Crítica: Entre sexo e aquecimento global, o que será que o 4×19 de Madam Secretary preferiu?

Madam Secretary Thin Ice
Imagem: CBS/Divulgação

Será que acertaram dessa vez?

Após perder uma oportunidade dourada em mostrar seus conhecimentos sobre a situação penosa da América Latina, Madam Secretary volta com uma missão simples: redimir-se. O problema é que o objetivo foi parcialmente atingido em virtude de uns buracos bobos que persistem. Entretanto, é importante ressaltar que o elenco de coadjuvantes voltou a ganhar evidencia e Henry ganhou destaque numa narrativa interessantíssima. E não podemos esquecer do mais importante: a conversa de sexo com Jason mostrou-se inevitável. Sera que estamos prontos? Seja como qual for a sua disposição, preciso perguntar: vamos falar de sexo?

Madam Secretary Thin Ice
Imagem: CBS/Divulgação

Escalada para atender uma conferência do clima no Polo Norte em Toronto, a Secretária McCord aproveitar para levar Henry e sua nova namoradinha. O problema é que mostra mais difícil que Elizabeth esperava. Isso porque todos os países querem resolver o problema sem precisar ceder nada. Do lado de fora do encontro, um grupo de ambientalistas protesta até que uma bomba explode. E claro, a Rússia é a responsável pois qualquer modificação na forma de explorar a região vai contra os interesses do país. O caos causado pela detonação faz com que o segredo de Henry seja descoberto da forma mais embaraçosa possível.

Com os clichês evidentes, a proposta é até bem interessante. Quando fala-se sobre aquecimento global olha-se para as geleiras no intuito de mostrar o estado preocupante que elas estão. Confesso que é a primeira vez que vejo a exploração econômica do Polo Norte ser pautada ao mesmo tempo que discute-se o futuro do planeta. Pode parecer ignorância da minha parte, mas como disse noutra resenha, assisto Madam Secretary para aprender. E aqui estamos. Todavia, continuo preocupado com a displicência do roteiro quanto a verossimilhança. Como que eles podem discutir energia sem qualquer participação do Secretário de Energia?

Mais atenção, por favor!

Pode parecer um detalhe. Mas não é a primeira vez que essa série deixa de lado o fator realidade em detrimento de uma história mais saborosa e menos inteligente. Em tempos de “fatos alternativos” e de um noticiário que se reveza analisando até os erros ortográficos do presidente no Twitter (sim, são muitos), é importante que o telespectador seja bem informado por aquilo que está assistindo. É importante seja ressaltado a importância do Secretário de Energia. Da mesma forma que é necessária a presença do representante de comércio quando fala-se de sanções e novos acordos comerciais. Sei que quem assiste essa série às 22 horas de um domingo não é um espectador qualquer, mas fatos sempre foram e sempre serão importantes.

Quanto a Henry confesso que me vi mais interessado na sua problemática do que na principal. Preocupado com uma queda (no sentido) figurado de um dos seus alunos. Ele busca a raiz do problema e temos a oportunidade de acompanhar uma proposta delicada e sensível de um veterano de guerra. É claro que não entrarei em detalhes uma vez que a descoberta faz parte da qualidade da cena, mas posso adiantar que a performance de Sam Underwood (Fear The Walking Dead) é comovente e nos lembra histórias de soldados continuam sendo mal aproveitadas na televisão. Estou brincando? Sniper Americano fez impressionantes meio bilhão de dólares de bilheteria em 2014.

Em relação a Jason, posso dizer que não entendi muito bem o porquê decidiram falar sobre sexo num episódio tão movimentado quanto esse. Qual o propósito? Alívio cômico? Sério mesmo? Se esse era o objetivo, acredito que uma piada do ministro chinês, o sempre ótimo Francis Jue, seria mais adequada. 

Thin Ice

Nota do Episódio - 8

8

Review do décimo nono episódio da quarta temporada de Madam Secretary, da CBS, intitulado "Thin Ice".

User Rating: Be the first one !

About Bernardo Vieira

Catarinense e estudante de direito. Escrevo sobre entretenimento desde 2010, mas comecei com política internacional depois da campanha americana de 2016. Adoro uma premiação e um debate político, mas sempre estou lendo ou assistindo algo interessante. Quer saber mais? Me pague um café e vamos conversar.