Crítica: Os Karevs retornam com tudo ao trabalho no 15×03 de Grey’s Anatomy

Imagem: ABC/Divulgação

Se um Karev já incomoda muita gente, imagina dois?

Com bom humor e bastante atrapalhadas, Alex e Jo Karev retornam ao trabalho prontos para deixar o hospital mais agitado de Seattle de pernas para o ar. Não sei vocês, mas eu ri muito com Alex sendo o chefe interino. Bailey deve ter se arrependido de oferecer a carga para ele, pois o rapaz veio com tudo e pronto para destronar a ex Nazie.

Jo também não ficou muito atrás. Sua nova função no hospital ainda não causou o que ela tanto esperava, mas não a culpo, afinal, esse foi o episódio em que Alex Karev brilhou! Por mais que eu tenha amado o fato dela ter adotado o sobrenome do marido, eu ri muito com as cenas dela com Bailey e me emocionei quando Jo disse que sentia saudades de trabalhar com Mer.

Jo e Alex formam um casal que pouco me convenceu durante o tempo em que ficaram juntos nessa enrolação de chove ou não molha, mas que, agora, estão me conquistando. Aliás, Alex Karev me representa desde sempre. Ele ter gastado todo o orçamento no primeiro dia de promoção é tão eu quando recebo meu salário e acabo com ele em cinco minutos. Em apenas um dia, Karev deu uma bronca no Richard, demitiu o chato do Roy e gastou toda a grana do mês. Imagina o que ele vai aprontar no segundo dia?

Richard é bipolar?

Enquanto o mais novo Chief virava o hospital de ponta cabeça, o antigo e mais amado do Brasil, Richard Webber dava uma de velho gagá. Sem querer ofender ninguém, mas Richard parecia mais um bêbado lunático do que aquele velho Richar Webber conselheiro e amigão para todas as horas nesse episódio. Se era para causar, era melhor ter deixado o Richard de castigo do que vê-lo acusando o paciente.

Realmente, esse Richard que vimos não é o mesmo que deu forças e incentivou seus alunos a lutarem pelo que querem. Uma pena, pois eu não curti muito as atitudes dele nesse episódio. Tudo bem que Karev se sentiu o dono do hospital, mas Richard deveria ter dado um dos seus sábios conselhos a ele ao invés de vir com tanto sermão.

O sumiço de Jackson

Jackson sumiu e eu pergunto: o quanto isso é importante? Ultimamente, Jackson Avery estava agindo como um idiota e poucas vezes tomou uma decisão certeira. A saída de April do seriado foi o estopim para percebermos que ele deixou de ser um personagem com grande potencial para virar um boboca inseguro.

O romance dele com Maggie não desce e a sua saída, definitiva ou não, pouco afetará o rumo do seriado. Afinal, com ele ou não, os médicos continuarão investindo pesado em salvar seus pacientes enquanto que lutam para sobreviverem com seus dramas pessoais. Não acho que ele tenha sumido porque queria dizer adeus à medicina. Apenas acredito que ele saiu para se reencontrar, como se tivesse ido a um retiro espiritual.

Maggie e Jackson são completamente diferentes um do outro e não têm química alguma como casal. Os fãs não conseguem engolir essa união e, por isso, eu pergunto: para quê investir nos dois, se exitem outros casais ou potenciais casais com mais química e carisma que eles? A resposta é bem simples: o seriado está muito tempo no ar e tem medo de se renovar. A maior prova disso foi a saída de Derek Sherpherd. Muitos fãs se revoltaram com a ousadia dos roteiristas em tirarem o protagonista da trama e outro embate forte poderá causar a morte definitiva de Grey’s Anatomy.

Seguindo em frente…

E é exatamente por isso que Meredith Grey ainda não conseguiu seguir em frente. Por mais que Nathan Riggs tenha a ajudado a superar um pouco a perda do seu grande amor, ele não foi capaz de trazer o feliz para sempre para a protagonista. Não acho que Mer precise de um homem para ter seu conto de fadas, mas reconheço que no mundo em que vivemos a falta de um par perfeito para a protagonista é algo muito grave.

Estamos acostumados a assistir grandes histórias de amor todos os dias. A mocinha e mocinho que lutam contra vilões para, enfim, terem o seu feliz para sempre. Acontece que isso nem sempre dá certo na vida real. Ao ver uma Meredith Grey guerreira com três filhos e lutando por um espaço na medicina e, consequentemente, o seu reconhecimento profissional, me dá um orgulho por Grey’s Anatomy ultrapassar a barreira de que o casamento é a resposta para tudo, inclusive, para viver o feliz para sempre.

É claro que existe uma esperança em ver minha personagem tão amada podendo encontrar o amor novamente e, atualmente, o DeLuca vem se mostrando uma grande surpresa para ocupar esse lugar. O problema é que Meredith é o sol do seriado e se for para rolar algo com DeLuca ou com qualquer outra pessoa, essa pessoa deve ser única assim como ela.

Se for para termos uma nova versão do romance Omelia é melhor nem investirem nisso. Aliás, Owen e Amelia está sendo tão difícil de engolir que nem quero ver como ficarão os dois quando descobrirem que Teddy está grávida. Esta novela mexicana já deu o que tinha que dar. Não aguento mais ver os roteiristas insistindo num triângulo amoroso destinado à ruína.

Gut Feeling

Nota do Episódio - 8.5

8.5

Review do terceiro episódio da décima quinta temporada de Grey's Anatomy, da ABC, intitulado de "Gut Feeling".

User Rating: 3.7 ( 1 votes)

About Gabriella Siggia

Quem eu sou? Eu sou uma em um milhão: escritora nas horas vagas, seriadora de coração, cinemática de plantão e amante da literatura. Divertida, alto astral e bastante bem humorada. Só não achei ainda minha outra pessoa. Ah, música faz parte da minha vida.