Audiência – Análise de 30/06 a 06/07: Power, Succession, Big Brother e muito mais

Power, Succession, Big Brother, Audiência, Análise Audiência, Audiência
Imagem: HBO/Divulgação; Starz/Divulgação; CBS/Divulgação

Ufa, finalmente tivemos uma semana tranquila. É bem verdade que é a calmaria antes do furacão que a segunda semana de julho trará, mas o feriado da independência dos Estados Unidos (comemorado em 04 de julho), fez com que muitos canais desse umas férias para suas respectivas séries.

Escolha acertada uma vez que é verão, não tem muita gente em casa e aquelas que estão, sequer consideram ver sua programação regular de televisão. Por isso é possível esperar uma queda considerável em alguns dramas/comédias que foram ao ar, mas nada que prejudique perspectivas de renovação.

Esses são os nossos destaques, portanto vamos aos números?

ABC

Na segunda-feira (02), The Bachelorette (1.2) caiu 0.2 em relação a semana anterior, consequência clara do feriado. Em seguida, The Proposal acompanhou a queda de 0.8 para 0.7. O único original na TV aberta na terça-feira, The Last Defense fez um trabalho surpreendente de manter-se estável em 0.4 no demográfico alvo.

Na quinta-feira, The Gong Show (0.6) cresceu pela primeira vez na sua 2ª temporada, enquanto Match Game (0.7) e Take Two (0.4) continuaram estáveis. Por fim, na sexta-feira vimos Quantico subir para 0.5, ao mesmo tempo que What Would You Do (0.5) e 20/20 (0.6) mantiveram os resultados da semana anterior.

NBC

No sábado (30), a Series Finale de Taken foi vista por 1.88 milhão de pessoas, uma subida razoável dos 1.75 milhão da semana anterior. O demográfico alvo também permaneceu estático em 0.2. Vale lembrar que o episódio final já está disponível para assistir no Brasil através da Amazon Prime Video. Mesmo num final de semana difícil em virtude do feriado da última quarta-feira (04), Shades of Blue conseguiu segurar seus 0.5 e ficar estável.

Na segunda-feira, Running Wild with Bear Grylls ficou estável em 0.6, após uma reprise de American Ninja Warrior. Na quarta-feira, o clássico Macy’s 4th of July Fireworks Spectacular venceu a noite com bons 1.2 no demo, apesar de apresentar uma queda dos 1.3 de 2017. Na quinta-feira (05), o penúltimo episódio da temporada de Little Big Shots apresentou uma alta de 0.7 para 0.8, ao mesmo tempo que Marlon ficou estático em 0.6/0.6.

Continua após a publicidade

FOX

A emissora não exibiu nenhum original nesta semana.

CBS

O sábado também foi de despedidas na CBS com uma Season Finale dupla de Ransom, cuja audiência foi de 0.2 no demo, uma queda dos 0.3 da semana passada, mas uma subida no total de telespectadores (2.28 milhões x 2.43 milhões). No domingo, Big Brother venceu a noite com 1.2, uma variação negativa de 0.2 em relação ao primeiro domingo de 2017. Em seguida, Instinct atraiu 0.4 no demográfico alvo, uma queda de 0.1 em relação a semana passada.

Na segunda-feira (02), Salvation segurou os medonhos 0.4 da estreia, mas Elementary caiu 0.1. O único original da TV aberta na quarta-feira (04), Big Brother despencou 0.6 da semana passada ao registrar 0.9 em pleno feriado, já Code Black também caiu (-0.2) para 0.6. Na quinta-feira, por fim, outro original de Big Brother perdeu fôlego de 0.1 para 1.3 em comparação com os 1.4 da semana passada.

CW

O canal teve apenas três originais nesta semana. Tanto Penn & Teller: Fool Us quanto Whose Line Is It Anyway fizeram 0.3 no demográfico alvo, os mesmos números da semana anterior. Já na sexta-feira (06), Masters of Illusion fez 0.3, uma subida de 0.1 dos fracos 0.2 da semana passada.

TV a Cabo

Imagem: Divulgação

A recém renovada Claws subiu 0.05 para 0.44, enquanto Succession fez uma excelente impressão na sua primeira exibição sem Westworld. O drama da HBO subiu 0.2 para 0.17, uma reação impressionantes desde a estreia mixuruca de 0.15. Ainda no domingo, Pose perdeu 0.04 para 0.25; Preacher continou despencando, desta vez 0.04 para 0.19; The Affair subiu (+0.03) para 0.12, da mesma forma que I’m Dying Up Here respirou 0.02 para 0.04.

Na segunda-feira (02), Dietland continuou perdendo fôlego para 0.09, situação bem diferente daquela que outro desastre recente da AMC estava – Feed The Beast estava com 0.13 na sua sexta semana. A recém renovada Animal Kingdom sentiu os efeitos do feriado ao perdeu 0.02 para 0.37, mas The Bold Type (0.15) foi uma das poucas que cresceu na terça. Na quinta-feira (05), Queen of the South caiu para 0.31, mesmo movimento feito por Shooter (-0.02/0.17).

