Crítica: Episodio 2×11 de Lethal Weapon trouxe o encontro entre Riggs e seu pai

Imagem: YouTube/Reprodução

Esse novo capítulo de Lethal Weapon trouxe uma referência bem forte para a série. No filme, Roger estava sempre tentando se aposentar, mas acho que a adrenalina que Riggs lhe proporcionava o fazia pensar em adiar um pouco mais. Na série, vemos que os problemas de coração do detetive Murtaugh não o incomodam tanto a ponto dele pensar constantemente em aposentadoria, mas acho que depois das aventuras que tiveram e das tantas vezes em que o Agente Hank Peterson tocou no assunto enquanto eles estavam juntos, pode ser que esse desejo volte a permear os pensamentos de Roger.

Imagem: IMDb/Warner Channel/Divulgação

Desde que o agente Peterson apareceu no episódio, eu desconfiei dele, mas como desconfiei de outros agentes que apareceram ao longo de outros episódios e quebrei a cara, decidi dar uma chance para esse aí. No final, vi que meus instintos não estão tão ruins assim e ele realmente tinha culpa no cartório. A partir de agora, desconfiarei de todos.

Confesso que me compadeci bastante com a situação do Roger Junior. Achei bem real a primeira parte dessa trama quando o detetive e a esposa reagiram de forma explosiva quando Junior comentou que pensava e deixar a faculdade. A pressão pela qual se passa nessa fase da vida pode dar um bom up na trama familiar de Murtaugh. Gostei também da forma como tudo se resolveu e de como o filho fez a proposta aceitável aos pais.

Um ponto que acho que seria legal é se a vida de Roger fosse um pouco mais conturbada. É sempre o Riggs que está em alguma situação de crise e é sempre o passado dele que é explorado. Não me entendam mal, eu sei que tanto a série quanto os filmes giram em torno do detetive pirado, tanto que em um dos filmes do Mel Gibson se refere às suas mãos como máquinas mortíferas, explicando de forma bem clara o porquê do filme ter esse nome. Mas ainda assim, acho que a série tem espaço para mostrar de forma mais profunda outros personagens e isso deixaria a trama mais interessante.

Por falar em trama, estou apreciando o esforço de Riggs para socializar com Ben, apesar de perceber que ele estava tendo um cuidado excessivo e prejudicial para o garoto. Ainda assim é um bom avanço para o Martin Riggs que conhecemos na temporada passada. Seu envolvimento emocional com Tyson também foi algo digno de nota, uma vez que ele se via no menino e, inclusive, deu oportunidade para que rolasse uma adoção eficaz, fazendo com que Ty fosse morar com um de seus amigos. Achei que haveria alguma consequência pelos atos dos três adolescentes, mas pelo visto, não deu nada.

O pai de Riggs está se aproximando cada vez mais da trama principal da série. Parece que ele é uma pessoa de grandes influências no mundo do crime e possui muitos contatos fora da prisão. Uma coisa que sempre me deixa pasmo é o fato de que quem tem poder, não importa onde esteja, consegue o que quer. Isso é um fator muito explorado no mundo de ficção, mas reflete muito a nossa sociedade atual.

Bom, vamos voltar para a série. Estou bem animado pela continuação dessa trama, está ficando muito mais interessante ver as reações de Riggs com os novos desafios e tenho esperanças de que a vida de Roger será melhor explorada num futuro próximo.

Agora, me diz o que passa na cabeça de um ser humano que quebra o pescoço de um cachorrinho só para chamar a atenção de alguém? Foi crueldade demais, não acham? Mas como é que se pune alguém que já está preso? Espero que Martim descubra.

Até a próxima!

Funny Money

Nota do Episódio - 8.5

8.5

Review do décimo primeiro episódio da segunda temporada da série Lethal Weapon, da Warner Channel, intitulado "Funny Money".

User Rating: Be the first one !

About Albert Moura

Albert Moura
Jornalista e seminarista, além de pai de primeira viagem. Casado com a Ana, mas amante das séries. Atualmente acompanha Outcast, Better Call Saul, American Gods, Lucifer, Gotham, o universo Marvel, Arquivo X e mais algumas, além de também ser um eterno fã de Friends. No Mix, escreve sobre Preacher e Lethal Weapon.