American Idol – 16×13/14 – Top 14

american idol 161314
Imagem: ABC/Divulgação

Chegamos aos live shows do American Idol. Que saudades de Ryan Seacrest anunciando o programa no palco, aliás que cenário mais lindo! Essa foi a última semana – por ora – que o programa teve exibição de dois dias, agora só na final.

No Top 14 os candidatos se apresentaram nos dois dias, mas na segunda-feira seis deles foram salvos pela audiência, enquanto outros quatro pelo jurados. É claro que os resultados gerariam certa discórdia, não é mesmo? Chega de papo e vamos conferir tudo que rolou!

 

PRIMEIRO DIA

 

Caleb Lee Hutchinson – “Midnight Train To Memphis”

Edu: Caleb teve a responsabilidade de abrir essa primeira semana de live shows. Quer saber? Foi muito bem! Ele pode até ter voltado à sua zona de conforto, mas senti empolgação de sua parte. Foi um número bacana, mas como quatro participantes voltarão pra casa numa tacada só, não sei se será o bastante para mantê-lo mais uma semana.

Gaby: Olha, por ser o primeiro a se apresentar nos live shows, Caleb tinha uma baita responsabilidade. Gostei que ele não escolheu uma música zzzzzZZZZZ e se arriscou um pouco, mas a performance dele não teve nada de tão especial. Ele tem que torcer para que o público goste dele.

Let: Zzzz… Resgatem meu coment da semana passada que ele resume bem o sentimento.

Luke: Vamos lá, já começou não muito bem pra mim. Entendo perfeitamente a responsa que era abrir o primeiro live da temporada, mas acho que ele tinha potencial pra fazer melhor que isso e errou bonito na song choice.

 

Michelle Garrett – “FRIENDS”

Edu: Eu sinceramente não gosto dessa música, logo achei tudo bem just ok. Já pode ceder seu lugar pra outro na disputa.

Gaby: Que apresentação mais chata. Sério, Michelle escolheu uma música tão “quem” como ela e nada funcionou. A sorte dela é que os jurados gostam de tudo o que ela faz, porque se não essa menina nem estaria nesse Top 14.

Let: Não foi e certeza que nem será a pior apresentação da noite (Garret ainda não subiu no palco), mas foi bem fraquinha. Poderia ser mais grandioso que isso né, miga? A voz é boa, mas ela sozinha não te mantém na próxima fase.

Luke: Também não topei foi nada com a apresentação e concordo perfeitamente com Gabys sobre o fato dela não merecer estar nesse top.

 

Marcio Donaldson – “It’s A Miracle”

Edu: Ok, pedi para Marcio ser mais desenvolto e menos dramático, mas ele está levando isso a sério demais. A sensação que tive foi que ele bebeu todas antes de subir ao palco, e só consegui sentir vergonha alheia.

Gaby: Peraí, ele não usou esse terno na semana passada? Como o Edu falou, parecia que Marcio estava bêbado e chapado e nos apresentou uma performance bastante cômica, digna de stand up. Não sei mais o que chamava a atenção: se eram as dancinhas toscas deles ou a roupa arco-íris da Katy?

Let: Achei uma escolha péssima. Se ele queria algo dançante por que não apostou em Bruno Mars, então? Sei lá, ficou muito sem graça, mesmo que a proposta fosse exatamente o contrário. Não curti!

Luke: Ah gente, eu achei que foi uma performance bem ruinzinha de assistir e estava esperando bem mais dele. Se tivesse seguido a mesma linha da semana anterior, teria feito bem melhor.

 

Mara Justine – “This Is Me”

Edu: Definitivamente “This Is Me” já se tornou figura carimbada em realities musicais. Mara simplesmente mostrou com essa performance quem manda nisso tudo, se consolidando definitivamente um dos principais nomes dessa temporada. Amei e não foi pouco!

Gaby: Ela tem apenas 16 anos. Vocês sabem disso, né? Eu AMO essa música e para mim ela é a verdadeira vencedora do Oscar, #ProntoFalei. Mara fez uma apresentação repleta de emoção, e deu para sentir o quanto ela estava nervosa e emocionada. Talvez tenha sido isso o que a prejudicou um pouquinho, mas nada tenha deixado essa apresentação ruim. Eu amei a forma como essa garota conseguiu se conectar com a canção e chorei no final sim!

