Crítica: Riverdale inicia próximo capítulo na vida de Archie e Jughead

Imagem: CW/Divulgação

Mesmo com um episódio longo e cansativo, Riverdale trouxe algumas informações relevantes

Enquanto Veronica arrisca tudo para salvar Archie – devemos pontuar o quão louco foi, ou vamos pular, já que estamos falando de Riverdale? A princípio, imaginávamos que tudo daria certo na vida de Archie, já que ele estaria livre. Entretanto, o mocinho decide deixar a cidade para trás. Com o intuito de fugir de Hiram, a ideia até que parece legal. Contudo, quando foi que ele resolveu algo sozinho, sem a ajuda dos amigos? Nunca. Após cairmos em si, vemos o quão sem noção é essa atitude.

Dessa maneira, a despedida do casal, ao final do episódio, era para ter sido emocionante. Mas não foi. KJ Apa não funcionou naquele momento. Não que o problema seja o ator, mas os roteiristas da série insistem em estragar o personagem, mesmo quando ele poderia entregar algo legal – lágrimas e tristeza. É provável que esse não será o fim do casal, a temporada está só no começo. Todavia não poderia ter vindo em uma hora melhor: Momento para vermos Veronica trilhar o próprio caminho.

G&G e o clube da meia noite

Logo após diversas descobertas de Jughead, ao longo do episódio, o show nos leva a quem? Hiram Lodge por trás de tudo. Calma, essa é apenas a teoria de Jug – e espero que não seja. Cansei de ver Mrs. Lodge por trás de tudo, está na hora de termos outro alguém tão poderoso a ponto de estar por trás de um jogo tão sombrio.

Ainda sobre G&G, as novas informações parecem não encaixar com nada já visto. Fomos levado, por Penelope Blossom, a acreditar que Daryl Doylie estava por trás do incidente que resultou na morte do diretor do colégio no passado. Entretanto, nós – e também a Beth, sabemos que nada faz sentido.

Imagem: CW/Divulgação

Mesmo que Beth tente ir atrás de informações sobre o jogo e diga desesperadamente que é apenas para salvar os seus filhos, os adultos parecem não ligar. Mesmo que eles enxerguem os padrões e fatos ocorridos, o pacto criado a tempos parece não quebrar. O que mais aconteceu que assusta tanto a eles que não foi dito?

Agora Betty está no convento das irmãs – o que Alice tinha na cabeça ao enviar a filha para aquele lugar? Nada mais parece fazer sentido, se é que um dia fez. Quando vemos o legista dizendo que a morte de Daryl foi homicídio, parece que cada um do grupo tem um pouco de culpa. Penelope por conta da planta que resultou da morte, e também temos Alice que, aparentemente, encobriu a morte na sua matéria para o jornal.

A esse ponto da temporada, não entendi ainda se G&G é apenas um carinha brincando de ser uma criatura mística, ou se teremos algo mais sobrenatural.

Confira a promo do próximo episodio:

 

About Letícia Garcia

Paulista, porém mora na Carolina do Norte. Jornalista e apaixonada por séries e futebol. Grey's Anatomy é a série da vida, mas também é fã de Spartacus, Supernatural, Vikings e Friends. No Mix de Séries escreve as reviews de Vikings, Prison Break, 13 Reasons Why e Riverdale.