Crítica: Importante cliffhanger em 1×09 de New Amsterdam

Max é destaque no episódio final da mid-season. Imagem: NBC/DIvulgação

Chega ao fim a primeira metade da temporada de New Amsterdam

Esse final não poderia deixar de ser repleto de emoções e temas controversos. Por um lado, tivemos a trama de Max assumindo seu real protagonismo; por outro, vimos os coadjuvantes em boas subtramas.

Similarmente ao episódio anterior, “O quanto precisar” foi um episódio centrado nos dilemas de Max quanto ao tratamento do câncer. Em consequência dos fenômenos de “Três pontos”, o protagonista decide adotar uma postura mais arriscada, recusando a quimioterapia e radioterapia e se candidatando a uma terapia alvo.

Em paralelo, ele precisa lidar com um drama pessoal: uma mulher que recebeu o coração de sua irmã deu entrada no hospital em estado grave. Além disso, os demais personagens encaram tramas pessoais bastante interessantes.

Frome lida com a realidade das redes sociais e as discussões sobre gênero

Semelhante ao episódio anterior, coube a Iggy Frome carregar o enredo social de “O quanto precisar“. Desta vez, entretanto, ele lidou com Shay, um jovem transgênero que deseja realizar a cirurgia de confirmação de gênero.

No caso, os pais de Shay consideram o garoto muito jovem para o procedimento, enquanto ele deseja fazer a cirurgia imediatamente. A interação com as redes sociais é um ponto chave na trama, e abordado de forma interessante.

O embaraço sofrido por Frome na interação com Shay permite uma rápida, porém interessante, reflexão sobre o peso das redes sociais na forma como nos comportamos. Além disso, mostra a complexidade das discussões sobre gênero.

A série abordou o tema com o devido cuidado, tentando focar mais no problema das redes sociais. Apesar disso, parece ter cumprido novamente seu papel entregando uma boa atuação de Tyler Labine como o psiquiatra do hospital. O personagem é o mais difícil de ser interpretado, principalmente num contexto de acirramento das posições e de intolerância.

Max entre o coração e a razão

Trocadilhos à parte, o episódio colocou Max em uma posição difícil. Seu desejo em ajudar a receptora do coração de sua irmã expôs a dificuldade do diretor médico em lidar com sua função e seu idealismo. Esse problema ficou bem representado nas interações com o restante da equipe, levando, inclusive, a uma reação mais intempestiva de Max.

Apesar da reação mais extrema, as atitudes de Max mostraram como o personagem chegou ao seu limite. Somado à tensão emocional está a debilitação do corpo devido ao câncer, começando a dar seus sinais.

A série precisará encontrar um meio de gerenciar a trama de Max com muito cuidado. Por um lado, aprofundar o agravamento da doença por tornar pouco crível seu retorno como diretor médico. Por outro lado, a narrativa já estabelecida não permite simplesmente resolver o problema em mais dois episódios.

O que foi anunciado como um dos atrativos da série (diretor médico idealista que sofre de câncer) pode se tornar uma âncora pesada para New Amsterdam.

Também é válido destacar as rápidas participações de Georgia, que havia sumido no episódio anterior. Outra participação pontual foi a de Dora, em uma discussão entre Max e Helen.

E o cliffhanger…

Minha reação foi similar à cena em si. Imagem: NBC/DIvulgação

Ao fim do episódio, tudo caminhava para mais um final pacífico e esperançoso, como em todos até então. Entretanto, a cena final deixou um bom cliffhanger para o retorno da série em janeiro.

Max e Georgia vão ao lago para um piquenique, uma tentativa de fugir um pouco do caos de New Amsterdam. Enquanto isso, alguma reação neoplásica acomete Max, que desaba na ponte, fechando o episódio em um plano aberto palpitante.

É provável que, de agora em diante, a maior parte do episódios lidem com Max em tratamento. A expectativa está no agravamento da situação, e em como isso afetará os demais personagens. Como havia comentado no terceiro episódio, Max pedia ao reitor Fulton dois meses para colocar a casa em ordem, o que sugeriria uma virada na maré boa na mid-season finale.

Bem, isso aconteceu. Vejamos agora qual será o destino de Max e da equipe de New Amsterdam no restante da temporada. A série retornará no dia 08 de janeiro, e estaremos aqui acompanhando tudo!

O quanto precisar

Nota do episódio - 10

10

Review do nono episódio de New Amsterdam, da NBC, intitulado "O quanto precisar".

User Rating: Be the first one !

About Luiz Alves

Luiz Alves
Historiador, fã de histórias em quadrinhos e jogador de RPG de longa data. Tem interesse por séries de suspense, como Hannibal, The Killing, Luther etc., de fantasia, como Penny Dreadful; e de todas as séries baseadas em HQs.