Crítica: Chicago Fire traz momentos difíceis no episódio 7×06

Imagem: NBC/Reprodução

O episódio dessa semana de Chicago Fire fez jus ao Halloween e trouxe notícias ruins para o batalhão

Em Chicago Fire, a Brett, que não gostava do evento, acabou conhecendo o novo capelão . Orlovsky que estava no batalhão desde os primórdios, resolveu se aposentar e deixou um presente para a Sylvie. Emily contou a história do amigo, mas, será que rola algo? Eu nem tento mais, já juntei a Brett com umas 20 pessoas desde que começou a temporada. E tive a mesma impressão que ela, não seria como namorar um padre?

Outro que teve movimentações na vida amorosa foi o Matt. Não entendi a razão dele ter aceitado o jantar, já que não teve coragem para ir além da reportagem da Naomi. A jornalista tentou, mas levou um fora, mesmo sendo extremamente parecida com uma pessoa que Matt conhecia. E Casey deixou a dúvida: ele e Gabby se separaram no papel, ou ela simplesmente foi embora? Não me lembro dele solteiro, sem ser sofrendo por alguém.

É necessário explorar o personagem sozinho, antes de colocarem ele em outro relacionamento

Imagem: NBC/Reprodução

O chamado no hotel foi bem legal e levantou um assunto importante, a necessidade do espanhol para os bombeiros de Chicago Fire. Se não fosse pelo Cruz, o menino não teria sobrevivido. Foi bem legal ver que ele tentou ensinar o básico do espanhol, mesmo que através das telenovelas. O pessoal assistindo foi tipo a gente com Maria do Bairro, fãs de carteirinha.

Mas o chamado também serviu para mostrar quão incompetente era o Gorsch. Deus me livre, ninguém merece esse embuste! Ainda bem que nos livramos dele, pena que isso custou tão caro para o Kelly. Fiquei me perguntando como pode alguém com tão pouco a acrescentar estar numa posição tão alta.

A morte do Benny foi uma surpresa para todos, sem exceção, talvez por isso mesmo eu não tenha me emocionado. A gente achando que ele só estava sendo o pai relapso de sempre e ele tendo um derrame. Foi muito triste ver o Kelly sofrendo com a perda do pai, ainda mais por eles estarem brigados. Quando Boden contou o que Benny fez pelo batalhão foi a pior parte. Acho que daí não teve mais jeito.

Infelizmente, Kelly é o mais injustiçado de Chicago Fire. Isso porque ele já sofreu tanto e continua levando porrada da vida. Só espero que essa perda não o leve a ficar perdido de novo. Logo agora, que ele tinha se ajeitado com a Stella.

Embora Benny tenha morrido, Grissom caiu em si e mandou Gorsch para outro canto

Demos adeus ao Gorsch e parece que teremos um batalhão em paz. Com um novo rosto para dar apoio, vamos ver como as coisas vão ficar.

Nota: Desisti de gostar da Emily, não consigo.

Nota 2: Que dó da menina que ingeriu a maconha nos doces, estava sofrendo tanto.

Nota 3: Stella vai ter que ser forte para aguentar o que vem por aí.

E vocês, se emocionaram com a morte, ou só ficaram chocados? Confiram a promo do episódio que mostrará o funeral do Benny, e nos encontramos na próxima review. Até lá!

All the Proof

Nota do Episódio - 9

9

Review do sexto episódio da sétima temporada de Chicago Fire, da NBC, intitulado "All the Proof".

User Rating: 4.35 ( 1 votes)

About Gabriela Scampini

Paulista, estudante de Direito e geminiana. Apaixonada por livros e séries, mesmo sem ter tempo pra nenhum dos dois. No Mix, escreve a coluna #MixAudiência, além das reviews de American Crime Story, Black Mirror, Chicago Fire e The 100.