Audiência – Análise de 05/05 a 11/05: The Big Bang Theory, Chicago P.D., Dynasty e mais

Audiência, Análise de Audiência, Dynasty, NCIS, Chicago P.D.
Imagem: CW/Divulgação; CBS/Divulgação (02); NBC/Divulgação

Sim pessoal, é aquela época do ano mais uma vez. A televisão americana entupida de Season Finales, enquanto os canais se preparam para os Upfronts e lançar séries que serão analisadas por nós no futuro.

Curiosamente, já vimos uma estreia ou outra da Summer Season, que também serve de preparo para outra overdose no final de maio. Acha que é tudo? Acredite, temos muito mais. Na terça-feira (08) tivemos a primeira grande noite de eleições com primárias em quatro estados, sem contar com os Playoffs da NBA na ABC e o lendário 2018 Kentucky Derby, exibido pela NBC no domingo.

Preparados? Vamos em frente.

ABC

Com o início das exibições dos Playoffs da NBA, a ABC marcou bons números no sábado. Cavaliers vs. Raptors liderou a noite com folga com 5.38 milhões de telespectadores e 1.9 no público alvo. Depois de uma subida grandiosa na semana passada no seu primeiro programa ao vivo, American Idol manteve a boa forma. O reality show caiu apenas 0.1 para 1.8, mas que mesmo assim não foi suficiente para segurar Deception. O drama de mágico oscilou o.1 de 0.7 para 0.8. Não parece muito, mas essa instabilidade não ajuda ninguém.

Na segunda-feira, Dancing with the Stars marcou pouco 1.0 no demo, o que é 0.1 a menos do que na semana anterior. Às 22h, The Crossing ficou estável nos seus medonhos 0.5. Na terça-feira, Roseanne continuou reinando. A comédia marcou 2.6 no demo alvo, os mesmos da semana passada, enquanto The Middle (1.5) e black-ish (1.2) ficaram estáveis. Já Splitting Up Together (1.0) e For The People (0.5) caíram 0.1.

No dia seguinte, The Goldbergs Modern Family repetiram os mesmos números da semana anterior, 1.2 e 1.3 respectivamente. American Housewive se recuperou depois de um Series Low medonho na semana anterior para 1.1 no demo. Já Alex, Inc (0.7) e Designated Survivor (0.5) caíram 0.1 em comparação com a semana anterior.

E aquela divulgação, deu certo?

Um dos episódios de Grey’s Anatomy mais promovidos da temporada marcou 1.9 no demográfico alvo, os melhores números do drama desde março deste ano. Em seguida, Station 19 perdeu 0.1 para 0.9, enquanto Quantico registrou horríveis 0.4 no demo alvo. Por fim, na sexta-feira o início do fim de Once Upon a Time fez bonito ao ser assistido pelo maior número de pessoas em dois meses. No demo, o drama fez 0.5 ao mesmo tempo que SHIELD repetiu os 0.5 da semana passada.

NBC

Imagem: NBC/Divulgação

Para NBC a semana começa (ou termina?) com o Saturday Night Live. No último final de semana o programa estava cheio. Com a apresentação de Donald Glover, também tivemos as participações especiais de Alec Baldwin como Donald Trump, Ben Stiller, Scarlett Johansson e Stormy Daniels. Quem mais? Além de lançar o clip (sensacional) de This Is America, o programa também teve um crescimento considerável. O programa fez 1.8 no demográfico alvo, vencendo a noite com facilidade. Porém, para os nerds como eu, o Broadcasting & Cable fez uma pesquisa exepcional sobre quem é o telespectador do humorístico.

A noite começou com um episódio duplo de Genius Junior com 0.5 e 0.6 às 21h e 22h, respectivamente. Mais tarde, Timeless ficou estável com 0.6 deixando a situação da série pela próxima semana realmente no limbo. Sabe-se que a Sony TV não perde um produto com facilidade, haja vista o que aconteceu com DamagesCommunityUnforgettable e Drop Dead Diva. Pessoalmente, não duvido que a NBC cancele e os executivos da companhia consigam encontrar uma sobrevida em outro canal ou plataforma digital. Os números são ruins, mas a base é forte.

Na segunda, o The Voice continuou mostrando sinais de cansaço ao cair 0.2 para 1.5 no demográfico alvo. É verdade que o reality show venceu a noite com facilidade, mas uma Series Low tem sempre um gostinho ruim. Já às 22h tivemos a primeira estreia da Summer Season. Um mega sucesso ao redor do mundo, principalmente no mercado europeu, Running Wild with Bear Grylls retornou com 0.9, mesmos números que o Season Fnale de Good Girls fez na semana anterior. A audiência é um tanto menor que o começo da 3ª temporada (1.1), mas extremamente melhor que o final (0.5).