Let: Mas que tiro, hein?! Na real nem é surpresa, já que nossa Mara Maravilha só sabe arrasar, oh menina poderosa! Ela sabe controlar a voz de um jeito único, e nunca falta emoção na performance, até sobra, e ela sabe controlar tudo muito bem. Foi demais!

Luke: Essa música marcou presença lá no The Voice UK e agora veio aqui ao American Idol com muita responsa para Mara, essa guria que tem surpreendido semana após semana. Particularmente não achei que foi a melhor performance dela, mas isso pelo fato de estar absurdamente nervosa naquele palco. Pra mim poderia de longe ser a melhor coisa desse live, mas ainda assim ela novamente fez um ótimo trabalho e ESPERO MUITO que não sejam malucos de mandá-la pra casa.

 

Garrett Jacobs – “Raging Fire”

Edu: Xô, embuste!

Gaby: Não dá! Esse cara é tão genérico que nem cantando PP ele consegue ser bom. #GoHome!

Let: COMO ELE OUSA CANTAR PHILLIP PHILLIPS HINO? NÃO CANTA FOLK SEU RIDÍCULO, TU NEM DEVERIA ESTAR AÍ, ANJO!

Luke: Por favor, ainda dá tempo de tirar ele dali e trazer minha Shannon ou Effie de volta. Pra variar, Garrett ainda quer estragar a música do menino Phillip Pillips? Sacanagem.

 

Ada Vox – “The Show Must Go On”

Edu: PODEROSA! Ada não cansa de impressionar, não é mesmo? Mais uma performance que simplesmente zerou a vida, e não estou sabendo lidar com isso até agora. Definitivamente, Ada é uma verdadeira American Idol!

Gaby: Eu tô sem fala! Sério! O que Ada fez com essa canção do Queen me deixou de boca aberta. Não foi a melhor apresentação dela no programa, eu amei vê-la mais controlada.

Let: QUE ESPETÁCULO! Nem precisa mais falar da voz né? Já que é apenas a MELHOR DA TEMPORADA. Ada é rainha, é diva, é destruidora e é do rock. Se ela não ganhar essa temporada, não sei nem o que faço.

Luke: Não adianta, é essa guria subir no palco pro negócio ser nervoso, hein?! Se eu disser que foi a minha preferida dela vou estar mentindo, porque senti alguns exageros dessa vez. Mas quem se importa, gente? Ada é uma das melhores coisas da temporada e ponto final.

 

Catie Turner – “Take Me To Church”

Edu: Catie me surpreendeu totalmente! Não esperava essa versão mais “séria” dela, e eu amei. O controle, a confiança, tudo na medida certa, e por mim ela merece continuar na disputa pelo menos mais uma semana.

Gaby: Eu tô surpresa com o que Catie fez com a música. Foi uma performance bastante segura e mais controlada da Catie. Por mais que ela não seja a minha favorita, tenho que reconhecer que ela mandou bem e merece entrar no Top 10.

Let: Sempre quando alguém escolhe cantar essa música, eu fico receosa, porque não é fácil acertar. Mas Catie fez parecer que é fácil sim, ela cantou de um jeito tão natural e incrível. Foi simplesmente perfeito, eu me arrepiei toda. Que voz hein, migos! Rasgadinhas incríveis.

Luke: Estava bastante ansioso pra ver o que a Catie iria fazer nessa semana, e olha que gostei muito do resultado. A música é aquela coisa maravilhosa que já conhecemos bem, mas não estava conseguindo imaginar na voz dela e pra minha felicidade foi muito bom de assistir. Novamente fez uma ótima apresentação.

 

Cade Foehner – “Black Magic Woman”

Edu: Nosso rockstar não cansa, né? Mais uma apresentação que ele entregou de forma espetacular, mesmo não tendo sido sua melhor song choice. Vida longa ao rapaz!

Gaby: Senhor, eu estou morta com a Katy pedindo um fio de cabelo do Cade para a mãe dela. Sobre Cade, como diria meu amigo Randy Jackson, ele poderia cantar a lista telefônica que arrasaria. O que ele fez com essa canção pouco conhecida do Santana só prova o quanto ele vai longe na competição.

