Audiência – Análise de 14/07 a 20/07: Suits, Trial & Error, Code Black e mais

Suits, Trial & Error, Code Black, Análise, Audiência, Análise de Audiência
Imagem: USA Network/Divulgação; NBC/Divulgação; Code Black/Divulgação

Essa semana marcou exatamente o meio da Summer Season. Vimos pouquíssimos sucessos até o momento, algo que esta coluna poderia contar na ponta dos dedos, mas isso não quer dizer que o terreno continuará árido. Ouso dizer que nesta semana tivemos uma indicação de que essa tendência deve mudar.

Suits teve um retorno sólido, enquanto Trial & Error infelizmente não recebeu a atenção que merecia. Code Black dá seu adeus definitivo, mostrando mais uma vez o quanto a CBS deve se arrepender em cancelar um dos dramas mais estáveis no seu catálogo. The Bachelorette engregou de vez com um Season HighYellowstone é sim um grande sucesso e Snowfall é a estabilidade que o FX tanto sonhou.

Tudo isso e muito mais na coluna desta semana. Vamos aos números?

ABC

No domingo, a ABC ganhou mais um domingo com seus game showsCelebrity Family Feud caiu de 1.1 para 1.0, The $100,000 Pyramid ficou com seus 0.9 da semana anterior e To Tell The Truth subiu de 0.7 para 0.8. Na segunda-feira, a reta final de The Bachelorette fez ótimos 1.6 no demográfico alvo, um Season High tando no demo quanto no total de telespectadores (6.31 milhões). Em seguida, The Proposal permaneceu nos seus usuais 0.7.

Na terça-feira, The Last Defense continua sua jornada estável ao entregar 0.4 no demográfico alvo. No dia seguinte, no entanto, a situação foi agridoce. Embora o ESPYs tenha se destacado pelos motivos certos, a premiação não atraiu muita audiência uma vez que oscilou dos respeitáveis 1.4 do ano passado para 0.9 desta vez. Tais números são os piores seja na ABC ou no período que era exibido na ESPN. No entanto, foi a maior audiência da ABC no horário em seis semanas.

Na quinta-feira, o experimento de colocar Take Two mais cedo não surtiu efeito. Exibido pela primeira vez às 20h, o drama fez 0.4, uma queda dos 0.5 da semana anterior. Em seguida, Match Game ficou estável com 0.6, assim como The Gong Show com 0.5. Na sexta-feira, por fim, Quantico repetiu seus usuais 0.4 no demo.

NBC

A noite de domingo começou às 19h com Running Wild with Brear Grylls mantendo seus 0.3 da semana anterior, assim como Shades of Blue que ficou estável nos 0.5. No dia seguinte, American Ninja Warrior continua se recuperando ao crescer 0.1 para 1.1. Na terça-feira, a situação da NBC mostrou-se curiosa uma vez que mesmo com America’s Got Talent ficando estável nos 2.1, World of Dance continuou caindo, desta vez de 1.3 para 1.2.

Precedida por uma reprise, Reverie continuou firme nos seus miúdos 0.4. Uma das estreias mais importantes da semana, Trial & Error infelizmente não foi tão bem. Com uma exibição dupla, a comédia fez 0.6 e 0.5, na primeira e segunda meia hora respectivamente. Essa é uma queda significativa dos números do Series Premiere em 2017: 1.4 e 1.0, da mesma forma que foi da Season Finale: 0.9 e 0.7, que, vale lembrar, foram inflados tanto por This Is Us quanto pelo The Voice.

No lado positivo? Esses são quase os mesmos números de Marlon da semana passada – 0.6 e 0.6.

Continua após a publicidade

FOX

No domingo, Ghosted teve uma subida curiosa de 0.4 para 0.5, mesmo já cancelada. So You Think You Can Dance sofreu com a reta final quente de The Bachelorette ao cair de 0.7 para 0.6, uma Series Low.

O pomposo e divulgado jogo All Star da MLB registrou fortes 2.1, embora seja uma queda de 0.1 em relação a 2017. Porque tais números são importantes? A Fox usou a grande audiência para apresentar suas apostas para Fall Season, seja com 9-1-1 ou com Last Man Standing.

Na quarta-feira, tanto MasterChef quanto 24 Hours To Hell & Back cresceram 0.1 para 1.0 no demo. Outro grande sucesso desta Summer SeasonThe Four continua sólida ao oscilar de 0.8 para 0.9.

CBS

Ambas com uma hora de duração, Living Biblically Me, Myself & I mantiveram seus 0.2 da semana anterior, mas ainda abaixo da média de 0.3 que Ransom fez no horário. No domingo, Big Brother conseguiu subir 0.1 para 1.4, mesmo embrulhada entre reprises. No dia seguinte, Salvation ficou estável com 0.3 enquanto Elementary retornou de uma folga de duas semanas para seus medianos 0.4.