Cloak & Dagger ganhou 0.03 para 0.18, enquanto Girlfriend’s Guide To Divorce caiu para 0.14 e Nashville subiu para 0.13.

Notas do Acúmulo:

ESPN: Mesmo com ajuda da NBA, a problemática emissora a cabo teve um segundo trimestre positivo. De acordo com números da Nielsen, sua audiência no horário nobre cresceu em 10% e no geral teve uma média de 1.54 milhão de telespectadores, uma subida em relação aos 1.40 milhão registrados no mesmo período de 2017.

MasterChef: Na semana que começou em 18 de junho, o principal reality show da Fox na Summer Season registrou 1.5 quando somados os números acumulados de sete dias, um salto de 50% em relação ao resultado “ao vivo”. Tal resultado põe o programa no topo da quarta-feira pela quarta semana consecutiva.

Continua após a publicidade

Internacionais

Imagem: Divulgação (06)

No domingo (1º), Poldark atingiu um novo Series Low às vésperas do seu Season Finale ao ser assistido por apenas 04 milhões de telespectadores. É verdade que a BBC One estava disputando com a prorrogação e uma tensa disputa de pênaltis entre Croácia e Dinamarca que fez com que a ITV explodisse (no bom sentido), mas é um péssima maneira de pedir por uma nova temporada apresentando tais números.

Ainda no domingo, o Nine Network exibiu o 60th Annual TV Week Logie Awards na Austrália. A premiação foi vista por apenas 851 mil telespectadores nas cinco maiores regiões metropolitanas do país. É uma queda considerável em relação a 2017 (972 mil); 2016 (1.11 milhão); 2015 (971 mil); 2014 (929 mil) e 2013 (1.09 milhões), mostrando não só a pior audiência dos últimos cinco anos, mas uma demonstração de que eles precisam de uma reciclagem ou 2019 será ainda pior.

Já em Portugal, O Outro Lado do Paraíso voltou ao topo do horário nobre pela SIC. A novela fez uma média de 5.7 e 549 mil telespectadores, com uma participação de 26.2%. Vencendo, com certa folga, a segunda colocada: TVI fez 3.2/18% e 309 mil telespectadores com o telefilme original Um Sonho Adiado.

Análise Especial da Semana: Power

Power
Imagem: Starz/Divulgação

Antes de mais nada é importante ressaltar uma coisa: Power nem sempre foi um sucesso do tipo “arrasa quarteirão”, na verdade começou beirando o fracasso lá em 2014. Tudo mudou quando, em 2016, o Starz mudou a estratégia de programação e colocou o drama na noite de domingo. Movimentação ousada uma vez que é o principal dia da programação para a TV a Cabo, sem contar com a enorme competição que a série enfrentaria para atrair o telespectador feminino e negro tendo que competir com The Real Housewives of Atlanta.

A aposta funcionou. O Season Finale do segundo ano foi visto por 1.54 milhão, enquanto a 3ª temporada começou com 2.26 milhões de telespectadores, uma subida impressionante (e rara) de 47%. Quanto a estreia da quinta temporada, tivemos uma pequena queda em relação a anos anteriores. O Season Premiere registrou 0.62 no demográfico alvo, uma queda de 0.16 em relação aos fortes 0.78 de 2017. Com queda ou sem queda, o drama produzido por 50 Cent é o principal do Starz nesse momento.

O canal vem enfrentando vários problemas nos últimos meses, seja de audiência ou contratuais com operadoras locais. Ter Power no ar não é apenas uma demonstração de força, como também de sobrevivência. As recentes estreias, lê-se Vida e Sweetbitter,  foram verdadeiros fracassos de audiência, reforçando a ideia de que as pessoas continuam desejando por um certo tipo de conteúdo, rejeitando qualquer novidade narrativa ou de estrutura.

Top 05

1º – temporada – 0.32 no demográfico alvo (18-49 anos); 462 mil telespectadores

2º. – temporada – 0.61 no demográfico alvo (18-49 anos); 1.42 milhão de telespectadores

3º. – temporada – 1.1 no demográfico alvo (18-49 anos); 2.25 milhões de telespectadores

4º. – temporada – 0.78 no demográfico alvo (18-49 anos); 1.68 milhão de telespectadores

5º. – temporada – 0.62 no demográfico alvo (18-49 anos); 1.55 milhão de telespectadores

O que veremos na próxima semana: Sharp Objects estreia na HBO; Hit the Floor retorna para o BET após uma “folga” de quase dois anos; CW lança The Outpost enquanto The 100 muda de horário; Trump escolhe, no horário nobre, novo nome para Suprema Corte.

About Bernardo Vieira

Catarinense e estudante de direito. Escrevo sobre entretenimento desde 2010, mas comecei com política internacional depois da campanha americana de 2016. Adoro uma premiação e um debate político, mas sempre estou lendo ou assistindo algo interessante. Quer saber mais? Me pague um café e vamos conversar.