Let: Sinceramente, parecia apresentação de um artista convidado de tão perfeito que foi. Cade me faz ter vontade de ser uma groupie e ficar ali na plateia gritando e arrancando a blusa. Que pessoa sexy! E que baita guitarrista e cantor poderoso. Amei!

Luke: Já disse que não sou o super fã, mas sigo impressionado cada vez que esse cara sobe no palco, porque ele literalmente bota pra quebrar o negócio. A Katia pedindo um fio de cabelo foi sarro demais da conta.

 

Dennis Lorenzo – “In My Blood”

Edu: O ranço por Dennis é tão grande, mas dessa vez dei uma pausa nisso. Foi uma performance interessante, e a primeira dele que posso dizer que gostei de verdade.

Gaby: Ver Dennis nessa semana foi tipo ver uma borboleta nascendo. A apresentação dele não foi perfeita e será esquecida amanhã, mas foi gostosinha de se assistir.

Let: Olha, eu gostei. Ele cantou muito mais que o dono da música (dono do meu ranço eterno) e isso me fez sentir meio vingada, sei lá. A voz tava boa e se ele for por esse caminho pop até que pode se dar bem.

Luke: Não rolou pro Dennis nessa semana, hein?! Essa música não combinou e muito menos foi suficiente pra que ele conseguisse se destacar nessa noite.

 

Maddie Poppe – “Homeward Bound”

Edu: Olha quem está de volta!!! Depois da decepção que foram suas apresentações na semana passada, minha Maddie mostrou que continua viva e que não foi substituída. Todos temos nossos momentos de altos e baixo na vida, não é mesmo? Depois de dois tropeços seguidos, ela voltou com força total, e com sede de continuar na competição

Gaby: Minha Maddie está de volta! E eu tô apaixonada por essa performance! Caracas, Maddie o que você fez nessa semana merece mil aplausos, porque foi perfeito e digno de um artista num programa como American Idol.

Let: Juro que nunca esperei essa música na voz de Maddie, e nossa, como ficou lindo! Na real foi mágica a mistura da animação do telão com ela ali e aquele violão lindo, ela linda de vestido prata e essa voz que arrepia e te faz viajar. Amei demais!

Luke: Mas gente, que performance mais deliciosa de assistir! É esse estilo que eu gosto de ver a Maddie cantar e pra mim valeu demais. Quero ela na próxima semana, na seguinte e assim por diante.

 

Jurnee – “Bang Bang”

Edu: Depois da semana passada, eu tinha alimentado um ranço sem fim por Jurnee. Felizmente isso acabou, pois que performance! Ela conseguiu ser Jessie, Ariana e Nicki de uma vez só e na medida certa. Pra mim não foi apenas sua melhor apresentação na disputa, como também uma das melhores da noite.

Gaby: Como falar sobre essa performance? Sinceramente, eu não gostei tanto como o Edu gostou. Para mim, Jurnee começou fraquinha e só foi melhorar com o rap. Senti que ela quis dar uma de Jessie J e acabou falhando nos vocais.

Let: O vozeirão tava ali e foi bom, mas poderia ter sido bem melhor. Cara, se ela tem potencial para cantar Ariana ou Jessie, por que não escolher uma música melhor, que toque lá no fundo e nos faça ficar em prantos? Outra coisa, que terror esse palco vazio, zero dançarinos, que pobreza, nossa!

Luke: Olha, Jurnee pra mim não teve seu melhor momento nessa semana. Ainda sigo pegando pra ver aquele dueto maravilhoso com a Lea que rolou na anterior, mas se tem algo de bom pra tirar nisso, foi ela conseguindo mostrar um lado diferente no palco. Não é o estilo que eu gostaria de ouvir num álbum dela, mas acho que foi o suficiente pra garantir sua estadia no show.

 

Jonny Brenns – “This Is Gospel”

Edu: Jonny vinha acertando tanto nas últimas semanas, e voltou a escorregar novamente. Que apresentação mais vergonhosa, meu Deus!

Gaby: Senhor! Nunca me senti tão mal por criticar um act como agora. Jonny fez uma apresentação tão ruim, que culminará na sua eliminação. Uma pena, pois o cara estava indo tão bem e era nítido a evolução dele na competição. Foi um desastre total essa performance e eu só queria abraçar o Jonny quando ele terminou de cantar.

