Crítica: Chocantes reviravoltas marcam o fim da 2ª temporada de Riverdale

Imagem: CW/Divulgação

Após ficar inconsciente, destino de Jughead é revelado.

Não, Jug não morreu. A cena dos amigos em frente a um túmulo, não passa de um sonho. Por outro lado, a recuperação do garoto foi para lá de surpreendente. Com todo o suspense que a trama criou, sobre a possível morte do personagem, eu esperava que ao menos um drama foi construído em cima disso. Contudo, eles quiseram mesmo apressar as coisas. Responder todas as perguntas no ar, juntar as pontas e claro, lançar um novo suspense.

Mesmo que Archie e seu bando não me agradem, a união com South Side foi interessante. Passou da hora de criarem rinchas entre os próprios jovens, e focarem no verdadeiro problema: Hiram. E ainda sobre o ruivo, após descobrir o verdadeiro lado negro de Mr.Logde, as verdades jogadas na cara foram ótimas. Mesmo depois de todo esforço para ficar ao seu lado, Archie não passava de mais uma peça no jogo do vilão. Até mesmo, contratar Tall Boy para matar Freddy.

Podemos bater palmas para Veronica?

Claro que a mocinha, ainda não foi brilhante como na primeira temporada, contudo teve um desfecho incrível. Usar o dinheiro contra o pai, foi brilhante. E claro, não podemos esquecer que Hermione agora comandará a cidade. Com isso, podemos esperar uma guerra interna dos Logde.

Do lado outro lado, os Cooper enfrentam as consequências de Hal como black hood. Poly, que estava esquecida pela série, voltou para não agregar em nada. Pausa para a conversa entre Betty e o pai na cadeia: Que incrível. A garota que sofreu tudo e mais um pouco, nessa temporada, fechou com chave de ouro esse capitulo. Já estava claro que a personagem era quem tinha os melhores momentos na tela, e agora com seu lado negro se revelando, podemos esperar mais ainda.

Continua após a publicidade

Voltando para o South, Jug agora comandará tudo. Estava mais que na hora. FP passou a ser o cara que apenas tem moral – os planos e ideias não são os melhores, e ele acaba indo para o lado emocional. Ainda com relação aos serpentes, Cheryl agora faz parte do grupo. O que isso vai melhorar na série? TUDO. Depois de Betty, Cheryl é a personagem mais bem trabalhada na trama. Esse novo lado da ruiva tem muito para acrescentar e melhorar o show, com certeza.

Como uma tipica série de drama, o fim de uma temporada sempre segue com um gancho ou suspense para a próxima. O da vez foi Archie sendo preso pelo assassinato de Cassidy . Para relembrar, Cassidy é o garoto que, lá atrás na temporada, invadiu a cabana dos Lodges e acabou sendo morto por Andrew. Porém, após ameaçar Hiram, era óbvio que ele faria algo contra Archie. Confesso que me pegou de surpresa, porque não imaginava que algo tão aleatório voltaria com tanta força e importância.

Ainda está confuso com a história do Black Hood?

Calma, a gente te explica!

Black Hood é Hal Cooper, esse responsável pelos telefonemas e joguinhos com Betty. Também responsável por todas as mortes que envolvia seu nome.

Porém, há um segundo: Tall Boy. Ex-South Side, expulso do grupo por Jughead. Porém, esse foi apenas responsável pela tentativa de assassinato de Freddy Andrew, a mando de Hiram Lodge.  Como o ex-serpente havia forjado a própria morte, ninguém nem suspeitou do mesmo.

Gostaram da temporada?

Agora é esperar até outubro para a próxima season! Até lá!

Chapter Thirty-Five: Brave New World

Nota do Episódio - 8.5

8.5

Review do vigésimo episodio da segunda temporada de Riverdale, da CW, intitulado "Chapter Thirty-Five: Brave New World".

User Rating: Be the first one !

About Letícia Garcia

Paulista, porém mora na Carolina do Norte. Jornalista e apaixonada por séries e futebol. Grey's Anatomy é a série da vida, mas também é fã de Spartacus, Supernatural, Vikings e Friends. No Mix de Séries escreve as reviews de Vikings, Prison Break, 13 Reasons Why e Taken.