Audiência – Análise de 16/06 a 22/06: Take Two, Queen of the South, Yellowstone e muito mais

Take Two, Yellowstone, Queen of the South, Audiência, Análise de Audiência
Imagem: ABC/Divulgação; Paramount Network/Divulgação; USA Network/Divulgação

Enquanto a TV aberta continua estreando sua programação da Summer Season, enfim tivemos alguns sucessos vindos da TV a Cabo. Seja com a estreia de Yellowstone ou o retorno de Queen of the South.

Daremos uma atenção especial para Take Two, nova aposta da ABC, assim como o novo grande triunfo da Fox com Gordon Ramsay e a boa audiência de Supergirl no seu Season Finale.

Por fim, vale lembrar que temos um pequeno destaque sobre a Copa do Mundo nos destaques internacionais assim como uma longa análise dos números do MTV Movie & TV Awards de 2018.

Vamos aos números?

ABC

A noite de domingo trouxe uma boa e uma má notícia para ABC. A positiva é que o canal venceu a noite com facilidade, mas a má é que dois dos seus três game shows caíram com força. Celebrity Family Feud despencou 0.7 para registrar ainda fortes 1.1. The $100,000 Pyramid fez 1.0, perdendo 0.2, enquanto To Tell the Truth ficou estável com 0.8.

Sempre um bom dia para a ABC, a segunda-feira rendeu ao canal outra vitória. The Bachelorette manteve seus 1.4 da semana anterior, enquanto a estreia de The Proposal fez 0.8, a melhor estreia da temporada do canal nos últimos três anos, desde The Whispers em 2015 (1.5). Na verdade, foi uma subida de 60% na média do horário em demográfico alvo (0.8 x 0.5).

Na terça-feira, uma boa notícia. Após ser precedida por duas horas de reprises, The Last Defense permaneceu estável com 0.5 no demográfico alvo. Na quinta-feira, The Gong Show retornou para sua 2ª temporada com 0.5 no demográfico alvo, uma queda forte de 0.4 em relação ao Series Premiere de 2017. Às 21h, Match Game fez sua estreia na temporada com 0.7, uma queda de 0.2 se compararmos sua outra estreia em janeiro deste ano.

E aquela grande estreia?

Uma das grandes apostas da ABC para Summer Season, não rendeu como se esperava. Take Two marcou míseros 0.5 no demográfico, curiosamente os mesmos números registrados pelas reprises da CBS e NBC. É uma série cara de produzir, principalmente se levarmos em conta os salários de Rachel Bilson e Eddie Cibrian. Isso quer dizer que caso ela não se torne um sucesso internacional, o que parece improvável no momento, ou consiga crescer, já sabemos seu fim. Na sexta-feira, Quantico manteve seus 0.4 da semana passada.

NBC

No sábado (23) a NBC exibiu Jurassic Park (aquele de 1993) com o intuito de promover a estreia de Jurassic World: Reino Ameaçado nos Estados Unidos. O filme marcou impressionantes 0.6 no demográfico alvo, bem superior aos 0.2 que Taken fez na semana passada. Já no domingo, a estreia da nova temporada de Shades of Blue fez 0.6 no demo, bem abaixo dos 1.0 do retorno de 2017 e dos 0.7 da Season Finale.

Depois de passar um tempo na quarta-feira, American Ninja Warrior voltou ao seu clássico horário da segunda. O reality show fez 1.0 ao enfrentar The Bachelorette pela primeira vez nessa temporada, uma boa diferença do primeiro encontro em 2017: 1.6 para ABC e 1.5 para Ninja. Mais tarde, Running Wild with Bear Grylls ficou sólido nos 0.7.

Vencendo a noite com muita facilidade, America’s Got Talent perdeu apenas 0.1 em relação a semana anterior, registrando um saudável 2.2 no demográfico alvo. Em seguida, World of Dance ficou estável nos 1.4, uma retenção respeitável de 63% dos números do seu lead-in.

Exibida após duas reprises de World of DanceReverie caiu 0.1 para fracos 0.4. Na quinta-feira, Little Big Shots teve uma pequena queda de 0.1 para 0.7, enquanto Marlon registrou 0.6/0.6, uma certa estabilidade dos 0.7/06 da semana passada.