Let: Olha, eu não detestei porque amo a banda e a música, mas realmente não entendi a escolha, sabe! Não combinou com a voz e nem foi surpreendente. Pra que cantar essa música, migo?

Luke: Outra pisada falsa do Jonny, hein?! Difícil defender o guri nessa semana, porque ele realmente errou demais na música. Quero algo no estilo da Hollywood Week e nem acho que é pedir muito.

 

Michael J. Woodard – “Titanium”

Edu: QUE TIRO FOI ESSE? Michael não cansa de surpreender a cada semana, e dessa vez entregou nada menos que sua melhor performance na disputa. Estou simplesmente boquiaberto com esse número, pois jamais esperava isso dele. Sempre apostei que o rapaz seria dono de apresentações just ok, mas cada vez mais venho pagando minha língua, e ele aos poucos vem se tornando um dos principais nomes da temporada.

Gaby: Se eu amei? Amar foi pouco! O que o Jr, digo Michael fez foi esfregar na cara da sociedade todo o seu talento escondido e provar que ele merece ganhar o programa. Eu estou aplaudindo de pé para a melhor performance de Titanium” num reality. O que ele fez foi algo inédito na noite: mostrar o artista que ele é e, de quebra, mostrar todo o seu talento como músico. Ele não só arriscou, mas levou a competição para outro nível, pois depois dessa apresentação, quero ver quem será que superará Michael e se arriscará na próxima semana?

Let: Tá, por que ele não parava de rir? Ok, ficou linda a versão e que voz, hein?! Para cantar essa música sendo um homem e tendo a voz mais grave naturalmente, não é nada fácil, e não canso de dizer que Michael tem uma das melhores vozes da competição. MAS PARA DE RIR E PARA DE NÃO SENTIR A EMOÇÃO DA MÚSICA, PORQUE ISSO É ESSENCIAL, MANO!

Luke: Caramba, hein?! Preciso dizer que essa performance foi Michael foi de arrepiar qualquer pessoa. Como é que esse rapaz consegue fazer essas coisas, alguém me explica? Sério, pegar esse tiro de música da Sia com o Guetta e fazer tudo isso? Nem tem muito o que dizer, apenas que esse cara tem um talento absurdo, não cansa de ser sensacional e MERECE SIM ir direto pra final.

 

Gabby Barrett – “The Climb”

Edu: EU ESTOU NO CHÃO! Pra começar que amo absurdamente esse hino de Miley Cyrus, dos tempos de Hannah Montana. Me emociono com essa canção toda vez, e Gabby simplesmente entregou uma das melhores versões cantada em uma competição musical. Foi lindo de se ver, parecia que a canção era sua. Gabby se entregou na medida certa, cantou com a alma, com emoção, e o resultado não poderia ter sido outro. Pra mim essa foi a melhor apresentação da noite, disparada. Definitivamente o ranço que eu tinha dela lá no começo da temporada se foi.

Gaby: Não tinha maneira melhor do que minha xará encerrar a noite! Gabby está de volta para o jogo! E por incrível que pareça, essa versão dela do hino de Miley Cyrus é tão linda que está melhor do que a original! Foi como se ela viesse para destronar tudo e está pronta para roubar o primeiro lugar da competição. Para mim, Gabby venceu a noite e foi a melhor disparada! Ela e Michael já merecerem ir direto para o Top 10!

Let: Eitaaa! Gabby acertou muuuito bem na escolha musical, como esse hino combina com a voz dela, né? E amei o alcance, ela foi tão longe e com tanta facilidade, tava brincando no palco. Que arraso!

Luke: Nossa, Gabby soube me ganhar totalmente nessa semana. Muito inteligente a song choice e resultou numa performance maravilhosa pra encerrar a noite. A voz dela estava linda e combinou perfeitamente com a música.

 

SEGUNDO DIA

 

Maddie Poppe – “Walk Like An Egyptian”

Edu: Depois da sua redenção, merecido Maddie ter continuado na disputa. Sobre essa performance? Que delicinha! Eu amei por demais, com uma vibe suave e alto astral. Quase levantei aqui pra dançar, pois me levantou um pouco, já que antes disso estava meio jororô.

Gaby: Olha um outro lado da Maddie que eu não conhecia! Não posso dizer que eu amei porque achei a performance anterior bem superior, mesmo assim, Maddie vem me surpreendendo nessa fase do Idol e foi super merecido ela ter ido direto para o Top 10!