Enquanto isso,

The Voice manteve-se estávei nos 1.3 da terça-feira passada, mesma estabilidade de Rise (0.7). Se recuperando depois de uma queda brusca no passado, Chicago Med subiu de 1.0 para 1.1. O Season Finale super comentado de Chicago P.D. manteve os 1.2 da semana anterior, mas menores em comparação com 2017 (1.3 x 1.2). A recém renovada Law & Order: SVU (1.1) caiu 0.1, enquanto The Blacklist subiu 0.1 para 0.8.

Na quinta-feira, a Season Finale de Chicago Fire registrou 0.9 no demográfico alvo, uma queda de 0.1 comparado a semana passada e 0.4 em relação ao final de 2017. Por fim, na sexta-feira vimos Blindspot repetir seus usuais 0.5.

FOX

Numa noite decisiva para Fox no que se refere ao futuro desse bloco de comédias, as coisas foram mistas. Bob’s Burgers (0.7), The Simpsons (0.9) e Family Guy (0.9) caíram 0.1 cada, enquanto Brooklyn Nine-Nine (0.7) despencou 0.2 e o Series Finale de The Last Man on Earth (0.7) ficou estável com a semana anterior. Na segunda-feira, Lucifer cresceu (+0.1) para modestos 0.7 no demográfico alvo, enquanto a recém renovada The Resident ficou estável nos 0.8.

Season Finale da problemática Lethal Weapon cresceu de 0.7 para 0.8, mas New Girl ficou nos mesmos 0.5 da semana passada. Na quarta-feira, Empire caiu de 1.7 para 1.6 enquanto Star segurou em 1.2. No dia seguinte, tanto Gotham (0.7) quanto Showtime At The Apollo (0.6) subiram 0.1 em relação a semana anterior.

Continua após a publicidade

CBS

No sábado, Ransom manteve-se “firme” nos seus 0.3 da semana anterior. Enquanto no dia seguinte, 60 Minutes repetiu os 0.8 da semana passada, mas logo em seguida Instinct subiu de 0.6 para 0.7, além de ter um crescimento significativo no seu público total (07 milhões de telespectadores). Mais tarde, NCIS: Los Angeles subiu para 0.8, mas Madam Secretary não segurou a subida da semana passada e voltou ao seu Series Low de 0.5.

Kevin Can Wait teve sua Season (ou Series?) Finale na segunda-feira, crescendo dos medianos 0.8 da semana passada para não tão ruins 1.0 no demo. Em seguida, Man with a Plan acompanhou a alta (+0.1) indo para 0.9. Superior Donuts (0.7) e Elementary (0.6) ficaram estáveis com seus números da semana anterior.

NCIS terminou sua temporada com a despedida de Pauley Perrette e em alta. O Season Finale marcou 1.6 no demográfico alvo, que também é uma Season High, na verdade são os melhores números desde a estreia em setembro. O público total, os sempre impressionantes 14.7 milhões de telespectadores, também foi o melhor de toda temporada. Às 21h, Bull também se despediu com 1.2 no demo, 0.1 a mais do que na semana anterior. Já NCIS: New Orleans caiu de 0.9 para 0.8.

Grande noite para os finais

Na quarta-feira, tudo ficou estável. Survivor (1.5), SEAL Team (0.9) e Code Black (0.7). Na quinta? Grande dia. Enquanto uma análise da Season Finale de The Big Bang Theory vocês conferem abaixo, Young Sheldon terminou com 2.2 (+0.3). Mom teve um episódio duplo para seu grande final, marcando 1.5 e 1.3, respectivamente. SWAT fez 0.9 (+0.1). Por fim, na sexta-feira a CBS venceu mais uma vez nas preliminares.

A estreia da nova temporada de Undercover Boss fez 0.6 no demográfico alvo, deixando a CBS em segundo lugar. Todavia, Hawaii Five-0 subiu 0.1 para 0.8, mesma marca de Blue Bloods. Curiosamente, tais números, por mais mornos que você possa pensar que eles sejam, venceram o dia. Isso porque a série estrelada por Tom Selleck é a única que consegue atrair quase 09 milhões de pessoas numa sexta-feira à noite. Única.