Na quarta-feira, todos caíram 0.1: Big Brother (1.4), TKO: Total Knock-Out (0.8) e o Series Finale de Code Black (0.7). No dia seguinte, Big Brother subiu para 1.6, enquanto na sexta-feira Whistleblower ficou estável com os mesmos 0.4 da estreia da semana passada. Para efeitos de curiosidade, Big Brother fecha essa semana com uma média de 1.46.

CW

Na segunda-feira, Penn & Teller: Fool Us Whose Line Is It Anyway? ficaram estáveis com seus 0.3 no demográfico alvo. Na terça-feira, The 100 caiu mais uma vez – 0.3 para 0.2, sendo que em seguida, The Outpost ganhou certo fôlego de 0.1 para 0.2. Entrando na sua reta final, The Originals caiu para 0.2, enquanto Masters of Illusion entregou os mesmos 0.2 na sexta-feira.

 

TV a Cabo

Imagem: Divulgação

A estreia do controverso Who Is America na Showtime não conseguiu atrair a audiência que se esperava. A “série” “protagonizada” por Sacha Baron Cohen fez miúdos 0.11 no demo e foi visto por um milhão de pessoas. É seguro dizer que mais pessoas assistiram as reações quanto ao conteúdo no Fox & Friends da segunda-feira (16) do que no original. Mais cedo, The Affair ficou estável com 0.09.

‘No domingo (14), a CNN lançou a 2ª temporada de The History of Comedy, vencendo com facilidade a Fox News e a MSNBC no demográfico alvo de 25 a 54 anos e jovens adultos entre 18 a 34 anos. Mais cedo, o segundo episódio de The 2000s também venceu a concorrência com muita facilidade, mostrando a força que os originais do canal têm na noite de domingo.

O grande vencedor do domingo, Power mostrou seu poder (se me permitem o trocadilho) ao subir impressionantes 0.37 em relação a semana passada e registrar 0.65. Na TNT, Claws teve uma pequena queda de 0.05 para 0.44 enquanto no FX, Pose subiu um pouquinho para 0.28 e Preacher segurou no 0.21 para AMC.

Na HBO, Sharp Objects mostrou que não é nenhuma Big Little Lies ao cair de 0.45 para 0.28, uma queda de 0.17. Em seguida, Succession oscilou negativamente para 0.16. Já na segunda-feira, o Season Premiere de Wynonna Earp registrou 0.09, os mesmos de 2017. Enquanto isso, na AMC, Dietland caiu ainda mais desta vez para 0.08.

Sucessos também caem de vez em quando

A segunda maior audiência da Summer Season na TV a Cabo, Animal Kingdom ganhou 0.04 para 0.41, enquanto Younger (0.17) The Bold Type (0.12) perderam força. O Season Finale de duas horas de Humans fez 0.08/0.05, uma média de 0.065, praticamente a mesma da semana passada (0.07). O grande sucesso da temporada, Yellowstone teve uma pequena queda de 0.06 para 0.31. Perda similar de Queen Sugar, cujo demo foi para 0.19 (-0.08).

Na quinta-feira, o Series Finale de Gilfriends’ Guide To Divorce experimentou uma queda de 0.03 para 0.15. Um dos (poucos grandes) sucessos de 2017, Snowfall fez 0.48, uma queda dos 0.58 do Series Premiere, mas uma subida de 0.09 em relação ao Season Finale. Na USA Network, Queen of the South ficou estável com 0.40 e Shooter continou caindo

Notas do Acúmulo:

YellowstoneComo discutimos noutro dia, o novo drama da Paramount Network é um dos poucos grandes sucessos que a Summer Season de 2018 concebeu. No entanto, o tamanho do sucesso é o que impressiona. Isso porque a produção se tornou a segunda maior audiência de toda televisão a cabo comercial de 2018, perdendo apenas para The Walking Dead. A média dos primeiros três episódios foram de 4.6 milhões de telespectadores no L+3, batendo recordes em adultos 18 a 49 anos, adultps 25 a 54 anos e mulheres de 25 a 54 anos.

Fancy Nancy: A nova série do Disney Júnior teve a maior estreia entre o demográfico de crianças entre 02 a 05 anos (3.4) em dois anos, mais precisamente desde Elena of Avalor. Tal resultado põe a série na liderença entre meninas de 02 a 05 anos na semana, superando a Nickelodeon por 11% e o Nick Jr. por 410%.  A animação ainda foi vista por 258 mil pessoas ao vivo e por mais de um milhão de pessoas no YouTube.