Let: Ai credo, vocês gostaram disso? Pelamor, foi terrível. Sem contar que o estilo de voz dela fez parecer que rolou desafinação o tempo todo, juro que fiquei com sono.

Luke: Claro que foi super merecido a Maddie passar direto pro top 10, mas em relação a essa performance eu achei gostosinha, porém particularmente prefiro ela no estilo de domingo. Já acho que se ela tivesse cantado essa música na noite anterior, talvez não teria a mesma sorte e precisaria dos votos dos jurados pra seguir pra próxima fase.

 

Michelle Sussett – “I’m a Dreamer”

Edu: Saudades de cantarem canções originais, finalmente. Michelle foi melhor que na noite passada, mas não me convenceu tanto assim.

Gaby: Eu gostei de ver Michelle se arriscando com uma canção original e ela foi bem melhor do que na noite anterior, mas foi só isso. Ela ainda não me convenceu para continuar no programa e porquê merece ser a próxima American Idol.

Let: Foi meio cantores do RBD em carreira solo, como Dulce Maria, sei lá. Bregão, porém melhor que ontem né, qualquer coisa seria. Ainda assim, tchau!

Luke: Gente, eu não sou muito fã da Michelle e já deixei isso bem claro, mas preciso dizer que dessa vez ela realmente conseguiu fazer algo bacana. Eu gostei bastante da música original e foi até pra dar uma redimida na derrubeira que foi a anterior.

 

Marcio Donaldson – “Jealous”

Edu: Marcio essa semana está definitivamente louco das drogas, não é possível. O pior disso tudo foi sua falta de maturidade em ouvir críticas construtivas. Concordei com tudo que Luke disse e assino em baixo.

Gaby: Puro karaokê. Ele desafinou horrores, estava totalmente fora do tom e parecia uma maria-mole no palco.

Let: PAREM DE CANTAR ESSA MÚSICAS, SEUS CAPIROTO! Como sempre foi ruim, só Nick acerta esse troço, lógico que Marcio erraria – erraria até se fosse uma música mais fácil, seremos sinceros né!

Luke: Nossa, o Marcio definitivamente conseguiu fazer ainda mais feio que a performance anterior. Primeiro que eu já detesto essa música, segundo que ele conseguiu cantar pior que a versão original.

 

Cade Foehner – “Bright Lights”

Edu: Olha, sinceramente Cade mereceu passar para o Top 10, mas por conta disso não precisava ter relaxado. Achei sua apresentação ok, mas não a nível espetacular que ele vem mostrando ultimamente.

Gaby: Cade esfregou na cara do Marcio o que é cantar e o que é ter presença de palco, mesmo estando num dia ruim. Isso que é talento.

Let: Eu achei meio preguiçoso para o nível Cade. Chato até, sei lá!

Luke: Cade novamente foi bem, mas entre as duas eu ainda acho que a performance de domingo foi melhor. Mesmo assim ele segue impressionando todo mundo por ali, porque toda vez que sobe no palco consegue levantar geral.

 

Garrett Jacobs – “Have You Ever Seen The Rain”

Edu: Adoro essa música, e foi até que uma boa apresentação. O problema é que o ranço está muito forte por ele, e já o quero bem longe pra ontem.

Gaby: A minha campanha deu certo e o povo dos EUA votou certinho e não num rostinho bonito. Sobre a apresentação, senti que Garrett tentou dar o seu melhor, mas morreu na praia.

Let: Vou confessar que não vi até o fim, porque peguei raiva vendo esse embuste cantando um clássico como esse. Aff, sabe!

Luke: Bom, pra variar me deu muito sono aqui. Já estava pronto pra dar aquela surtada, caso o rapaz tivesse passado direto pro top 10, mas minhas preces foram ouvidas e isso não aconteceu.

 

Gabby Garrett – “Little Red Wagon”

Edu: Imagina uma fusão entre Carrie Underwood e Miranda Lambert? O resultado é Gabby Garrett nessa performance. Que apresentação, meus amigos. Claro que não superou aquele hino da noite passada, mas foi muito bom, e até agora a melhor dessa segunda noite.

Gaby: Minha xará vem sendo uma das grandes surpresas desta temporada. Ela quer vencer e está se empenhando para isso. Outra performance maravilhosa. Amei vê-la mais solta e saindo da zona do conforto. Ela tem tudo para fazer sucesso pós Idol, independentemente do resultado.

