Crítica: Pose fecha primeira temporada deixando sua marca

Imagem: Divulgação/EW

Nada será como antes!

Terminei minha crítica dos episódios inciais de Pose (leia aqui) falando que, na série, o marginalizado tinha voz. Isso se confirmou durante a temporada toda e, acredito eu, que o impacto causado pelo protagonismo dos “excluídos” rompeu barreiras televisivas e acabou tocando muito mais que os telespectadores do show.

O que vimos na primeira temporada foi uma amostra do que a sociedade acaba impondo aos “diferentes”, as escolhas que essa parcela da população precisa tomar para sobreviver e ter alguma chance de sonhar com o futuro. A série serviu como um sinal de alerta e como porta-voz falando em nome dos que não são ouvidos.

Sobre a história, tivemos surpresas…

Quem diria que uma temporada que começou com casas, mães, lados e objetivos bem definidos sofreria certas reviravoltas como vimos nos episódios finais? Não quero entregar para vocês uma bandeja com tudo que aconteceu, mas não vou me conter em compartilhar algumas coisinhas. Por isso: CUIDADO: CONTÉM SPOILERS!

Continua após a publicidade

Lá no começo da temporada, vemos a saída de Blanca da casa Abundance e o nascimento da casa Evangelista. Com sua simpatia e amor por seus filhos, Blanca foi avançando a cada episódio conquistando a simpatia de todos e fortalecendo os vínculos com seus filhos e amigos, exatamente do lado oposto, Elektra Abundance só fez brigar e afastar todos (os poucos) que estavam do seu lado. Seu perfil egoísta e orgulhoso conseguiu deixa-la sozinha até em um dos momentos mais difíceis da sua vida, sua cirurgia genital. Cirurgia essa que lhe afastou mais uma pessoa, sua paixão e também o homem que bancava sua vida de luxos. Elektra tendo que recorrer à vida noturna para ganhar dinheiro era algo que eu não imaginava ver.

Imagem: FX/Divulgação

Parece que o jogo virou, não é mesmo?

Aí que eu me refiro quando falo de reviravoltas inesperadas. Eu, e talvez muitos de vocês, imaginavam que Elektra iria, eventualmente, precisar de alguma ajuda de Blanca. Até porque Pose, apesar de tudo, é uma série de ficção e todos nós sabemos que esse tipo de coisa acontece. O que não imaginávamos, senhoras e senhores, é que a ajuda seria nessa escala que foi.

Elektra Abundance, SOZINHA, precisando da ajuda de Blanca por não ter onde morar. Admito que não achei que o tombo seria tão grande. Nossas duas protagonistas se ajudando. Blanca sendo praticamente mãe de Elektra e a ajudando a arrumar emprego, e nossa vilã preferida ajudando a mother Evangelista no baile, detonando suas antigas filhas, trazendo mais membros para a casa de Blanca e sendo chamada de ELEKTRA EVANGELISTA foram acontecimentos simplesmente INSANOS.

Superações de várias formas.

Não foi só Elektra que teve seu momento de superação na série, podemos ver também toda a jornada de Pray Tell desde que descobriu ser soropositivo, passando ela perda de seu namorado, até chegar no nível de se permitir ter outro relacionamento amoroso novamente.

Ricky e Damon também demonstraram muita maturidade para saberem escolher suas prioridades e perceberem que podem ir atrás dos seus sonhos e ainda assim continuarem mantendo seu relacionamento, mesmo que à distância.

Angel também teve sua vez de mostrar que cresceu e, mais do que isso, sabe muito bem o que quer da vida e sabe também suas responsabilidades. Stan resolve largar mão de tudo e ir atrás de Angel para que comecem sua vida juntos e é aí que sentimos o impacto junto com ele, quando nossa amada sonhadora responde um simples “NÃO”. O que vem à seguir é ainda melhor “o que eu quero, mudou”. Sim, nossa menina cresceu e agora sabe se impor e mostrar o que quer (e o que não quer). Mais uma vez a série nos trazendo todas as reflexões sobre escolhas, se permitir e mudança de conceitos.

Estamos órfãos… por um tempo.

A primeira temporada de Pose teve 8 episódios que passaram muito rápido e nos deixaram com gostinho de quero mais. Vamos ficar órfãos um tempo, sem mothers, sem sisters e nem brothers.

Continua após a publicidade

Mas nem tudo está perdido. Pose já tem uma 2ª temporada confirmada. É esperada para algum momento de 2019.

No Brasil, a série estreia agora no segundo semestre de 2018 pela Fox Premium. Uma chance de assistir ou rever toda essa jornada poderosa e glamorosa pela comunidade LGBTQ+ dos anos 80.

Leia mais: Pose, nova série de Ryan Murphy, é renovada para segunda temporada

Parte final da primeira temporada de POSE

Nota dos episódios - 9.5

9.5

Review da parte final da primeira temporada de POSE, criada por Ryan Murphy, do FX.

User Rating: Be the first one !

About Maique Backes

Maique Backes
Publicitário amante de Filmes, Séries, Música e Comida.