Continua após a publicidade

FOX

Ghosted teve uma pequena subida de 0.4 para 0.5, que provavelmente não fará nenhuma diferença quando a Fox tomar uma decisão acerca do cancelamento. Voltando ao formato de 60 minutos, So You Think You Can Dance cresceu de 0.7 para 0.8. Na terça, Beat Shazam caiu apenas 0.1 para 0.7, enquanto Love Connection ficou estável em 0.5.

Na quarta-feira, MasterChef (1.0) ficou estável em relação a semana anterior, enquanto Gordon Ramsay’s 24 Hours To Hell And Back (1.0) caiu 0.1. Na quinta-feira, vimos The Four marcar 0.7, outro incrível caso de estabilidade. É bom ressaltar que os números do telespectador feminino estão sensacionais, razão pela qual o reality show vem segurando bem.

De acordo com os números do L+3 (11-13/06),  24 Hours To Hell And Back é um verdadeiro fenômeno. O reality show se tornou a estreia (não roteirizada) mais assistida de Summer Season desde 2013. O programa foi visto por 4.7 milhões de pessoas, a maior desde a estreia de MasterChef Junior em 2013.

CBS

No final de semana, Ransom continua sobrevivendo com 0.2, enquanto no domingo, Instinct marcou 0.4 no demográfico alvo, uma queda forte de 0.2 em comparação com a semana passada. Já na segunda-feira, Elementary continuou estagnada em 0.6. Na quarta-feira, Code Black ficou estável nos seus 0.7 de sempre ao mesmo tempo que Undercover Boss perdeu força ao oscilar negativamente de 0.7 para 0.6.

CW

Na segunda-feira (18), um grande dia com a Season Finale de Supergirl. O drama fez 0.5 no demográfico alvo, uma subida dos 0.4 da semana anterior, mas uma queda do final da segunda temporada (0.63). Além disso, o terceiro ano fecha com uma média de 0.51, longe do que o anterior fez – 0.73. A mudança para o domingo na próxima Fall Season será um grande momento para ver se a série terá vida longa ou apenas o suficiente para sobreviver até o syndication.

Ainda na segunda, Whose Line Is It Anyway? permaneceu estável com 0.3. Retornando de uma folga, The 100 ficou estável em 0.3 após uma reprise de The Flash com 0.2. Na quarta-feira, The Originals permaneceu estável com 0.3 no demográfico alvo.

TV a Cabo

Imagem: Divulgação

A estreia da nova temporada de The Affair tropeçou. O drama marcou 0.08, uma queda de 0.09 em relação ao Season Premiere de 2016, cujos bons índices foram registrados graças a ajuda de Shameless. Mais tarde, I’m Dying Up Here subiu 0.02 para 0.05. Na HBO, Westworld subiu um pouquinho mais (0.02) para 0.61, o que ajudou Succession a subir pela primeira vez desde a estreia indo para 0.18 (+0.04).

Claws também teve uma pequena queda em relação a sua estreia. O drama caiu 0.06 para 0.45, assim como seu apelo em relação ao demográfico feminino, despencando de 0.66 para ainda fortes 0.52. Na AMC, Into The Badlands segurou bem com a ausência de Fear The Walking Dead. O drama caiu apenas 0.03 para sólidos 0.29. Por fim, Pose também conseguiu respirar após duas semanas complicadas ao marcar 0.21, uma subida de 0.02. O único destaque roteirizado na segunda-feira, Dietland ficou estável em 0.11.

Na terça-feira, Animal Kingdom continuou crescendo de 0.38 para 0.43, um crescimento de 0.05. Na TV Land, Younger experimentou uma pequena queda para 0.22 ao mesmo tempo que Humans ficou estável na AMC com 0.08. The Bold Type fez algo ousado (desculpe o trocadilho) ao crescer dos números da Season Premiere num pulo de 0.14/0.09 para 0.17. Encerrando o dia, Genius também conseguiu subir para 0.05.

Continua após a publicidade

Enfim, um sucesso

Que alívio poder escrever que finalmente a Summer Season de 2018 concebeu um sucesso. A grande (e cara) aposta da Paramount Network para este ano, Yellowstone ainda não é um fenômeno, mas está bem perto de ser. Embora tenha registrado bons 0.41 em 18-49 anos, a série foi um sucesso entre o telespectador mais velho (50+). O que explica sua audiência de 2.8 milhões de pessoas, ficando atrás apenas da Fox News.

Na History, Six conseguiu segurar seus 0.23, assim como Colony teve uma pequena subida para 0.20. Na Freeform, Young & Hungry retornou para sua última temporada com bons 0.18/0.16, bem superiores aos Season Premieres de Famous In Love (0.12) e The Bold Type (0.14).