Let: Sou louca pela voz  dessa menina, nossa! E com essa performance ela conseguiu apostar ainda mais naquele arranhado que tanto amo. Foi incrível, e olha que detesto o estilo.

Luke: Novamente Gabby foi muito bem. Claro que sou bem mais aquela coisa linda que ela fez no domingo, mas a guria definitivamente mereceu seguir direto pra próxima, porque com essa voz e talento tem potencial pra ir longe.

 

Dennis Lorenzo – “This Woman’s Work”

Edu: Retificando, essa é a melhor apresentação da noite até o momento. Dennis simplesmente se superou, e não esperava por esse tiro. Que performance mais maravilhosa, e depois dessa ele merece sim continuar no Top 10. Essa semana ele pegou para surpreender mesmo.

Gaby: Dennis foi o único, até agora, que estava na zona de perigo que lutou por uma vaga no Top 10. Sua apresentação foi digna de alguém que quer vencer e continuar na competição. Gostei bastante desse Dennis mais confiante e seguro no palco.

Let: Ele tá acertando em tudo agora, parece que finalmente se encontrou. Fiquei bem surpresa com a grandiosidade da apresentação. Que voz, minha gente!

Luke: Nossa gente, eu realmente gostei do Dennis nessa performance. Definitivamente foi mil vezes melhor que a de domingo e tipo, achei que ele mostrou alguns lados diferentes na apresentação e curti muito. Depois dessa eu fiquei torcendo sim pra que ele fosse salvo pelos jurados, pois mereceu.

 

Jonny Brenns – “Demons”

Edu: Uma das minhas músicas prediletas da vida e esse embuste fez o favor de estragar. Parabéns aos envolvidos!

Gaby: Eu amo essa música, mas ainda não entendi o que Jonny teve esses dias! Em comparação à performance de domingo, Jonny foi bem melhor, mesmo assim, nada que fosse memorável.

Let: Nossa, que criativão ele hein, deixou lentinha no início, bó, aff! Só sei que estragou a música e perdeu metade do poder destruidor que ela tem, toma palhaço!

Luke: Foi a melhor performance dele? Não, mas melhor que a de domingo sem sombra de dúvidas. Não sei o que acontece com o guri, talvez ele realmente precise ir pra casa, passar mais um tempo aprendendo e evoluindo pra voltar numa outra temporada. Sempre curti e torci demais pra ele, mas essa não foi sua semana.

 

Caleb Lee Hutchinson – “Gettin’ You Home”

Edu: Caleb é um dos nomes da temporada e um dos meus favoritos, já cansei de dizer isso. Ele veio com mais uma apresentação tradicional, pé no chão, o bastante para essa noite. A partir da semana que vem a disputa ficará mais acirrada, então aconselho sair um pouco da zona de conforto, ou começará a ter problemas.

Gaby: Caleb precisa sair dessa zona de conforto, logo porque se não vai ser um saco assistir as apresentações dele. No mais, foi mais uma performance iguais as demais de Caleb.

Let: Já não aguento mais Caleb, sinceramente. É sempre a mesma coisa, sempre essa voz grossa e esse cosplay padrãozinho do Scotty McCreery. Por mim, deu.

Luke: Achei que foi mais uma performance sólida do Caleb, mas sigo achando que o rapaz tem potencial pra fazer bem mais que isso. Tudo bem que ele tem toda a torcida country pro seu lado, mas gente, a voz dele é tão boa, talvez esteja faltando algumas dicas e ajuda nas escolhas das músicas.

 

Mara Justine – “Love On The Brain”

Edu: Infelizmente não foi a melhor apresentação de Mara, achei que o nervosismo lhe prejudicou um pouco. Tomara que os jurados tenham um pouco de compaixão, e não levem tão a ferro e fogo esse deslize.

Gaby: Eu amo a Mara! Ela foi bem melhor nessa apresentação do que no domingo. Cantar essa hino da RiRi me deixou arrepiada. Gente, ela só tem 16 anos!

Let: Nossa, que exagerada! Eu sei que ela tem um vozeirão, mas o segredo é saber controlar todo o teu poder às vezes. Não precisava de tudo aquilo com essa música. Não imaginei que não gostaria de uma apresentação de Mara, logo depois do hino de ontem.

