Audiência – New Girl, Legends of Tomorrow, Killing Eve e mais: Análise de 07/04 a 13/04

Audiência, New Girl, Killing Eve, Legends of Tomorrow
Imagem: Fox/Divulgação; BBC America/Divulgação; CW/Divulgação

Semana passada foi cheia? Então pode ter certeza que a análise dessa semana será ainda melhor. Temos o Season Finale de Legends of TomorrowMary Kills People The Expanse. Sem contar com o retorno de Ransom na CBS e a última temporada de New Girl na Fox. No entanto, também temos algumas produções bem interessantes (e alternativas) como Killing Eve, na BBC, e American e Howard’s End no Starz. Por isso, aproxime-se, porque nós temos tudo isso e muito mais analisado para você nesta semana.

ABC

Derretendo aos pouquinhos, American Idol caiu (0.1) para ainda saudáveis 1.5 no demográfico na exibição de domingo, enquanto na segunda o reality show subiu de 1.5 para 1.6. O curioso é que mesmo com números bons, seus lead-outs estão agonizando. Deception caiu de 0.8 para 0.7, mesmo caminho feito por The Crossing (0.9 x 0.8).

Mesmo em queda livre desde a estreia gigantesca, Roseanne continua bem. A comédia marcou 3.5 no demográfico alvo, o que são 0.4 a menos que na semana passada, mas mesmo assim um total de telespectadores sensacional: 13.76 milhões. Depois, The Middle caiu 0.2 para 2.0, black-ish também operou em queda (-0.2/1.3), assim como Splitting Up Together (-0.2/1.2) e For The People (-0.2/0.6). Para efeitos de curiosidade, The Catch marcou 0.6 na semana anterior ao seu cancelamento.

Num dia mediano para ABC, a quarta-feira trouxe algumas notícias positivas. Isso porque mesmo The Godlbergs caindo de 1.4 para 1.3, Alex Inc. permaneceu nos mesmos 0.9, o que é um indicativo de que a comédia encontrou seu público. Em seguida, Modern Family (1.4) e American Housewife (1.1) caíram 0.1. Designated Survivor permaneceu na mesma com seus preocupantes 0.6 no demo.

Grey’s Anatomy ficou na mesma com 1.7, ou seja, a manutenção de um Series Low desagradável, assim como Station 19 (1.0) e Scandal (0.9) permaneceram na mesma. Na sexta, Once Upon a Time Agents of SHIELD apenas a primeira caiu levemente. Once oscilou de 0.5 para 0.4, enquanto SHIELD manteve-se em 0.5.

NBC

Imagem: NBC/Divulgação

Após uma folga estranha de mais de um mês, o Saturday Night Live voltou quebrando recordes. Com a apresentação de Chadwick Boseman e (da futura mamãe) Cardi B como convidada musical, a atração fez  4.6 no demográfico alvo de 56 mercados locais medidos e 2.0 em 25 mercados. Esses números são os melhores desde 03 de fevereiro quando Natalie Portman ficou com a apresentação. No domingo, tudo estável depois de tirarem folga no domingo de Páscoa. Little Big Shots (0.9), Genius Junior (0.7) e Timeless (0.7).

Na segunda-feira The Voice ficou na mesma (1.9), enquanto Good Girls subiu (0.9 x 1.0) contra a capenga competição da ABC. Já na terça, tudo na mesma. Enquanto o clip show do The Voice fez 1.3, Rise Chicago Med ficaram na mesma: 0.8 e 1.1 respectivamente. Vale lembrar que mesmo baixos, os números estáveis para o drama musical são bons porque mostram que a série encontrou seu público.

Quarta-feira não foi um bom dia para emissora. The Blacklist retornou caindo para 0.8, Law & Order: SVU despencou 0.3 para 1.1 e Chicago P.D. também oscilou de 1.3 para 1.1. Já na quinta, Superstore subiu para 0.9; AP Bio repetiu os mesmos (e ruins) 0.6 no demo, mas o embaraço da noite ficaria com Champions ao marcar medonhos 0.4 no demográfico alvo. Ao final da noite, Chicago Fire mostrou como se faz ao manter-se firme nos 1.0. Exibida mais cedo, Taken ficou estável com 0.4.

FOX

Bob’s Burgers caiu para 0.8, mesmo caminho feito por Brooklyn Nine-Nine (0.8). O restante das comédias, entretanto, ficaram na mesma: The Simpsons (0.9), Family Guy (0.9) e The Last Man On Earth (0.7). Voltando para sua última temporada, New Girl (abaixo) marcou 0.7 no demográfico, o que é a pior marca da história da comédia.

Curiosamente, Lethal Weapon ficou estável com 0.9 no demo, enquanto LA to Vegas entregou o mesmo de sempre: 0.7. Na quarta-feira, vimos praticamente uma repetição da semana passada. Empire teve uma leve subida de 0.1 para 1.8, enquanto Star ficou nos mesmos 1.3.

