série com grande elenco é dar atenção a todos os personagens e trabalhando-os com profundidade sem deixar a história densa. É um desafio, sabemos disso, tanto que os principais acertos nos últimos anos podemos contar nos dedos, como Mad Men. Contudo, há sempre um jeitinho para fisgar o telespectador e apaziguar as críticas. Dedicar um episódio para cada personagem, estratégia surrada, mas que funciona principalmente em séries da TV aberta. Sem nenhuma surpresa, 9-1-1 rendeu-se a tentação e voltou-se (finalmente) para Hen. Será que rendeu? Foi interessante?

Hen Begins
Imagem: Jack Zeman / FOX.

Usando do cansativo e preguiçoso recurso do flashback, o roteiro foi ao passado para explicar a mulher do presente. E quer saber? Ainda bem por isso. Para minha surpresa, foi bem sucedida a ideia de utilizar de métodos exaustivamente reciclados por um bem maior. Não digo que vou apreciar sempre (observe meu cansaço com How To Get Away with Murder), mas, neste caso, foi interessante e proveitoso. Pois bem, com ajuda de uma peruca ridícula, de uma maquiagem mal feita, viajamos para um passado onde homens brancos ainda dominavam Los Angeles (e a Califórnia). Pode parecer muito tempo, mas acreditem quando digo que foi ontem.

A ideia de fazer um episódio como esse num momento como esse é pontual e extremamente positivo para mensagem da série. Porque digo isso? Nas eleições legislativas do início de novembro, o partido republicano foi colocado em alerta de extinção no estado mais populoso da nação. Perdeu todos os assentos no Condado Orange e não possui qualquer cargo eletivo em toda Califórnia. Essa transformação está evidenciada nessa história deliciosa de Hen Begins. Entendendo e compreendendo a mensagem é perceptível o quão sensível, interessante e positivo.

Compartilhando os acertos

Em suma, a história é fantástica. Contudo, há outros componentes que tornam esse episódio o melhor deste segundo ano. A performance de Aisha Hinds é um dos principais pontos de qualidade de Hen Begins. É uma das poucas oportunidades que a atriz teve, seja em 9-1-1 ou na carreira, para mostrar o que ela pode fazer com um roteiro de qualidade e uma história que faça seu talento valer. Nada de poucos diálogos ou de narrativas limitadas a estereótipos. A missão aqui é de explorar como que a personagem se tornou uma mulher negra forte da corporação. E a atriz não só sabe como fazer, como entrega uma performance sensacional.

Contudo, é importante ressaltar que sempre me preocupa o tom da mensagem. Lembro que a audiência de uma série da TV aberta é composta do telespectador de massa, isto é a mesma ideia que chega numa residência em Nova York, também deveria chegar em Sioux City, Iowa. Mas nós sabemos que com a polarização dos nossos tempos essa coerência é praticamente impossível. Por isso eu acredito que o roteiro poderia ter modelado melhor a forma na qual a mensagem foi transmitida. É preciso encontrar uma forma de falar sobre a importância de diversidade e miscigenação que possa ser entendida por todos.

Hen Begins

Nota do Episódio - 10

10

Review do nono episódio da segunda temporada de 9-1-1, da Fox, intitulado "Hen Begins".

User Rating: Be the first one !

About Bernardo Vieira

Catarinense e estudante de direito. Escrevo sobre entretenimento desde 2010, mas comecei com política internacional depois da campanha americana de 2016. Adoro uma premiação e um debate político, mas sempre estou lendo ou assistindo algo interessante. Quer saber mais? Me pague um café e vamos conversar.