Audiência – Análise de 23/06 a 29/06: Preacher, The Expanse, Salvation, The Affair e mais

Audiência, Análise de Audiência, Análise, Preacher, The Affair, Salvation, The Expanse
Imagem: AMC/Divulgação; Showtime/Divulgação; CBS/Divulgação; Syfy/Divulgação

Em mais uma semana agitada para TV a cabo, tivemos o retorno de Preacher e a despedida de The Expanse. Sem contar com a Season Finale de Westworld, que ganha a nossa análise especial da semana. A CBS deu início definitivo ao verão com a estreia da nova temporada de Big Brother, acompanhado de Salvation. Na programação especial, o BET levou ao ar o popular BET Awards e mais uma semana agitada no noticiário.

Esses são os nossos destaques, portanto vamos aos números?

ABC

Na terceira semana da Summer Season, a ABC venceu seu terceiro domingo consecutivo. Celebrity Family Feud (1.2) ficou estável, enquanto The $100,000 Pyramid (0.2) teve uma queda de 0.2. Mais tarde, To Tell the Truth manteve seus sólidos 0.8 no demo. A outra boa notícia é que todos os três game shows cresceram no total de telespectadores.

Na segunda-feira, outra grande vitória para emissora. The Bachelorette (1.4) e The Proposal (0.8) mantiveram seus números da semana passada. Na terça-feira, The Last Defense caiu 0.1 para 0.4, o que pode parecer ruim, mas lembro-lhes que é (bem) barata de produzir e ajuda a manter Viola Davis perto da ABC. Uma clássica situação onde tudo funciona.

Na quinta-feira, The Gong Show (0.5) e Match Game (0.7) ficaram estáveis, enquanto Take Two perdeu força para 0.4, número que mostra que a nova aposta do verão morreu na praia. Nas preliminares de sexta-feira, Quantico (0.4) e What Would You Do (0.5) repetiram os números da semana anterior.

NBC

Retornando de uma semana de folga, Taken (0.2) caiu 0.2 em relação a sua última exibição e impressionantes 0.4 dos 0.6 que Jurassic Park fez no horário anterior. No domingo (24), Shades of Blue teve uma pequena queda de 0.1 para 0.5, que também representa uma Series Low, que não faz muita diferença já que é a última temporada da série.

Na segunda-feira, a NBC ficou em segundo-lugar com American Ninja Warrior (0.9) e Running Wild with Bear Grylls (0.6) caindo 0.1 em relação a semana anterior. Na terça-feira, America’s Got Talent venceu a noite com muita facilidade com 2.0, mas ainda caiu 0.2. Mais tarde, World of Dance também caiu de 1.4 para 1.3, mostrando uma clara (e preocupante) dependência do seu lead-in.

Mantendo-se viva, Reverie desviou de registrar mais um Series Low ao estabilizar nos baixos 0.4 da semana passada. Na quinta-feira, Little Big Shots (0.7) ficou estável com a semana passada, ao mesmo tempo qur Marlon repetiu seus modestos 0.6/0.6.

Continua após a publicidade

FOX

Já cancelada, Ghosted caiu 0.1 em relação a semana passada, registrando fracos (e uma Series Low) de 0.4 no demográfico alvo. Na segunda-feira, uma noite difícil para Fox. So You Think You Can Dance despencou 0.2 em relação a semana passada, marcando um nada agradável Season (e Series) Low com 0.6. Na terça, Beat Shazam (0.7) e Love Connection (0.5) ficaram firmes nos seus números da semana passada, mas são ambos medonhos.

Mantendo números ótimos apesar da competição da CBS, MasterChef subiu 0.1 para 1.1 no demográfico, enquanto a novata de maior audiência da temporada e já renovada para 2019, 24 Hours To Hell & Back também subiu. O reality show teve um respiro de 1.0 para 1.1, que nem de longe representa o mega sucesso que a série faz no acumulado de três e sete dias.

Excelentes notícias para Fox na quinta-feira. The Four (0.8) subiu 0.1, marcando uma Season High e que o caminho para o sucesso nessa temporada é sim, programas roteirizados.

CBS

No sábado (23), Ransom (0.3) teve um pequeno crescimento de 0.1 às vésperas da sua Season Finale, enquanto no domingo, Instinct experimentou a mesma reação ao oscilar para 0.5. Em novo dia e horário, Salvation estreou com números problemáticos. Registrando 0.4 no demográfico alvo, o drama teve uma grande queda dem relação a 2017 (0.7/-43%), assim como sua média de 0.5.

