Crítica: Chicago Fire melhora no episódio 6×11 e traz a amizade que a gente ama

Imagem: NBC/Divulgação

Pelo amor de Deus, Dick Wolf, é pra isso que a gente paga internet! Como esse episódio me surpreendeu de inúmeras formas, ainda que com um plot já utilizado anteriormente na série. Chicago Fire ainda consegue ser o que amamos.

Todos sabemos que Severide é destinado à grandeza. O homem é um bombeiro maravilhoso e tem um coração enorme. É que os produtores sempre tentam mostrá-lo, como alguém que não está feliz em sua posição, o que é mentira.

Já vimos esse embate entre Casey e Severide antes, mas o plot foi reciclado de forma boa.

O capitão e sua mania de grandeza acabaram atrapalhando durante um chamado, o que não ajudou muito. Nem me digam quão horrível foi a cena do prisioneiro chutando o banco do delegado. Que dó, gente. É claro que o Kelly, sendo Kelly, não ia deixar essa barata, então foi atrás e derrubou o criminoso.

Aquele comandante amigo do Kelly é que não me desce mais, não adianta. Gostei mesmo que o Boden também colocou ele em seu devido lugar. Tem gente que é muito afrontosa, Deus me livre!

Por outro lado, Hermann decepcionou nesse episódio. Ele que é o maior paizão fazer aquilo com a filha? Mereceu o que Trudy fez mesmo. Cruz também não animou em nada e, graças a Deus, desistiu de encontrar a Brett no spa. Ninguém pediu por isso,, Brasil.

Enquanto um foi humilde, o outro se arrependeu de dar ouvidos ao ego.

O Casey que se arrependeu do que fez sofreu retaliação dos colegas do falecido e deu dó, querendo ou não, ele só queria ajudar. Mas não podemos negar que ele tem deixado seu ego na frente de algumas decisões. Está fazendo errado, capitão.

Por fim, com um daqueles chamados que a gente ama, Kelly salvou o Zach, mas se colocou em perigo. E claro, o capitão não ia deixar ele sozinho e foi ajudar. A Gabby e a Stella já estavam apreensivas lá em baixo, enquanto a gente estava por aqui.

Lá no telhado, descobrimos que foi Matt quem indicou a condecoração, o que deixou nossos corações em pedaços. Sem outras opções, os dois pularam no rio a la Tom Cruise, mas será que deu tudo certo?

Nota: Aleluia que a Bria se foi.

Nota 2: A Kidd não sabia com quem se preocupava mais.

Nota 3: Cruzzzzzzzzzz.

A série agora tem uma pausa e retorna só no dia 1 de março, mas a gente já sabe que um dos nossos bombeiros vai ter problemas. Confere a promo aqui em baixo e nos encontramos na próxima review, até lá!

Law of the Jungle

Nota do Episódio - 9

9

Review do décimo primeiro episódio da sexta temporada de Chicago Fire, da NBC, intitulado "Law of the Jungle".

User Rating: Be the first one !

Comments

comments

About Gabriela Scampini

Paulista, estudante de Direito e geminiana. Apaixonada por livros e séries, mesmo sem ter tempo pra nenhum dos dois. No Mix, escreve a coluna #MixAudiência, além das reviews de American Crime Story, Black Mirror, Chicago Fire e The 100.