Tudo na mesma na quinta-feira. Gotham Showtime At The Apollo ficaram com 0.7, sendo para a última atração uma alta de 0.1. MasterChef Junior teve uma leve queda: oscilou de 0.8 para 0.7.

CBS

No sábado, a estreia da segunda temporada de Ransom fez 0.4 no demográfico alvo, o que é metade do que o Series Premiere fez em 1º de janeiro de 2017 (0.85), mas acima do que o Season Finale fez em abril do mesmo ano (0.3). A última rodada do The Masters [torneio de golf], fez com que 60 Minutes, que falou sobre segurança cibernética das próximas eleições, pulasse de 0.8 para 1.5. Mesmo movimento feito por Instinct (0.6 x 0.9), NCIS: Los Angeles (0.8 x 0.9) e Madam Secretary (0.5 x 0.6).

Retornando de uma semana de folga para evitar confronto com a final do NCAA TournamentKevin Can Wait subiu para 1.0, Man With a Plan ficou na mesma (0.9), assim como Superior Donuts (0.8). Living Biblically por sua vez, que foi a última a ser exibida na semana anterior, caiu 0.2 para fraquíssimos 0.6 no demo. Tais números fizeram com que Scorpion também caísse de 0.8 para 0.7 às vésperas da Season Finale.

Na quarta-feira, tivemos Survivor caindo (0.1) para 1.6, o que não afetou SEAL Team uma vez que o drama retornou da folga em alta (+0.1/1.0). Já Criminal Minds fez o caminho inverso e caiu de 1.0 para 0.9. Na quinta, The Big Bang Theory Young Sheldon repetiram os 2.4 e 1.9 da semana passada respectivamente. A recém renovada Mom subiu para 0.1, marcando 1,4 na demo, Life In Pieces oscilou 0.2 para cima e marcou bons 1.1, enquanto S.W.A.T. também subiu: foi de 0.8 para 0.9.

Na sexta-feira, por fim, vimos Hawai Five-o ganhar a noite mais uma vez. A série repetiu 0.9, enquanto MacGyver Blue Bloods permaneceram na mesma com seus 0.8.

CW

Season Finale de Legends of Tomorrow ficou na mesma que nas semanas anteriores: 0.4 no demo. Todavia é importante lembrar que a série conseguiu atrair sua melhor audiência desde fevereiro deste ano: 1.41 milhão de pessoas. Com a mesma estabilidade que há duas semanas atrás, iZombie repetiu seus 0.2.

Retornando após quase um mês de férias, The Flash marcou uma nova Series Low – 0.6 no demográfico alvo e o pior público total até então: apenas 1.82 milhão. Em seguida, o curioso caso da estabilidade, Black Lightning, manteve-se firme nos 0.5. Supernatural Arrow operaram em alta na quinta-feira. Elas marcaram 0.5 e 0.4, respectivamente, o que corresponde uma alta de 0.1. Às vésperas da Season FinaleJane The Virgin repetiu os 0.2 da semana passada.

Obs: Na sexta-feira (13), o Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, falou à nação por quase dez minutos a partir das 21h (horário local) sobre a resposta do país e dos seus aliados (França e Reino Unido) aos ataques químicos do governo da Síria contra seu próprio povo na cidade de Duma.

Com isso, todos os canais da TV aberta (ABC, CBS, NBC, Fox, PBS, Telemundo e Univísion, com exceção da CW, entraram em plantão para cobertura. Todo o restante acompanhou: CNN, MSNBC, Fox News, CNBC, Fox Business, C-Span, HLN, One American News, Al Jazeera America e Bloomberg. 

TV a Cabo

Imagem: Divulgação

No domingo, algumas estreias importantes. Killing Eve fez 0.10 no demográfico alvo, que são superiores ao Season Premiere da última temporada de Orphan Black (0.07) em 2017. Já a estreia de Howard’s End, no Starz, foi uma tragédia. A minissérie britânica fez 0.03 no demo, atraindo a atenção de 217 mil pessoas. Tais números são inferiores a estreia do último ano de Black Sails (0.23), ao Season Premiere da terceira temporada de Outlander (0.31) ou a estreia da 4ª temporada de Power (0.78). É de chorar, sinceramente.

The Walking Dead teve um respiro ao subir 0.18 para bons 2.81 no demográfico alvo e 6.66 milhões de telespectadores. É verdade também que é a pior marca da história da série às vésperas da sua Season Finale. Na HBO vimos Silicon Valley finalmente cresce para 0.28, Barry acompanhar para 0.22 e Here and Now estabilizar nos 0.10. Enquanto na Showtime, Homeland caiu para 0.29, mas Billions oscilou positivamente (+0.02) para 0.26.

Na segunda, a AMC respirou fundo ao ver The Terror subir mais um pouquinho (+0.03) para 0.30, assim como McMafia que subiu 0.01 para ainda nanicos 0.05. Na Lifetime, UnReal subiu ainda mais na reta final da terceira sua temporada de 0.07 para 0.12. Logo em seguida, a Season Finale gorda (de duas horas) de Mary Kills People fez 0.09 e 0.08 na primeira e segunda hora, respectivamente.