O Season Premiere também é uma queda do que outras séries de Summer Season fizeram na estreia da sua segunda temporada. Under The Dome (2.1); Zoo (0.8) e Extant (0.7) da mesma forma que outros fracassos estrearam de forma “mais saudável”. American Gothic (0.7); BrainDead (0.7); Reckless (0.6). Isso tudo para dizer que a situação de Salvation beira o desastre. Ainda na segunda-feira, Elementary caiu dos seus 0.6 da semana anterior para 0.5.

A grande estreia de Big Brother, o principal programa da Summer Season ao lado de America’s Got Talent, foi agridoce. Embora o reality show tenha ficado aquém do Season Premiere de 2017 (1.5 x 1.7), ajudou Code Black a crescer um pouquinho, de 0.7 para 0.8, além de atrair a maior audiência total da noite com 5.7 milhões de telespectadores. Já na quinta-feira, o reality show também caiu. O demográfico foi de 1.4, uma queda de 0.2 em relação ao Season Premiere de 2017.

CW

O retorno de Penn & Teller: Fool Us fez 0.3, uma pequena queda dos 0.4 do Season Premiere de 2017 e de 0.2 em relação aos números de Supergirl na semana passada. Mais tarde, Whose Line Is It Anyway? repetiu seus sólidos 0.3 no demográfico alvo. Na terça-feira, The 100 começou a sofrer o arder da Summer Season ao cair 0.1 em relação a semana anterior, de 0.3 para 0.2. Nos números prévios de sexta-feira, a Season Premiere de Masters of Illusion fez 0.2, o mesmo demo da estreia da 7ª temporada em 2017.

TV a Cabo

Imagem: Divulgação

No domingo (24) a Viacom mostrou o porquê adora uma transmissão simultânea. O BET Awards, forte nos demográficos mais jovens, não foi muito bem este ano. Depois dos fortes 1.54 entre adultos de 18 a 49 anos em 2017, a premiação fez medianos 1.22 na mesma marcação, uma queda de 20.7%. Quanto aos outros canais, tivemos: 0.20 na VH1, 0.13 na MTV, 0.09 na TV Land; 0.07 no BET Her, 0.03 na Logo, 0.03 na MTV2 e 0.0 na MTV Classic.

Na HBO, depois da Season Finale de Westworld (veja a análise abaixo), Succession teve uma queda de 0.18 para 0.15. Na AMC, Preacher teve uma forte (e impressionante) queda de *0.35* em relação ao Season Premiere (numa segunda-feira) de 2017. Indo de 0.58 para 0.23. Ainda forte (principalmente entre as mulheres), Claws caiu 0.06 para 0.39. Enquanto Pose teve uma subida impressionante de 0.08 para 0.29, o que é um grande alívio para o FX.

Na Showtime, boas notícias para The Affair que conseguiu subir 0.09, mas que não foi capaz de segurar I’m Dying Up Here. A dramédia caiu 0.03 para 0.02. No dia seguinte, Dietland continua encolhendo ao cair para 0.10. Já na terça-feira, tivemos Animal Kingdom caindo (pela primeira vez na temporada) 0.04 para 0.39. A já renovada Younger continua subindo ao oscilar de 0.22 para 0.24. The Bold Type perdeu 0.03 do Series High da semana passada. Encerrando os destaques do dia, Humans subiu para 0.9.

Voltando ao normal

Na quarta-feira, o segundo episódio de Yellowstone caiu 0.08 em adultos (18-49 anos) e uma queda de 0.56 no seu principal demográfico (50+) par ainda saudáveis 1.44. Queen Sugar subiu 0.02 para 0.28 ao mesmo tempo que Colony perdeu 0.05 para 0.15. O último episódio de The Expanse no Syfy (agora se move para Amazon), subiu para 0.19.

Na quinta-feira, tivemos dois finais de temporada. Jersey Shore: Family Vacation despediu-se com fortes 0.94, liderando a noite com folga. Já RuPaul’s Drag Race teve uma subida saudável para 0.41. No lado roteirizado, Girlfriend’s Guide To Divorce subiu para 0.15 (uma retenção medonha de apenas 28% dos números de Southern Charm). Queen of The South caiu 0.09 para 0.32, enquanto Shooter tropeçou ainda mais (-0.08) para 0.19.

