Crítica: A fusão Zane Spector Litt já começa dividida no episódio 8×02 de Suits

Imagem: USA Network/Divulgação

Pobre Louis …

É, meus caros, para quem esperava uma temporada mais calma deve estar questionando o que aconteceu com Suits. A chegada de Samantha Wheeler veio causando sérios conflitos na firma, sobrando até para Louis. É incrível o quanto o personagem é deixado de lado pelos amigos e sócios. Por mais que Louis Litt já tenha nos decepcionado muito, ele é uma parte importante da firma. A forma como Sheila o tratou foi de cortar o coração, mas nada superou o desabafo que ele deu para ela de como se sente excluído pelos sócios.

Eu amei e vibrei com o discurso que ele deu para cima de Harvey e Robert. Louis precisa se impor mais e mostrar que ele não é somente aquele cara que resolverá tudo por você quando você fazer alguma bobagem. Eu já estava vibrando aqui com a possibilidade dele brigar pela gerência da firma, mas confesso que acabei amando mais ainda o personagem quando o magnífico terapeuta explicou (e deu uma lição de moral para Sheila) porquê Louis não quer ser o sócio-gerente.

Só espero que Harvey e Robert não aprontem nada para cima do Louis, pois se não, eles vão se ver comigo e com a ira de Sheila! Aliás, eu amei esse plot dos dois estarem dispostos a tentarem ter um filho. Só que é fã desse seriado sabe o significado das palavras que Sheila disse para seu amado. Estou na torcida para Louis ser papai de gêmeos e dominar a Zane Spector Litt!

E a rainha do seriado continua sendo Donna.

Se Louis viveu um dia de cão, imagina a ruivinha mais querida da TV? Eu ainda estou em choque com a forma que Samatha falou com a Donna. E se antes eu achava que eu não suportava a nova personagem, agora eu tenho certeza. Essa Samantha é uma cobrinha que veio atazanar a vida de Donna, Harvey, Louis e Gretchen. Não vejo a hora de Alex dar uma voadora nela para que tenha o que merece. Mexeu com Donna, mexeu comigo e pode ter certeza que o feeling de Donna nunca erra: Samantha não é nenhum pouco confiável.

Imagem: USA Network/Divulgação

Mas voltando a falar da minha amada ruivinha… Foi impossível não aplaudir a cada ‘tapa’ que ela deu na loira malvada. Sério, Donna praticamente colocou Samatha no seu lugar, mostrando que com ela a nova associada da firma não teria vez. Samantha pode manipular o Robert, tentar bater de frente com Harvey, mas jamais conseguirá derrubar Donna sem que saia machucada na história. Donna é leal e fiel aos seus amigos, coisa que Samantha jamais será para Donna.

Sem mencionar o quanto eu amei a forma como ela e Gretchen se juntaram para descobrir sobre a cobrinha. É claro que Katrina foi a peça fundamental para dar cheque mate ao afirmar que Samantha não é nenhum pouco confiável. Ainda acho que Katrina está meio sumidinha e merecia um destaque maior nessa nova fase do show. Mas, não posso negar o quanto eu amei saber que ela está do lado do team Donna.

Harvey voltando a advogar (ou quase isso).

É claro que eu ainda estou sentindo falta de alguma iniciativa dos roteiristas para rolar Darvey. Porém, já me contento com essa reaproximação dos dois. A amizade deles é algo tão lindo que foi impossível não admirar Donna defendendo seu ex chefe. E ver nesse episódio Harvey voltando a trabalhar com os clientes, e não só gerenciando a firma, foi algo tão positivo, que só me deixou chateada o fato dele não estar ao lado do Mike.

Não que Harvey e a parceira fiel Donna não poderiam dar conta do cliente e da cobrinha da Samantha, mas faltou a interação dele com Mike. Eu confesso que não estou sentindo tanta falta da Rachel, mas do Mike é impossível não sentir. E, enquanto eu estiver sentindo falta do personagem, estarei receosa com essa temporada. Primeiro, porque não fui com a cara da Samantha e, também, porque ver Harvey advogando sem a sua metade da dupla dinâmica é totalmente estranho.

Entretanto, tenho que admitir que Harvey precisava largar a gerência e voltar para os tribunais. O cara é fera e não será uma insuportável como a Samantha que tirará seu o pódio. Além disso, estou na torcida para que Alex acabe com essa loira oxigenada. E quando isso acontecer, estarei de camarote assistindo a derrota dessa personagem sem carisma algum.

Pecking Order

Nota do Episódio - 8

8

Review do segundo episódio da oitava temporada de Suits, da USA Network, intitulado de "Pecking Order".

User Rating: 5 ( 1 votes)

About Gabriella Siggia

Quem eu sou? Eu sou uma em um milhão: escritora nas horas vagas, seriadora de coração, cinemática de plantão e amante da literatura. Divertida, alto astral e bastante bem humorada. Só não achei ainda minha outra pessoa. Ah, música faz parte da minha vida.