Programa na Netflix: Mais conversa do que show no retorno de David Letterman à TV

Imagem: Netflix/Divulgação

Quando um apresentador de um talk show da televisão americana se aposenta, ele opera da mesma maneira que um ex-presidente – vai para as sombras, respeita e não comenta o trabalho ou desempenho do seu sucessor, mas atende o chamado do telespectador (ou do eleitor) quando é necessário. Jay Leno foi trazido de volta para ajudar Jimmy Fallon a terminar um especial em Orlando no The Tonight Show, assim como Barack Obama e George W. Bush ressurgiram, na mesma semana, para denunciar a agenda protecionista e retrógrada de Donald Trump.

Imagem: Netflix/Divulgação

Entretanto, o que dizer quando dois “exs” se juntam para o lançamento de um novo talk show? Esse é o resultado do primeiro episódio de My Next Guest Needs No Introduction, já disponível na Netflix, onde David Letterman recebe Barack Obama para uma conversa de quase sessenta minutos de duração para falar sobre o que esperar do futuro, família, o que um ex-presidente faz no seu primeiro dia “em férias” e quais foram suas maiores inspirações de vida para se tornar o primeiro comandante-chefe negro dos Estados Unidos.

Pode parecer revolucionária a ideia de My Next Guest em tempos de polarização, rapidez e pouquíssimo conteúdo, mas um dos grandes méritos desse novo programa é que ele desafia o que se faz hoje em todos os canais que oferece tal formato para os telespectadores e traz mais talk ao invés de show. David Latterman ressurge num momento da vida que ele não precisa de celebridades desnecessárias ou de atrações musicais para ganhar audiência e impressionar os executivos do canal, ele quer conversar, aprender e mostrar ao assinante que por trás de um grande homem ou de uma grande mulher, há uma grande história de vida a ser contada.

É claro que podemos (e devemos) discordar de certos assuntos que foram falados durante a entrevista, como no momento na qual Obama cutuca a Fox News pelo desserviço que fazem ao povo americano. Ao mesmo tempo que o ex-presidente tem razão de falar de alguns segmentos, como Tucker Carlson, Sean Hannity e Laura Ingraham há nomes na emissora que merece respeito como Bret Baier, Shep Smith e Bill Hemmer. Talvez um dos piores momentos de Barack na presidência foi o momento quando seu porta voz decidiu que a emissora não era “uma organização de notícias“.

Apesar dessa contínua falta de consciência em diferenciar programação com opinião daquela que apenas reporta notícias, Barack Obama é um alento num momento que o mundo busca por figuras para liderar e inspirar. Um dos melhores momentos dos programa é quando David Latterman entrevista o Deputado Federal John Lewis (D-Georgia), um dos líderes do movimento do direitos civis da década de 196o que marchou ao lado de Martin Luther King Jr. no icônico “domingo sangrento” de Selma para Montgomery. Temos uma aula de cidadania, de história e a lembrança de que todo progresso que o mundo já viu foi fruto de discórdia, de tensão e de luta por pessoas que levantaram-se e disseram “não mais”.

My Next Guest retorna no próximo episódio com George Clooney. Um homem fascinante que certamente possui muitas histórias de vida para contar, mas que talvez não seja tão impressionante como a conversa com o Sr. Obama. De qualquer maneira, o retorno de Latterman é um sopro de novidade, frescor e temperança num mercado cujo lema é quem detona Donald Trump com mais força, da TBS para HBO passando pela CBS até chegar no Comedy Central. Conversar nunca foi um ato tão revolucionário, quem diria.

It's a Whole New Ball Game Now

Nota do Episódio - 10

10

Review do primeiro episódio da primeira temporada de "My Next Guest Needs No Introduction with David Letterman", da Netflix, intitulado "It's a Whole New Ball Game Now".

User Rating: Be the first one !

About Bernardo Vieira

Catarinense e estudante de direito. Escrevo sobre entretenimento desde 2010, mas comecei com política internacional depois da campanha americana de 2016. Adoro uma premiação e um debate político, mas sempre estou lendo ou assistindo algo interessante. Quer saber mais? Me pague um café e vamos conversar.