Crítica: 3×01 de Quantico marca retorno da série com uma nova aparência

Imagem: ABC/Divulgação

Sim meus queridos, não podemos deixar de comentar sobre este retorno peculiar de Quantico.

Depois de dois anos com tentativas falhas, temos um novo modelo de apresentação sem sair do trivial. A série ainda não perdeu sua essência de uma equipe contra tudo e todos, mas traz novidades. Primeiro que essa história de acadêmicos da CIA ou FBI já deu. Precisamos por em mentes que nossos agentes já são treinados o suficiente e já passaram por experiências inimagináveis. O que traz essa nova essência é exatamente o fato de não sabermos o que esperar deste novo grupo. Venhamos e convenhamos que apenas os melhores ficaram por aqui neste ano, mas ainda sentimos pequenas faltas. A família Haas por exemplo não se revelou por agora. Será que eles estarão conosco este ano??

Mesmo com as mudanças, ainda tenho a sensação de que a série precisa de um tranco. Já tivemos um upgrade sensacional de termos apenas 13 episódios por aqui. Quantico não demanda mais do que isso para completar uma temporada. Arrisco a dizer que o primeiro episódio já teve um desfecho que poderia até ter sido transformado em filme. Gostei do plano da Viúva e não esperava pela prisão repentina. Achei que iriam enrolar um pouco mais com ela. Mas se fizerem mais assassinos e terroristas como ela, tenho certeza que valerá a pena. Essa passagem de três anos também ajuda no âmbito diferenciado da série. Até uma introdução ao estilo Feud eles colocaram! Espero que tantas mudanças surtam efeito desejado no caminhar da série.

Continua após a publicidade
Imagem: ABC/Divulgação

Será que temos uma receita já gasta em Quantico?

Eu já me surpreendi e me apaixonei nos primeiros segundos da temporada quando vi Priyanka falando italiano. Todos temos a convicção de que ela carrega esta série nas costas desde o início. Ela funciona muito bem em uma receita de seriado um pouco batida. O drama policial com agências federais é o novo seriado médico que vemos por aí. Em qualquer esquina – ou emissora – temos algo do tipo. Mesmo com a receita semelhante, alguns ingredientes fazem com que certas produções se destaquem. Ainda estou no aguardo de Quantico estar entre elas na lista e, quando ocorrer, poderemos vangloriar a protagonista por isso.

Três anos é sim muito tempo para um seriado. As mudanças podem não ter agradado a todos, mas são necessárias. Tudo vira uma confusão quando o tempo passa e eles ainda colocam Ryan casado com Shelby. Depois de duas temporadas cheias de drama entre ele e Alex, agora bagunçaram tudo de vez. Mas acho muito pouco provável que isso seja uma realidade, principalmente por Shelby não ser tão imatura a ponto de querer Booth pra ela. Enfim, vida que segue e temos carne nova no pedaço. Jocelyn chegou provando sua eficiência. Com uma história de superação incrível, ela traz todo o raciocínio para jogo. Eu já me identifiquei com a personagem e acredito muito na crescente dela por aqui. Só peço, por tudo que é mais sagrado, que não me façam de trouxa e a matem – tá virando hábito matar quem eu admiro dentro dessa série…

O que não fazer para entrar na mesmice?

Olha, essa é uma pergunta difícil de responder. Acho que só o tempo e as orações dos fãs dirão a resposta. O potencial nós já vimos milhares de vezes e milhões de produções com ele nas mãos, mas a empatia fala mais alto. É difícil agradar a todos e ainda mais impossível quando já se bate em diversas tentativas. Como um excelente otimista, creio mais uma vez que a série possa alavancar sua chance. Para isso é preciso foco e medidas certas, algumas inclusive já tomadas. O elenco está bem seleto e agradável ao público. Ainda podem fazer certos movimentos que deixam a série mais a cara de um drama interessante. Espero que os produtores não se percam durante as próximas doze semanas e que a série agrade, afinal, preciso manter meu emprego por aqui.

Um grande abraço a todos e deixo abaixo a promo da próxima semana. Pelo visto não estão pra brincadeira e já colocaram os relacionamentos pra jogo. Como diria meu grande ídolo Thiago Leifert, teremos um pouco de “fogo no parquinho”. Não deixem de conferir as notícias e reviews aqui no Mix e até lá!

Continua após a publicidade

Agent Notes: Aos mais curiosos por spoilers, segue o link da coluna Spoiler Alert do Mix com novidades interessantes sobre a temporada.

The Conscience Code

Nota do Episódio - 9

9

Review do primeiro episódio da terceira temporada de Quantico, da ABC, intitulado "The Conscience Code".

User Rating: Be the first one !

About Lucas Franco

Lucas Franco
Mineiro, Escorpiano, 20 Anos, Estudante de Medicina. Direto do Arkham Asylum para o Mix. Eterno fã de Chuck, E.R. e Friends (RIP). Por entre as madrugadas vive a dualidade dos estudos e das séries. No Mix, escreve as reviews de Quantico, The Good Doctor e Legends of Tomorrow.