Luke: Adoro Mara e novamente adorei ela cantando RiRi. Fiquei foi bem chateado por ela não ter passado direto pro top 10, mas entendo depois de todo aquele nervosismo que ela demonstrou na apresentação de domingo. Ela tem uma voz maravilhosa e tipo, é quase uma criança.

 

Jurnee – “Never Enough”

Edu: Essa performance teve diversas camadas, e foi algo bem intenso. Ela foi apresentando tudo na medida certa, e mostrou uma segurança incrível. Foi uma apresentação bem consolidada, que por mim pode mantê-la no Top 10.

Gaby: Jurnee me deixou em lágrimas. Sério, que perfomance digna de alguém que caiu e levantou! Ainda acho que Jurnee está perdida no quesito artista que quer ser, mas isso não muda o talento vocal que ela tem.

Let: AGORA SIM! Essa é Jurnee que amo! Eu falei que era apostar na emoção, porque voz ela já tem. Agora imagina se ela tivesse pego um musicão da Jessie ou da Ariana ontem? Pois é!

Luke: Quando Jurnee cantou essa música na Hollywood Week ela me conquistou ainda mais, porque fiquei foi bem derrubado com aquela performance. Dessa vez não foi muito diferente, porque gente, é só ela abrir a boca que sinto aquela tonelada de emoção vindo de suas apresentação e fico aqui todo apaixonado.

 

Michael J. Woodard – “Believe On Yourself”

Edu: MICHAEL NÃO CANSA! QUE PERFORMANCE! Mesmo estando garantido no Top 10, o rapaz não relaxou e veio com outro tiro certeiro. Cada dia mais aposto numa final entre ele, Ada e possivelmente Caleb ou Gabby.

Gaby: O cara já estava no Top 10 e faz uma performance dessas?! Não é atoa que Luke ficou de pé assistindo e Katy vibrou quando soube que ele passou direto! Michael, meu amado Jr., é um achado nessa temporada! Já quero ele na final!!!

Let: Meu Deus cara, que voz é essa? Destruidor, lindo, perfeito, PORÉM COM UM DEFEITO QUE NÃO CANSA DE ME IRRITAR, PARA DE RIR C*******, PARA DE PULAR NO PALCO, PRA QUE ISSO, SOSSEGA ESSA PERIQUITA HOMEM. Eu, hein?!

Luke: Que tiro foi esse? Pra variar Micharl derrubando a casa toda mais uma vez. Já disse que pra mim esse rapaz tem uma vaga mais do que garantida na final e eu não aceitarei nada menos.

 

Catie Turner – “Havana”

Edu: Catie veio toda caracterizada de Kara Denvers, a nossa Supergirl. Brincadeiras à parte, ela entregou mais uma apresentação incrível, e amei de verdade a versão que ela fez desse mega hit de Camila Cabello.

Gaby: Olha, não aguento mais essa música. Tirando isso, até que Catie mandou bem mais uma vez e fez uma apresentação deliciosa de se escutar. Ela só precisa largar um pouco o violão e se soltar no palco. Do resto, se continuar seguindo assim na competição, ela poderá ter futuro.

Let: Foi uma baita apresentação, e pensei a mesma coisa que Edu quanto ao look, parecia que a qualquer momento ela soltaria aquele rabo de cavalo. Mas ainda prefiro a apresentação anterior, aquilo foi inesquecível.

Luke: Catie me surpreendeu demais nessa semana. Primeiro aquela ótima apresentação no domingo e agora veio com essa versão deliciosa de “Havana”, que eu também gostei demais da conta.

 

Ada Vox – “And I Am Telling You I’m Not Going”

Edu: Foi uma grande surpresa não ver Ada passando direto para o Top 10, mas aquilo lá, foi bem acirrado os seis mais votados, na minha opinião. Ela mais uma vez humilhou, mostrando que sua jornada não acaba aqui. Jurados, agora é com vocês, não eliminem Ada, pelo amor de Deus!!!

Gaby: Bom, eu entendo ela não ter passado direto porque a votação deveria estar acirrada e acredito que quem vota ainda olha a parência. Pois é, isso existe em pleno 2018! Tirando isso, Ada fez uma performance lacradora e tão comovente, que euzinha estava soluçando aqui enquanto assistia. Esse hino da Jen. Hudson é tão comovente e tem uma letra tão linda, que foi impossível não sentir toda a dor que ela sente, sentiu e ainda sente por ser quem ela é.

