As maiores disputas no Emmy virão das mesmas séries

Imagem: FX/NBC/Divulgação

Disputar um Emmy não deve ser nada fácil. Imagina disputar com um colega de elenco? Ser qualificado como “melhor” que outra pessoa que trabalhou, junto de você, é um tanto delicado. Não que as nomeações, em si, já  indiquem isso, mas colocar atores de uma mesma série para disputar categorias semelhantes é curioso.

Game of Thrones tem virado mestre em proporcionar isso nas categorias coadjuvantes. Porém, este ano duas categorias principais terão excelentes disputas.

Feud: Bette e Joan, de Ryan Murph, fala sobre a rivalidade infame entre as atrizes Joan Crawford e Bette Davis – que se torna a metáfora perfeita para os 69th Primetime Emmy Awards: as duas atrizes principais do programa, Susan Sarandon e Jessica Lange, foram ambas nomeadas na categoria de atriz principal para série limitada/TV. É como assistir Feud… Várias vezes!

Quem também possivelmente estará colocando na cara um sorriso de “Estou tão feliz por você” são os rapazes de This Is Us, Sterling K. Brown e Milo Ventimiglia. Sterling, que era um “bloqueio” para indicados até o ano passado, quando ganhou um Emmy de melhor ator coadjuvante pela sua performance em The People vs. O.J. Simpson: American Crime Story, está concorrendo contra o pai adotivo da TV, Milo Ventimiglia. Dos dois, Brown é o vencedor mais esperado (lido: provável). Mas o barulho dos fãs favoritos do Milo puxa uma virada? As coisas mais estranhas podem acontecer.

Dois outros que podem proporcionar um falso “estou feliz aplaudindo por minha co-estrela”: Jane Fonda e Lily Tomlin, ambas nomeadas para atriz principal em uma série de comédia por Grace and Frankie. Este é o primeiro ano em que Fonda está ao lado de Lily, mas elas podem ter um certo conforto em saber que é provável que nem serão pegas pela câmera quando do discurso uma da outra, caso uma das atrizes ganhe. As apostas estão na “papa-troféus” Julia Louis-Dreyfus com Veep, ou Tracee Ellis Ross de Black-ish. Além delas, temos a disputa que vem de The Handmaid’s Tale que fala sobre irmandade e sobrevivência…até a noite do Emmy, quando apenas uma de suas indicadas a Atriz Coadjuvante estará pronta para gritar “Louvado seja!” – Ambas, Ann Dowd, que interpretaram a terrível Tia Lydia, e Samira Wiley, que interpreta Moira, foram excepcionais na nova joia da coroa do Hulu. Mas com forte concorrência na categoria de Millie Bobby Brown por Stranger Things (provavelmente a vitoriosa) e Chrissy Metz por This Is Us, a dupla da Handmaid pode ir para casa com as quatro mãos livres.

Como não bastasse colocar suas protagonistas para “brigarem” duas séries também estão concorrendo entre si. Feud colocou mais duas atrizes na disputa de Melhor Atriz Coadjuvante em Série Limitada: Judy Davis, que interpretou a violinista vingativa Hedda Hopper concorre com Jackie Hoffman, cuja fabulosa interpretação como a criada Mamacita tem apontado-a como favorita. Porém, ambas terão de brigar com mais uma batalha dentro da própria série – as mulheres de Big Little Lies,  Laura Dern e Shailene Woodley. Essa também não é a única categoria que Big Little Lies tem atrizes disputado o mesmo prêmio: em Melhor Atriz em Série Limitada, Nicole Kidman e Reese Witherspoon estão disputando entre si e também se tornam rivais das já mencionadas Sarandon e Lange. Ufa.

Claro, são estrelas maravilhosas que estão disputando o prêmio, mas ambas citadas podem acabar saindo de cabeça baixa na noite do Emmy, uma vez que sempre há aquele vencedor imprevisível que surge no anúncio do vencedor.

Para quem vai suas apostas para essa batalha de atores e atrizes?

Fonte: TVGuide

Comments

comments

About Anderson Narciso

Anderson Narciso
Mestre em História, apaixonado por mídias, é o editor responsável e idealizador do Mix de Séries. Eterno órfão de Friends, One Tree Hill e ER, acompanha séries desde que se entende por gente. No Mix é editor de colunas e de notícias, escreve a coluna 5 Razões e resenha a série Gotham.