Na quinta-feira, Gilfriend’s Guide To Divorce cresceu 0.03 para 0.15; RuPaul’s Drag Race despencou 0.08 para 0.2; Cloak & Dagger oscilou para 0.20 e American Woman cresceu para 0.02 para 0.12. Na quinta-feira, Queen of the South voltou crescendo em relação a Season Premiere de 2017 (0.41 x 0.40), o que não surge como uma surpresa uma vez que a série entrou no catálogo da Netflix dos Estados Unidos nesse período. Shootter não foi tão bem ao retornar com uma queda de 0.14 em comparação com a volta de 2017.

Internacionais

Imagem: Divulgação (06)

Mesmo que o Mix de Séries deixará para analisar os números da Copa do Mundo apenas quando o evento terminar em 15 de julho, vimos como importante ressaltar um resultado em particular. A partida de estreia da Inglaterra no torneio na segunda-feira (18), exibida no Reino Unido às 19h, atraiu 13.7 milhões de telespectadores. Esses resultados são superiores tanto a cobertura do Casamento Real quanto do Britain’s Got Talent se tornando o evento mais assistido da TV inglesa de 2018.

No domingo (17), a sétima temporada do The Voice Australia chegou ao fim com uma audiência total de 987 mil telepectadores, o maior número desde a estreia do ano em abril. O problema é que é o menor público da história do reality show, seja em relação a primeira temporada (3.2 milhões) ou a sexta (1.3 milhão). No melhor duelo no horário nobre espanhol, MasterChef Spain venceu a reunião de Supervivientes com uma boa diferença no share (19.8% contra 13.2%).

Análise Especial da Semana: MTV Movie & TV Awards 2018

MTV Movie & TV Awards 2018
Imagem: MTV/Divulgação

Se a MTV lhe enviasse um press release sobre a audiência da premiação, você leria que a cerimônia apresentada por Tiffany Hadish registrou “a maior audiência da história”. Tecnicamente, eles não estão errados, mas há uma pegadinha. Isso porque a Viacom (dona da MTV) exibiu o show em todos os seus dez canais (0.5/VH1; 0.17/BET; 0.12/Comedy Central; 0.07/TV Land; 0.04/CMT; 0.04/MTV2; 0.02/Logo; 0.02/BET Her; 0.00/MTV Classic).

No geral 3.371 milhões de telespectadores assistiram o MTV Movie & TV Awards 2018. Números positivos e até grandiosos para um evento outrora popular exibido numa segunda-feira. Todavia, abaixo observa-seo quanto a premiação tem derretido no decorrer dos anos, crise similar da própria MTV que voltou ao passado para ressuscitar Jersey Shore no intuito de ter bons números de audiência de novo.

O investimento por parte da emissora (e principalmente da Viacom) aumenta a cada ano. Seja na inclusão da televisão na premiação ou de uma categoria sem gênero, a MTV consegue gerar interesse nas redes sociais, mas é só isso. Amanhã o MTV Movie & TV Awards já será produto do passado no noticiário frenético, algo que as premiações tradicionais ainda conseguem fazer com discursos fortes e certo posicionamento social.

Os números são relativamente bons, mas as dificuldades da Viacom e da MTV continuam amanhã.

Top 05 (na MTV):

2018 – 0.5 no demográfico alvo (18-49 anos) / 903 mil telespectadores

2017 – 0.6 no demográfico alvo (18-49 anos) / 1.17 milhão de telespectadores

2016 – 0.9 no demográfico alvo (18-49 anos) / 1.45 milhão de telespectadores

2015 – 0.9 no demográfico alvo (18-49 anos) / 1.55 milhão de telespectadores

2014 – sem dados de adultos entre 18-49 anos / 2.8 milhões de telespectadores

2013 – sem dados de adultos entre 18-49 anos /3.8 milhões de telespectadores

O que veremos na próxima semana: O segundo ano de Westworld chega ao fim; Preacher começa sua terceira temporada; o Jamie Foxx apresenta BET Awards; a CBS estreia seu carro chefe da Summer Season, o grande e destemido Big Brother.

About Bernardo Vieira

Catarinense e estudante de direito. Escrevo sobre entretenimento desde 2010, mas comecei com política internacional depois da campanha americana de 2016. Adoro uma premiação e um debate político, mas sempre estou lendo ou assistindo algo interessante. Quer saber mais? Me pague um café e vamos conversar.