Let: Não quero nem comentar o fato de não ter passado direto, porque isso me encheu de medo. Aí Ada vai lá e entrega mais um hino, e não só isso, pega a música pra ela. Que arraso, que destruição. Que coisa linda!

Luke: Olha, precisa nem dizer o absurdo que eu achei a Ada não ter seguido direto pro top 10, né? Sim, eu achei que a performance de domingo dela não foi sua melhor, mas ainda assim foi superior a boa parte dos outros acts, então não aceito. Pra deixar ainda mais claro o furacão que ela é, veio e destruiu com esse hino e arrepiou cada fio de cabelo por aqui. A atitude dos jurados não poderia ter sido outra.

 

RESULTADO

Edu: Sinceramente? Tinham que passar sete direto, e cada jurado então salvaria mais um da repescagem. O top 6 inicial foi justo, mesmo tendo faltado Ada, mas ainda bem que Katy foi sensata em salvá-la. Agora a minha indignação da semana foi terem salvado Michelle, ao invés de Mara. Tipo, OI? COMO ASSIM? Olha a erva que esses três estão fumando de novo! Michelle está fazendo mais que hora extra na disputa, e meu ranço por ela se multiplicou. Sobre os demais, Jonny e Marcio não colaboraram essa semana, portanto suas eliminações foram justas. E Garrett? Amém, já foi tarde. God bless America! Pela segunda vez só essa semana os americanos votando direitinho, continuem assim.

Gaby: Em primeiro lugar, quero aplaudir a atitude da Katy Perry pelo o que fez e falou sobre a Ada. Achei sensacional e lindo o discurso dela. Ada era para ter passado direto sim, mas como eram só 6 lugares, se ela não passasse, sabíamos que ela teria um lugarzinho reservado, isso é fato. Tivemos algumas justiças nesse Top 10 e algumas injustiças! Não vou discutir os votos do público, porque para mim deveria ser esse o ÚNICO critério nas lives e, talvez, os jurados pudessem salvar 1. Jurnee e Dennis mereceram sua segunda chance, e espero que eles não desperdicem essa oportunidade no Top 10.

Agora o que foi aquilo dos jurados salvarem Michelle? Hello?! Desde quando ela é melhor vocalmente e tem futuro em alguma coisa depois do Idol? Só porque ela cantou uma Original Song nessa semana? Grande coisa! Para esse Top 10 ser ideal, os jurados tinham que ser salvado a Mara, pois ela sim canta muito e tem o que hollywood chama de pacote completo: é jovem, bonita, tem voz e é comercial. É claro que fiquei feliz por Garrett ter saído. Jonny ainda tem muito o que amadurecer e vou sentir saudades dele sim. Sobre Marcio, acho que não sentirei tantas saudades, porque sempre terei a oportunidade de ver assistir um stand up e lembrarei dele. No mais, que comece a temporada e agora a campanha é #GoHomeMichelle!

Let: GRAÇAS A DEUSA (Katy) ADA SALVA! Mas como defender os jurados depois de mandar Mara embora e deixar Michele? Aff, gente! Porque sempre uma decepção? Com ela fora as eliminações seriam apenas perfeitas, justas.

Luke: Eu gostei do top 10, mas definitivamente trocaria alguns nomes ali. Michelle foi sim muito bem na segunda noite, mas pra mim a vaga dela poderia ter ficado com a Mara, porque senti muito com a eliminação da guria. Marcio eu acho que nessa semana assinou sua sentença de morte, então a eliminação foi bem justa. Já sobre o Garrett: ANTES TARDE DO QUE NUNCA! E quanto ao Jonny, realmente fiquei triste, mas acho que foi a melhor decisão e vou torcer pra que ele cresça um pouco mais e retorne numa próxima temporada. Agora quero ver esse povo derrubando a casa na próxima semana. Tenho meus favoritos por aqui, mas acho que tem muita gente ali com potencial de levar o prêmio.

 

O que acharam da formação desse Top 10? Venham comentar conosco!

About Team Mix Reality

#TeamReality no Mix de Séries é responsável pelos realities shows.