Crítica: Super Donna salvando o episódio 8×10 de Suits

Imagem: USA Network/Divulgação

A verdadeira dona da história

Donna Paulsen eu decidi te venerar. Sério, o que esta ruivinha é capaz de fazer numa firma como a Zane Spector Litt é impressionante. Ela é a verdadeira cabeça por trás daqueles homens de terno. Se Harvey não tomar cuidado, Donna logo logo estará dominando o mundo. Isto é se ela não conseguir virar Presidente dos EUA.

A ideia genial de dar o nome na parede para os dois patetas, digo, para Alex e Samantha foi o ponto alto de episódio. Entretanto, o que me deixou de queixo caído foi o que ela falou para Louis: que era a hora dele ser o sócio gerente. Ainda bem que Louis percebeu que o seu momento chegou e isso poderá dar um novo gás em Suits.

Sonhos se realizam sim!

Eu nunca pensei que iria me emocionar com Louis Litt algum dia e isso aconteceu. Meu Deus! Foi tão lindo de se ver quando Sheila contou que estava grávida que eu só gritava aqui de felicidade. Desde quando Louis passou a ser merecedor da minha felicidade? Talvez desde o momento em que ele amadureceu.

Sério, esse bebê (ou bebês) veio no momento certo. Junto com a promoção dele, a outra metade da temporada tem tudo para ser mais interessante, afinal, ninguém mais aguentava esse mi mi mi sem fim sobre quem receberia o nome da parede. Só eu estou mega ansiosa com Louis trocando fraldas e descontando suas noites mal dormidas nos associados?

Até quando seremos obrigados a viver sem Darvey?

Um coisa que essa temporada me ensinou é que não dá mais para engolir a enrolação dos roteiristas em unir Darvey. Não dá para acender a chama com a possibilidade deste casal e apagá-la como se nada fosse. A cena final mostrou muito bem que os dois ainda têm aquele feeling.

Acredito que os roteiristas estão brincando com os fãs e se não juntarem logo Darvey, poderão perder mais ainda a audiência do seriado. Sim, se não bastasse a saída de Mike e Rachel, esta temporada tinha tudo para ser inesquecível e foi se tornando uma monotonia sem fim. Samatha não colou e Alex se transformou num cara mala.

Se não fosse Katrina, Louis e Donna, Suits afundaria no fracasso. É claro que adorei rever Harvey de volta aos tribunais, mas ele se transformou num babaca nesses últimos episódios. A falta de Mike afetou sim sua vida e todo o processo da junção da firma foi exaustivo. Nem Robert Zane foi capaz de amenizar as coisas. Aliás, o único saldo positivo do papai da Rachel foi ganhar a sala que um dia foi da Jessica!

Managing Partner

Nota do Episódio - 9

9

Review do décimo episódio da oitava temporada de Suits, da USA Network, intitulado de "Managing Partner".

User Rating: Be the first one !

About Gabriella Siggia

Quem eu sou? Eu sou uma em um milhão: escritora nas horas vagas, seriadora de coração, cinemática de plantão e amante da literatura. Divertida, alto astral e bastante bem humorada. Só não achei ainda minha outra pessoa. Ah, música faz parte da minha vida.