CCXP Tour Recife: O painel de Carlos Vaillagrán

Um dos paineis mais aguardados desse segundo dia de CCXP Tour, o do Quico, começou um pouco tarde por volta das 20h. Mesmo assim uma multidão eufórica esperava por ele. Antes previsto para as 19h30, com a chega do horário e com o painel anterior ainda rolando, todos começaram a gritar: QUICO, QUICO! Expulsando, literalmente, a galera do painel de games do palco. E eis que entra ele, o Quico, esbanjando disposição e simpatia, Carlos Villagrán, aos 73 anos, mostra porque o personagem, mesmo tendo estreado no Brasil a quase 5 décadas, ainda é muito querido. Incontrolável ele brinca, solta frases icônicas do Quico como: “Você não vai com a minha cara”, recita o poema “mamãe querida” e faz seu choro que é tão bem conhecido.

Ele foi ovacionado pelo público: “Sinto prazer em estar aqui com vocês. É como é estar no céu”, disse. O artista incorporou o personagem e durante a conversa com Patricia Gomes, do Omelete, encenou e falou os jargões popularizados na série mexicana, que é exibida regularmente no Brasil desde 1984, como cale-se, cale-se, que você me deixa louco, a sua favorita. Villagrán contou que foi difícil a primeira visita ao Brasil por não entender o idioma, mas se esforçou para falar português em todo o painel. Sobre a rotina de filmagem, comentou que os atores chegavam às 8h para maquiar e ensaiar, depois, com três câmeras, gravavam todo o programa.

O Quico contou que é fã de The Walking Dead e até faz uma versão zumbi sua nos palco. Também foi mostrado um trailer do filme “Como Se Tornar o Pior Aluno da Escola” baseado no livro de mesmo nome, onde Carlos vai interpretar o vilão, o diretor dá história. Sobre aplausos, o Quico se despediu do painel.

Post por: Marcelo Henrique

About Equipe Mix

Equipe Mix
Perfil criado para realizar postagens produzidas pela equipe do Mix de Séries.