Grande sucesso no acumulado, Cloak & Dagger caiu 0.05 para 0.15, caminho parecido feito por Nashville (-0.04) com 0.12. Por fim, American Woman caiu (0.02) para 0.10, uma nova Series Low.

Notas do Acúmulo:

YellowstoneLembram quando falei na semana passada que a nova série da Paramount Network foi um sucesso? Pois bem, já está liberado chama-la de fenômeno. Com os números do L+3 (audiência acumulada três dias após a estreia) divulgados pela Nielsen, o western foi visto por 05 milhões de pessoas, o maior de uma televisão comercial desde The People v O.J. Simpson (8.3 milhões). Também vimos um crescimento em adultos de 18-49 anos (1.1/+0.69) e em adultos de 25-54 anos (1.7/+1.05).

Continua após a publicidade

Internacionais

Imagem: Divulgação (06)

No sábado (23), a SIC exibiu a grande virada de O Outro Lado do Paraíso onde Clara reaparece para elite de Palmas. O problema é que o gancho não chamou muita atenção dos portugueses. A novela marcou sua pior audiência desde sua estreia em Portugal, não passou dos 416 mil telespectadores. O share foi ainda menor de 17.5%.

Análise Especial da Semana: Westworld

Westworld
Imagem: HBO/Divulgação

Nós precisamos falar sobre Westworld. Nada sobre os rumos criativos, interpretações ou que devemos ver em seguida. Para isso temos as excelentes resenhas do nosso amigo Wellington Torres, cujas resenhas eu recomendo que você leia agora mesmo. No entanto, temos que discutir os números de uma série que apesar do enorme sucesso nas redes sociais e na imprensa especializada,  não é um arrasa quarteirão na audiência até o momento.

Antes de mais nada é importante ressaltar que a HBO não liga para demográfico, número total de telespectadores ou qualquer outra coisa relacionada a audiência, o que ajuda a explicar a renovação de Succession. Isso porque o canal não é comercial e não precisa de anunciantes para manter sua programação no ar. Seu lucro vem das assinaturas, isto é para você ter o canal na sua casa, precisa assinar a HBO e pagar por ela, da mesma forma que acontece com a Showtime, a ESPN e outras nos Estados Unidos.

Qual problema? 

A segunda temporada terminou com 0.56 no demográfico alvo (18-49 anos), uma queda de 0.05 do que a série fez na semana anterior e de 0.46 do que o Season Finale do 1º ano apresentou em 2016, sendo que a variação no total de telespectadores é ainda maior. O final do primeiro ano foi visto por 2.240 milhões de pessoas, enquanto a 2ª temporada recebeu a atenção de 1.559 milhã0.

O que isso representa? A série é um sucesso modesto, não é um novo arrasa quarteirão que a HBO desejava para substituir Game of Thrones. Se analisarmos os números de séries de maior destaque nesse ponto, elas estavam muito mais fortes: Game of Thrones (3.86 milhões); True Blood (5.30 milhões); The Sopranos (8.97 milhões); Entourage (2.14 milhões); Boardwalk Empire (3.01 milhões).

É verdade que hoje, diferentemente de antes, temos a HBO Go e uma pirataria que só cresce. Mas há uma clara dificuldade em atrair telespectadores para Westworld. O Season Finale não estava competindo com nada de forte, sem NFL, sem NBA, sem eventos políticos ou The Walking Dead. Mesmo assim as pessoas preferiram assistir outro conteúdo.

Há uma grande possibilidade do drama se tornar, a partir da sua 3ª temporada, um programa de nicho. Seguindo a caminhada de SuccessionThe Leftovers The Newsroom. Resta saber se o canal está de acordo com essa proposta.

O que veremos na próxima semana: Ransom Taken dão adeus ao sábado; o mega sucesso da Starz; Power está de volta;  os especiais d0 04 de julho, feriado da independência do país.

About Bernardo Vieira

Catarinense e estudante de direito. Escrevo sobre entretenimento desde 2010, mas comecei com política internacional depois da campanha americana de 2016. Adoro uma premiação e um debate político, mas sempre estou lendo ou assistindo algo interessante. Quer saber mais? Me pague um café e vamos conversar.