Arrow – 6×01 – Fallout

Imagem: IMDb/Divulgação

Depois de uma excelente quinta temporada, todos se perguntavam se a série conseguiria manter a qualidade e encontrar um vilão tão bom e marcante quanto Pormetheus em seu sexto ano, e também ficava no ar a curiosidade do que seriam feitos dos flashbacks, uma das marcas da série, agora que a trama dos cinco anos se encerrava. As saídas encontradas pelos roteiristas não poderiam fazer mais sentido quanto a que foi visto nesse primeiro episódio.

O salto temporal de 5 meses possibilitou a série continuar utilizando os flashbacks agora mostrando os eventos após a explosão da ilha Lian Yu. Será alternando entre presente e passado que descobriremos quem morreu e quem sobreviveu ao ato final de Adrian Chase, e isso ainda pode prender nossa atenção e curiosidade por mais alguns episódios. A primeira baixa confirmada, que já era esperada, foi Samantha, ex de Oliver e mãe do jovem William. Quanto a Thea, que pensávamos estar morta em sua primeira aparição no episódio, é revelado ao final que está em coma, o que foi um recurso encontrado pela produção para justificar o afastamento da personagem por mais episódios assim como no ano anterior já que o contrato da atriz Willa Holland continua na mesma situação, com participação reduzida na temporada. Sabemos que então a qualquer momento ela acordará.

Em relação ao grande substituto de Prometheus para o vilão do ano, a escolha feito pelos roteiristas pode ser bem interessante. Teremos pequenos arcos com vilões diversos, o que abre oportunidade para trabalharem bons personagens, mas pra isso, além de roteiro, é preciso um bom casting. Esses arcos irão se desenvolver ao longo da temporada, episódio a episódio, algo bem parecido com o que foi feito na primeira fase da quinta temporada com Tobias Church e a passagem para Prometheus. Nesse primeiro episódio tivemos Black Siren, mais uma sobrevivente da explosão, dando os primeiros passos daquilo que pode ser o um plano mais complexo, já que ao final dos flashbacks do episódio vemos ela sendo resgatado por aquele que pode ser o próximo grande vilão a dar as caras nos próximos episódios. É unânime quando se fala da melhor versão da Laurel Lance de Katie Cassidy que em pouco mais de uma temporada conquistou os fãs como vilã mais do que como mocinha em 4 anos. E depois de verem que a dobradinha Canário Negro e Black Siren deu mais do que certo na season finale passada, tivemos mais desse embate nessa première, e ver essas duas em cena em combate nunca é demais.

Por falar em Canário Negro, Dinah nitidamente conquistou seu território na série e entre os fãs. A personagem ganhou um maior destaque nessa temporada, com direito a um novo uniforme incrível (que nos trouxe a melhor piada do episódio quando Black Siren cita a meia arrastão da personagem nos quadrinhos), e tem tudo pra crescer ainda mais, isso graças a Juliana Harkavy que tem uma excelente presença em cena e atuação no ponto. A personagem não só tem crescido em combate e na equipe da polícia de Star City, como tem mostrado ótimo trabalho em cenas com certo peso dramático, como quando contracena com Quentin Lance. Este que, aliás, foi o único que não cresceu nada de um ano para o outro e continua nos cansando com seus fantasmas pessoais.

Os outros personagens, por mais que não tenham ganhado tanto destaque nesse episódio, já mostraram amadurecimento no trabalho em equipe. Principalmente Rene Ramirez, ou Wild Dog, que ganhou um novo uniforme estilizado e poderá ter seu momento de redenção agora que ganhou uma nova audiência para Rene e sua filha graças a ajuda de Oliver como prefeito. Curtis mostrou uma melhora em combate, Felicity mostrou que está passo a passo retomando seu relacionamento com Oliver e Diggle que mostrou não estar tão bem depois dos acontecimentos na ilha.

Fallout nos deixou com mais um final chocante e mostrou um pouco essa nova dinâmica criada na série que se desenvolverá melhor ao longo da temporada, e muita coisa ainda precisa e pode acontecer. Então antes de julgar precipitadamente, aguardemos os próximos episódios para vermos como essa trama será conduzida. Se mostrar que consegue manter esse ritmo e qualidade, Arrow ainda poderá nos entreter por mais algumas temporadas no ar e com isso todos saem ganhando. Arrow, you haven’t failed your fans!

EASTER EGGS:

– Este episódio se passa 5 meses após os eventos da season finale da quinta temporada, que aconteceu no dia 17 de maio de 2017. Ou seja, esse episódio se passa em torno do dia 17 de outubro de 2017. Curiosamente, as premières das novas temporadas de Supergirl, The Flash e Legends of Tomorrow se passam 6 meses depois.

– Sobreviventes da explosão de Lian Yu: Slade Wilson, John Diggle, Felicity Smoak, Rene Ramirez, Curtis Holt, Dinah Drake, Quentin Lance, Laurel Lance (Black Siren), Nyssa al Ghul e Thea Queen.

– Morte confirmada: Samantha Clayton.

– Destino desconhecido: Malcolm Merlyn, Talia Al Ghul, Digger Harkness (Capitão Bumerangue) e Evelyn Sharp.

– Alex Faust ainda é um personagem desconhecido já que não há nenhum personagem de mesmo nome nos quadrinhos. Provavelmente criado apenas para a série.

– Raisa, a senhora que cuida de William para Oliver, foi vista pela última vez no episódio piloto da série, trabalhando para a família Queen.

– Em uma das cenas de William, ele é visto jogando Injustice 2, usando a personagem Era Venenosa. Stephen Amell já dublou uma versão do Arqueiro Verde em Injustice: Gods Among Us.

– 52 Spot It: mais um vez o número 52 referente à fase dos quadrinhos deu as caras como o número do canal de TV.

Fallout

Nota do Episódio - 9

9

Review do primeiro episódio da sexta temporada de Arrow, da The CW, intitulado "Fallout".

User Rating: Be the first one !

About Álefe Cintra

Jornalista e apaixonado por séries. Tem a mesma profissão de Clark Kent, usa óculos parecido, mas infelizmente não é super-herói. Grande fã de séries de super-heróis e fantasia. No Mix de Séries escreve as reviews de Arrow e The Flash.