Continua após a publicidade

CW

Supergirl continuou firme nos seus 0.5 da semana passada, enquanto iZombie suspirou e cresceu 0.1 para 0.3. Na terça, The Flash cresceu 0.1 para 0.7, enquanto a recém renovada The 100 fez estáveis 0.4. A noite de quarta-feira começou com Riverdale marcando os mesmos 0.4 da semana anterior, enquanto The Originals teve uma ligeira queda para 0.3. Na quinta-feira, Supernatural marcou 0.4 enquanto Arrow fez 0.3.

TV a Cabo

Imagem: Divulgação

No sábado (05) a tradicional Kentucky Derby marcou modestos 0.11 no demográfico alvo e atraiu a atenção de 477 mil telespectadores na NBC Sports. Já no domingo, tivemos Fear The Walking Dead vencendo a noite dos roteirizados, apesar de despencar mais um pouquinho (-0.12) para 0.85. Into The Badlands acompanhou seu lead-in numa queda de 0.11 para 0.33, o que mesmo assim são números positivos.

Na HBO, uma Westworld rodeada de polêmicas caiu um pouco mais (-0.08) para ainda fortes 0.64. Mais tarde, Silicon Valley caiu (-0.08) para 0.38, mesmo movimento feito por Barry (-0.04/0.23). A noite na Showtime começou com The Circus viajando ao anterior do país para marcar 0.03 no demográfico alvo, entregando para I’m Dying Up Here que retornou com números superiores a estreia de 2017 (+0.01), mas 0.03 a menos em comparação com a Season Finale. Fechando a noite pro canal, a já renovada Billions subiu 0.04 para 0.25.

Ainda no domingo, Killing Eve continua crescendo lentamente na BBC America ao subir 0.02 para 0.13. A programação do Starz, entretanto, mantém-se uma tragédia a parte. O canal estreou duas novas séries: Sweetbitter Vida, onde fizeram, 0.1/38 mil telespectadores e 0.01/20 mil telespectadores, respectivamente. O que isso significa? Executivos em pânico. Na segunda-feira, o único destaque ficou com The Terror, que caiu 0.02 para 0.21.

Poderia ser melhor, né?

Na terça-feira, The Last OG subiu 0.07 para 0.45 assim como Genius que teve uma ligeira subida para 0.06. No lado das quedas, Shadowhunters caiu para 0.16, enquanto Legion despencou 0.06 para 0.14. The Expanse subiu 0.02 para 0.18 na quarta-feira, enquanto Krypton ficou estável nos 0.17. The Americans cresceu mais um pouco na sua reta final (0.15 x 0.17), enquanto Colony caiu 0.04 para 0.12. Famous In Love deu outro respiro ao crescer 0.02 para 0.12.

Na quinta-feira, Jersey Shore liderou a noite com 1.05 (+0.18), enquanto RuPaul’s Drag Race caiu de 0.45 para 0.08. A Season Finale de Atlanta, cuja renovação ainda não aconteceu, registrou uma queda. A comédia fez 0.30, bem diferente dos 0.43 do final da primeira temporada em 2016.

Noite de Eleições

MSNBC, Election Night, Steve Kornacki, West Virginia
Imagem: MSNBC/Reprodução

Na terça-feira (08) os Estados Unidos teve sua primeira grande noite de eleições. Diferente das primárias do Texas e Illinois, realizadas respectivamente em março, nesta semana tivemos primárias em quatro estados. Ohio, Virgínia Ocidental, Carolina do Norte e Indiana. Embora nenhum deles tenha um mercado de mídia notável (Cleveland-Akron é apenas a 19ª da lista das mais importantes), a TV a cabo nacional deu atenção.

Em busca de uma grande machete para quarta-feira, que infelizmente não existiu, a CNN e a MSNBC deram mais atenção enquanto a Fox News limitou-se a pequenos flashes durante o horário nobre. Mesmo assim, Hannity venceu a noite com facilidade (0.66 no 25-54/3.30 milhões), com The Rachel Maddow Show (0.59 no 25-54/2.49 milhões) em segundo e The Ingraham Angle (0.56 no 25-54/2.78 milhões) em terceiro.

Obs: Vale lembrar que os números vespertinos registraram uma alta além do normal em virtude do esperado anúncio sobre o acordo nuclear com o Irã.

Continua após a publicidade

Internacionais

Imagem: Divulgação (06)

No sábado, algumas novidades na TV britânica. Enquanto o Britain’s Got Talent derreteu um pouquinho mais para 7.1 milhões de telespectadores, a estreia da terceira temporada de Bake Off: The Professionals foi um embaraço no Channel 4. O reality show foi visto por pouco menos de 02 milhões de pessoais. Tais quedas têm dois responsáveis: primeiro o feriado na última segunda-feira (07) do Bank Holiday, e em segundo que a luz solar, em virtude da primavera, faz com que as pessoas fiquem mais tempo fora de casa.

