Crítica: Episódio 3×13 de Blindspot traz visita surpreendente

Imagem: NBC/Divulgação

Retorno de Nas agita a trama e levanta mais perguntas.

Voltando de mais uma pausa, Blindspot ainda se mostra interessante. O caso da semana sobre um vírus tecnológico que não poderia cair em mãos erradas foi mais uma oportunidade para ver Rich em ação. É claro que suas ideias não são tão boas assim, e a presença alguns inimigos do nosso hacker dificultou a missão do FBI, mas trouxe uma boa dose de ação.

O ponto alto do episódio foi a presença de Nas. Seu retorno movimentou a trama e plantou a semente da curiosidade para saber o que é o Projeto “Dragonfly” que ela e Zapata trabalham com Keaton na CIA.

Uma coisa é certa, não é nada bom e, assim que essa história estourar, pode custar a amizade de Zapata e seu time. Nas trabalhou com sua antiga equipe no FBI só para roubar deles depois. Essa mulher realmente não é digna de confiança.

Falando em Zapata, ela e Nas estão trabalhando em segredo na CIA e agora é questão de tempo até Zapata ser exposta. O tal código tem relação com a tatuagem da libélula e com certeza é alguma coisa grande. Algo me diz que de alguma forma isso está ligado ou afeta Patterson. Nas se mostrou preocupada com a possibilidade da agente descobrir algo.

O triângulo com Reade e Megan não tem fim. E agora para acrescentar mais drama nessa novela descobrimos que a jornalista está ilegal no país, e Reade está tentando ajudar a namorada. Reade está arriscando tudo por ela, e esse pedido de casamento no final pareceu muito forçado. Não acredito que ele ame Megan de verdade, mas para ele foi mais fácil depois que Zapata saiu do FBI e o rejeitou procurar alguém para se apoiar.

Hank Crawford está ligado a tudo!

Como incrivelmente tudo que acontece precisa estar conectado, Shepherd era patrocinada por Hank Crawford. Não sei o que Martin Gero planeja para essa segunda parte da temporada, mas pelo visto ele está conectando tudo a Crawford.

Jane continua tentando encontrar uma forma de se aproximar da filha. Elas têm muita coisa a resolver, mas Avery parece não querer facilitar as coisas para mãe. Jane no papel de mãe ainda não acertou, mas o final mostrando mãe e filha tomando um café juntas nos dá uma esperança que essa relação pode progredir.

Roman está rodando o mundo. O destino da vez é o Rio de Janeiro. Mas dessa vez teve um papel diferente. Pela primeira vez não estava no controle da situação e teve que observar Blake colocando em pratica sua estratégia.

Ele pode não perceber, mas está de fato apaixonado por Blake e isso pode comprometer seu plano em destruir o pai dela. Outro ponto a se observar é sua hesitação sobre eliminar a equipe do FBI e no pacote sua irmã. Hank deu uma missão a Roman, resta saber se ele vai cumprir ou alertar sua irmã sobre o perigo iminente.

Não poderia finalizar mais um episódio sem movimentar ainda mais a trama. Nas tem informações importantes sobre o falecido pai de Avery, que ao que parece estava muito ligado aos negócios de Crawford. E o sequestro de Blake no final pode ser algo fora dos planos de Roman que ele terá que lidar, ou só mais uma parte de seu jogo?

Até o próximo episódio!

Warning shot

Nota do episódio - 8

8

Review do décimo terceiro episódio da terceira temporada de Blindspot, da NBC, intitulado "Warning shot".

User Rating: Be the first one !

About Yuri Alves

Yuri Alves
Bacharel em Direito, fascinado pelo universo dos heróis e um viciado por séries e filmes. Um escritor a procura de seu espaço. Amante dos livros e da boa música. A série da minha vida, The OC. No Mix, sou responsável pela review das séries, The Defenders, Dynasty, Blinspot, Ozark entre outras. Quando não estou no cinema ou maratonando uma série estou me aventurando na cozinha.