Na tranquilidade e sem sustos

Já na quarta-feira, uma certa calmaria. The Last O.G. caiu pouca coisa (14%) ao oscilar de 0.68 para 0.58, o que é ótimo para qualquer segundo episódio. A Season Finale de America’s Next Top Model caiu para 0.35 na VH1, da mesma forma que Legion continua sem chão ao cair 0.09 para 0.21. Por fim, Shadowhunters continua caindo. Desta vez foi para uma Series Low com 0.12.

Krypton perdeu pouca coisa (-0.04) e registrou 0.25, servindo com um bom incentivo para o retorno de The Expanse. O drama retornou fazendo 0.21, o que é 0.04 a menos que a estreia de 2017 e 0.03 a mais da Season Finale mais recente. Suits continuou caindo de 0.26 para 0.24, ao mesmo tempo que The Americans subiu para 0.18. Por fim, uma surpresa: Famous In Love subiu. Dos medonhos 0.08 a série voltou para marca da estreia: 0.12.

Por fim, na quinta-feira, vimos Jersey Shore operar em queda, mas suficiente para vencer a noite com folga. O reality show fez ótimos 0.98, após gigantescos 1.49 na estreia da semana passada. Atlanta caiu 0.05 para 0.36 no FX, praticamente a mesma queda de RuPaul’s Drag Race (-0.06) na VH1. Siren teve uma leve subida na Freeform ao oscilar de 0.23 para 0.25. Algo me diz que é apenas uma questão de tempo para a emissora anunciar a renovação.

Pode fazer a pipoca que a notícia é boa

No sábado, a HBO levou ao ar o super aguardado Paterno. O longa estrelado por Al Pacino atraiu a atenção de 1.30 milhões de telespectadores. Que são positivos, principalmente se compararmos com alguns títulos do passado:

1º. – Behind The Candelabra (2013) – 2.40 milhões de telespectadores
2º. – Game Change (2012) – 2.10 milhões de telespectadores
3º. – The Wizard of Lies (2017) – 1.50 milhão de telespectadores
4º. – The Normal Heart (2014) – 1.40 milhão de telespectadores
5º. – Bessie (2015) – 1.34 milhão de telespectadores
6º. – All The Way (2016) – 1.11 milhão de telespectadores
7º. – The Immortal Life of Henrietta Lacks (2017) – 1.10 milhão de telespectadores
8º. – Confirmation (2016) – 940 mil telespectadores
9º. – Phil Spector (2013) – 754 mil telespectadores
10º. – Nightingale (2015) – 220 mil telespectadores

Análise Especial da Semana: New Girl

New Girl
Imagem: Fox/Divulgação

Na estreia da sua última temporada, New Girl trouxe números bem apáticos, molengas e pouco robustos. No seu sétimo ano, a comédia começou com flácidos 0.7 no demográfico de público alvo, que são os piores da sua história. No entanto, é importante lembrar que o total de telespectadores não foi desastroso. O Season Premiere atraiu 1.822 milhão de telespectadores, o que é aceitável se lembrarmos que em dezembro de 2016, o programa foi visto por menos de 1.7 milhão.

O que me chama atenção ao analisar esses números com mais cuidado é que o desempenho de New Girl entre as telespectadoras foi decepcionante. Com apenas 0.2 entre as mulheres no demográfico alvo, a comédia teve o mesmo desempenho que a reprise de NCIS. É verdade que a série sempre teve a preferência dos telespectadores mais jovens, tanto que fez um bom 0.5 dentre 18-34 anos. O que significa que ela será vista por outros meios e não apenas linearmente.

Como você observa abaixo, New Girl estreou em 2011 com 4.8 em 18-49 e sendo vista por mais de 10 milhões de telespectadores. É possível que essa audiência continue vendo a série, mas não mais na televisão.

7ª temporada: Season Premiere marcou 0.7 no demográfico alvo; 01.82 milhão de telespectadores

6ª temporada: Season Premiere marcou 1.1 no demográfico alvo; 2.31 milhões de telespectadores

5ª temporada: Season Premiere marcou 1.4 no demográfico alvo; 03.32 milhões de telespectadores

4ª temporada: Season Premiere marcou 1.7 no demográfico alvo; 03.04 milhões de telespectadores

3ª temporada: Season Premiere marcou 2.9 no demográfico alvo; 05.53 milhões de telespectadores

2ª temporada: Season Premiere marcou 2.8 no demográfico alvo; 05.35 milhões de telespectadores

1ª temporada: Season Premiere marcou 4.8 no demográfico alvo; 10.28 milhões de telespectadores

About Bernardo Vieira

Catarinense e estudante de direito. Escrevo sobre entretenimento desde 2010, mas comecei com política internacional depois da campanha americana de 2016. Adoro uma premiação e um debate político, mas sempre estou lendo ou assistindo algo interessante. Quer saber mais? Me pague um café e vamos conversar.