The Four: Battle For Stardom: Na semana de 09 a 15 de julho, o reality show cresceu 11% quando somados os números acumulados de três dias após a exibição original, indo a 1.0. Tal marcação no demográfico alvo (18-49 anos) fez com que a atração marcasse um Season High e se tornasse o programa mais assistido da quinta-feira (19).

 

Continua após a publicidade

Internacionais

Imagem: Divulgação (06)

Começando sua 2ª temporada no sábado (14), o The Voice Kids UK atraiu 3.1 milhões de britânicos, bem diferente dos 4.3 milhões que assistiram em 2017. No domingo, a atração registrou uma queda com 2.8 milhões de telespectadores. Com o novo ano seguindo durante a semana, os números foram: segunda 3.3 milhões; terça 2.8 milhões; quarta 3.3 milhões; quinta 2.7 milhões e sexta 3.2 milhões.

Na BBC One, o penúltimo episódio da temporada de Poldark foi visto por 4.5 milhões de pessoas no domingo (15), um novo Series Low para o drama de época. Ainda no domingo, a segunda semana começou com Australian Ninja Warrior crescendo pela primeira vez. O reality show atraiu a atenção de 967 mil telespectadores, sendo que na segunda a audiência total foi de 838 mil pessoas e na terça de 817 mil pessoas.

Estreando na nossa coluna, os números da Alemanha mostram (mais uma vez) as dificuldades que séries bem sucedidas nos Estados Unidos têm internacionalmente. O 2º ano de This Is Us estreou com uma audiência medonha: apenas 200 mil telespectadores, enquanto o 2×04 de MacGyver atraiu fortes 1.81 milhão de pessoas.

Na Espanha tivemos o lançamento de The Good Doctor na segunda (16). A série teve um share de 25.5% e foi vista por 3.54 milhões de pessoas, se tornando a melhor estreia de um drama americano no país desde Resurrection em 2014.

Análise Especial da Semana: Suits

Suits Season 8
Imagem: USA Network/Divulgação

Mesmo que a USA Network já tenha encontrado outros grandes sucessos, como Queen of the South, Shooter Mr. RobotSuits continua sendo uma das joias da coroa. É o drama que mais gera receita com vendas internacionais (recentemente ganhou uma versão sul coreana, na qual acompanhamos a audiência nesta coluna), além de ser lucrativo também no streaming haja vista que quanto maior o número de episódios licenciados, maior será o acordo com a Netflix; Amazon Video; iTunes; Vudu ou Xfinity.

A oitava temporada estreia com a promessa de não só estancar o sangramento de audiência, mas de promover uma mudança criativa num momento que o drama perde seus principais atores. Não entraremos no mérito sobre a necessidade, ou não, da escalação de Katherine Heigl. Tal juízo de valor será feito pelo ser soberano: o telespectador. O que podemos afirmar é que a audiência desse Season Premiere apresentou uma certa estabilidade em comparação com resultados recentes.

O demográfico alvo (18-49 anos) foi o maior desde março de 2018. Da mesma forma que o total de telespectadores atraídos pela Season Premiere foi o maior desde setembro de 2017. O que isso pode indicar? Duas situações: parte da audiência retornou para saber como que lidaram com a mudança e não voltará mais. Ou é o início de uma retomada ao melhor estilo de The Good Wife na sua quinta temporada. Só o tempo dirá e, com toda certeza, estaremos aqui para analisar.

Como cada temporada estreou

1ª temporada – 1.6 no demográfico alvo (18-49 anos) / 4.64 milhões de telespectadores

2ª temporada – 1.1 no demográfico alvo (18-49 anos) / 3.47 milhões de telespectadores

3ª temporada – 1.1 no demográfico alvo (18-49 anos) / 2.93 milhões de telespectadores

4ª temporada – 0.75 no demográfico alvo (18-49 anos) / 2.49 milhões de telespectadores

5ª temporada – 0.61 no demográfico alvo (18-49 anos) / 2.12 milhões de telespectadores

6ª temporada – 0.53 no demográfico alvo (18-49 anos) / 1.84 milhão de telespectadores

7ª temporada – 0.36 no demográfico alvo (18-49 anos) / 1.39 milhão de telespectadores

8ª temporada – 0.28 no demográfico alvo (18-49 anos) / 1.26 milhão de telespectadores

O que veremos na próxima semana: Pose despede-se da sua primeira temporada; Poldark termina sua 4ª temporada no Reino Unido; The Bachelorette entra na sua reta final; início da Shark Week e muito mais.

About Bernardo Vieira

Catarinense e estudante de direito. Escrevo sobre entretenimento desde 2010, mas comecei com política internacional depois da campanha americana de 2016. Adoro uma premiação e um debate político, mas sempre estou lendo ou assistindo algo interessante. Quer saber mais? Me pague um café e vamos conversar.