No domingo, The Voice Australia atraiu a atenção de 1.01 milhões de pessoas, uma queda dos 1.06 milhões da semana anterior. No geral do dia, o Nine Network ficou em quinto lugar. Supervivientes, a versão espanhola de Survivor, destronou o MasterChef Spain (e a La 1) do primeiro lugar. Os reality shows fizeram 17.3% e 14.4%, respectivamente de share.

Na terça-feira, The Split perdeu por pouco horário das 21h ao ser assistida por 3.3 milhões de telespectadores. Who Wants to be a Millionaire, retornando para uma nova temporada, foi quem consagrou-se com 3.9 milhões. El Señor de los Cielos retornou ao ar na Telemundo com números extraordinários. Segundo a Nielsen, o drama venceu a CBS e a ABC às 22h em 18-49 anos na terça-feira e deixou a Univision bem atrás com uma audiência 72% superior.

Por fim, a versão sul coreana de Suits (ou 슈츠 se preferirem) teve uma pequena queda. Depois de uma alta impressionante da semana anterior, a série voltou a sua pior marca de 7.7 no público alvo e foi assistida por 856 mil telespectadores.

Obs1: Lembra que nós conversamos a algumas semanas atrás sobre o primeiro debate presidencial do México? Pois bem, de acordo com a TV Azteca, as diferentes plataformas e a audiência acumulada tornaram o evento mais assistido da história do país.

Análise Especial da Semana: The Big Bang Theory

The Big Bang Theory
Imagem: CBS/Divulgação

Quando How I Met Your Mother terminou em 2014, The Big Bang Theory ficou com o posto de comédia mais assistida da televisão americana. É verdade que Roseanne provavelmente roubará a coroa em 2018, mas é inegável o sucesso da produção de Chuck Lorre. Olhando além do usual, o sucesso da série vai desde o telespectador mais jovem (18-34) até o mais velho (50+). Proeza que muitas sonham, mas poucas realizarão principalmente num momento onde há diversas maneiras de assistir televisão.

Uma análise publicada pela Nicki Swift recentemente trouxe alguns argumentos interessantes (outros questionáveis) sobre o que provavelmente fez com que a audiência da série caísse. Quando The Big Bang Theory começou, era uma comédia sobre quatro nerds buscando um lugar ao sol. Hoje a produção se tornou uma história sobre amigos e suas namoradas, casando, discutindo relacionamento. O The Guardian argumenta de forma coerente que a série não é mais tão engraçada quanto antes.

A verdade é que entender o porquê da queda de audiência de determinada série é difícil. O país mudou, assim como seu gosto por drama ou comédia. Aquele personagem secundário foi demitido. Ou as ideias realmente não foram boas na segunda temporada. Vai saber o que o telespectador pensa. Aliás, um fim já vem sendo pensando, enquanto isso nos resta analisar os números.

Médias Gerais das Temporadas:

11ª temporada: Season Premiere marcou 2.7 no demográfico alvo; 14.04 milhões de telespectadores

10ª temporada: Season Premiere marcou 3.1 no demográfico alvo; 14.02 milhões de telespectadores

9ª temporada: Season Premiere marcou 3.7 no demográfico alvo; 15.21 milhões de telespectadores

8ª temporada: Season Premiere marcou 4.3 no demográfico alvo; 16.14 milhões de telespectadores

7ª temporada: Season Premiere marcou 5.0 no demográfico alvo; 17.65 milhões de telespectadores

6ª temporada: Season Premiere marcou 5.3 no demográfico alvo; 16.80 milhões de telespectadores

5ª temporada: Season Premiere marcou 5.0 no demográfico alvo; 14.88 milhões de telespectadores

4ª temporada: Season Premiere marcou 4.0 no demográfico alvo; 12.61 milhões de telespectadores

3ª temporada: Season Premiere marcou 5.3 no demográfico alvo; 14.22 milhões de telespectadores

2ª temporada: Season Premiere marcou 4.1 no demográfico alvo; 10.03 milhões de telespectadores

1ª temporada: Season Premiere marcou 3.3 no demográfico alvo; 8.31 milhões de telespectadores

About Bernardo Vieira

Catarinense e estudante de direito. Escrevo sobre entretenimento desde 2010, mas comecei com política internacional depois da campanha americana de 2016. Adoro uma premiação e um debate político, mas sempre estou lendo ou assistindo algo interessante. Quer saber mais? Me pague um café e vamos conversar.