Crítica: Lucifer retorna sem muito a oferecer no episódio 3×11

Imagem: FOX/Divulgação

Depois de algumas semanas sem episódios, voltamos com “City of Angels?“. E cá entre nós, que episódio descartável, não acharam? Sabemos que esse episódio foi um dos que ficaram perdidos na temporada passada, mas gente, não precisava disso.

Já nos acostumamos com o fato do plot principal estar em segundo lugar nessa temporada, o que não faz sentido nenhum e não ajuda em nada, mas acredito que todos esperávamos mais da chegada do Diabo na Terra. Depois dessas semanas, o momento para encaixar esse flashback não poderia ser pior.

Lucifer já havia vindo pra Terra antes, mas foi levado de volta pelo irmão, só que dessa vez ele não planejava voltar mesmo. Descobrimos que Amenadiel já era chato naquela época, pra ser sincera não me agradou muito o foco todo nele, quis dormir em várias partes, não sei vocês. O Dan também não ficou atrás e mostrou que era um saco desde sempre. Chloe fez o mais certo ao se separar dele, afinal nem querer que a mulher evoluísse na carreira, ele queria muito.

Não preciso nem comentar quão aleatório foi o caso da semana, só serviu mesmo para vermos a luta do Amenadiel com Luci, e não sei, mas me pareceu que era o anjo quem ia levar a melhor, não acharam? Mas claro que ele não ia até o fim daquilo e acabou desistindo.

O que vimos foi que Chloe já exercia sua força sobre Luci, mesmo quando eles ainda não se conheciam, o que foi por pouco não é mesmo? Acredito que eles se cruzaram outras vezes antes de realmente serem os parceiros que amamos tanto hoje em dia.

Conhecemos a Maze rainha, desde o início: ela descobrindo o sexo foi impagável gente, socorro! É fácil vermos como a personagem domina facilmente a cena. Tomara que no retorno ela já apareça normalmente, por que não sei mais lidar com a falta que ela faz.

No fim da história, Luci puniu o treinador por matar seu pupilo, Chloe aparentemente ganhou destaque e Amenadiel recuperou o colar, mas perdeu no acordo e teve que deixar o irmão viver a vida que ele escolheu. Posso dizer com certeza, que a cena de Luci encontrando a Lux e cortando suas asas valeu por todo o episódio.

Nós já sabemos que Luci mantém uma relação estrita com o Pai, mas isso se deve diretamente ao fato de ter sido expulso, afinal, ele faz de tudo para se manter o mais longe possível de Deus e vêm tentando loucamente mostrar que não é digno de ser anjo novamente.

Em suma, o episódio não acrescentou muita coisa, mas nos deu uma visão diferente do primeiro momento de contato dos personagens, porém a gente bem que preferia a continuação do episódio anterior, eu quero ver o Caim, pelo amor de deus!!!

Nota: Eu não preciso nem comentar sobre o Amenadiel na roupa de pintor pornô e a atriz tentando procurar o colar dentro do shorts dele, eu não sei lidar com isso não produção!!

Nota 2: Alguém cancela a Charlotte com aquele cabelo, nem o Pai salva.

A série tem mais uma pausa de 3 semanas e depois, retorna com a continuação da história de Caim. O que vocês estão esperando? Se Deus é contra o primeiro assassino da face da terra, será que o Diabo poderá ajudá-lo? Confiram a promo aqui e nos encontramos na próxima review, até lá!

City of Angels?

Nota do Episódio - 8.5

8.5

Review do décimo primeiro episódio da terceira temporada de Lucifer, da FOX, intitulado "City of Angels?",

User Rating: Be the first one !

Comments

comments

About Gabriela Scampini

Paulista, estudante de Direito e geminiana. Apaixonada por livros e séries, mesmo sem ter tempo pra nenhum dos dois. No Mix, escreve a coluna #MixAudiência, além das reviews de American Crime Story, Black Mirror, Chicago Fire e The 100.