Editorial

Não se explique

Um tipo de pergunta era clássico na época da escola: o professor fazia um questionamento e no fim pedia para que justificássemos nossa resposta. Então, permita-me dizer uma coisa: você não precisa mais justificar sua opinião. Faça isso apenas se você quiser e/ou o debate for produtivo. Do contrário, fique …

Read More »

Vamos de Trash?

Parece difícil ter uma linha de abertura para um texto que já começa pedindo passagem para um gênero que literalmente traz “lixo” no nome, certo? ERRADO! Dono de uma herança deliciosamente indigesta que junta nudez gratuita, humor tosco, o medo nonsense em sua forma mais crua e os bons e …

Read More »

Por amor aos vilões

Recentemente, numa das poucas horas legadas à trivialidade nesses tempos de incontáveis afazeres, a chamada para a segunda reprise de Senhora do Destino chamou minha atenção. A novela, que retorna ao ar no próximo dia 13 de março – treze anos depois da exibição original e oito anos depois de …

Read More »

Oscar 2017: quem leva – e quem merece – o prêmio?

Quando você ler ou ouvir alguém dizer que este é um dos anos mais previsíveis do Oscar, acredite. A edição de 2017 trouxe diversos concorrentes acima da média, o que poderia elevar a concorrência. Mas não foi o que aconteceu: com La La Land ganhando força logo no começo da …

Read More »

O estranho e o maravilho, ou porque esperar pela fantasia

  Recentemente, numa conversa de fim de noite, um amigo mencionou Labirinto – A Magia do Tempo, filme de 1986 que é estrelado por David Bowie. E embora essa traquinagem meio musical, meio aventura e beeem trash seja um título que, provavelmente, a maioria dos leitores nunca se quer tenha …

Read More »

Quando nos cansamos das séries

Pensando no tema do editorial me vi sem saída: não havia tema. Há uma série de assuntos bacanas para serem abordados… Toda a polêmica envolvendo a Fox, a segunda temporada de Stranger Things que começa a se desenhar, a nova série dos X-Men na Fox, o império de Shonda sendo …

Read More »

A autenticidade na expectativa

  Pensar na expectativa é sempre algo engraçado. E, desde já, não me entendam mal! Embora nada seja mais complexo ou profundo do que analisar teorias de consumo ou horizontes de expectativa e cultura de massa, não precisamos realmente nos enveredar por teorias que em nada atraem o público geral. …

Read More »

Dirk Gently, um detetive holístico para uma nova ficção

  Sempre imersas numa aura de soturnidade e mistério, as histórias policiais estabeleceram-se como um gênero marcante, rápido e cheio de figuras inusitadas, detetives icônicos e vilões grandiosos. E, como se em resposta, ou melhor, evolução do formato, Douglas Adams envolveu, em suas cores irônicas e ilógicas, um detetive que …

Read More »

Globo de Ouro: apostas (e algumas observações)

Prever o Globo de Ouro é uma droga. O fato de ser uma premiação um tanto imprevisível poderia torná-la mais interessante, mas não é o que acontece. Não é como tentar adivinhar os vencedores do Oscar e ser surpreendido aqui e ali; no Globo, os votantes simplesmente votam sem lógica, …

Read More »

Porque amamos as séries…

Quentin Tarantino costuma repetir um bordão em seus sets de filmagens. Para animar a equipe e lembrá-los porque todos estão ali, o cineasta pergunta o porquê de tudo aquilo. Todos respondem “porque amamos fazer filmes”. Não há outra explicação. Se você ama, não é pelo dinheiro ou status. Por que …

Read More »