Crítica: Mais um Ação de Graças nada convencional no 4×06 de Supergirl

supergirl 4x06
Imagem: The CW/Divulgação

É Ação de Graças em Supergirl

Na semana passada aconteceu uma das datas mais tradicionais nos Estados Unidos, o dia de Ação de Graças. Como de costume, Supergirl proporcionou um episódio com a temática. Quem acompanha a série, sabe perfeitamente que a data nunca é tão amistosa assim. O que é pra agradecer e unir, acaba se tornando um verdadeiro Casos de Família, faltando apenas Christina Rocha intermediando tudo.

Esse ano as surpresas ficaram pelas participações de Brainy e Nia no jantar. Aliás, estou amando cada vez mais a dinâmica da dupla, e meu shipp alert está prestes a explodir aqui. Entretanto nem tudo são flores, pois também teve a presença de Manchester Black. Tipo, oi? O cara chega agora, e já quer se envolver na casa dos Danvers? Sem contar que, tosco define o embuste também. Ele falando de Alex para a própria mãe dela foi algo totalmente desnecessário, que não tinha o porquê de terem colocado no roteiro.

Como era de se esperar, a paz reinou pouco tempo. Com os acontecimentos que vêm agitando National City, era impossível ter um jantar pacífico. Aliás, será que teremos isso algum dia em Supergirl? Sinceramente, não sei. Entretanto, tivemos algo do tipo na família de Ben. Esse modelo da família tradicional, típico comercial de margarina não rolou. A cena dele com a família me deu nojo, única e exclusivamente por causa dele.

Um encontro daqueles

Um dos pontos desse episódio foi, sem dúvidas, o primeiro encontro dos grandes rivais. Kara realizou uma entrevista com Ben, que obviamente não sairia boa coisa ali. O clima ficou tenso entre eles, e foi nítido como a antipatia um pelo outro foi instantâneo. Vale lembrar que ambos não sabem dos respectivos alter egos, porque quando isso acontecer… vixi!

Manchester Black é confiável?

Imagem: The CW/Divulgação

Manchester Black está em busca, única e exclusivamente de vingança. Apesar de sua presença inconveniente e desnecessária no jantar de Ação de Graças, ele vem ganhando espaço na série. Como disse na review em que falei da primeira aparição do personagem, ele terá papel fundamental nessa temporada. Entretanto, não será na reta final, como disse anteriormente, e sim mais breve que imaginamos.

Observando seus passos por aqui, tenho a certeza que ele vai proporcionar uma verdadeira guerra entre os humanos radicais e os alienígenas. Seu modo nada convencional de fazer justiça colocará os demais seres em risco, gerando a fúria dos seguidores do Agente da Liberdade, e inclusive do próprio vilão. A parceria dele com Supergirl será interessante, mas vai atrapalhá-la, obviamente.

Pisa mais, Alex

Coronel Haley continua impondo um autoritarismo sem fim no DEO, e isso me incomodou mais que no episódio passado. Apesar disso, ainda tenho esperança que ela vai mudar sua concepção, e poderemos, quem sabe, ter uma importante aliada. No começo da série eu detestava J’onn, mas com a convivência com nossa heroína, ele foi mudando. Espero e torço para que ocorra o mesmo a ela, ainda mais com as sambadas de Alex.

Eu estou amando a evolução que ela teve, de forma súbita. O coitadismo nos primeiros episódio estava me incomodando, e agora ela é líder que não se intimida. E por conta desse jeito, talvez ela possa conquistar a Coronel, fazendo-a ter uma visão mais maleável, ou ferrar com tudo de uma vez.

Toma cuidado, James

James decidiu passar por cima de tudo e todos, se infiltrando aos seguidores do Agente da Liberdade. Primeiramente achei que isso seria um cartada de mestre, mas depois foi visto que as coisas não saíram tão bem assim. No final do episódio ele foi capturado pelo grupo extremista, e finalmente no próximo episódio ele ficará cara a cara com vilão. Qual será sua carta na manga? Será que ele tem alguma?

PS: Lena você pode fazer uma viagem por tempo indeterminado, pois sua chatice nessa temporada está insuportável!!!

PS 2: Nia tentando driblar Eliza me incomodou profundamente. Qual será o seu grande segredo? Com certeza não é apenas o fato dela ser transgênero.

Call To Action

Nota do Episódio - 8.5

8.5

Review do sexto episódio da quarta temporada de Supergirl, da The CW, intitulado "Call To Action".

User Rating: Be the first one !

About Eduardo Nogueira

Eduardo Nogueira
Administrador apaixonado por séries e música, sou fã assumido de Friends, e tenho guilty pleasure pelas séries da CW. No Mix sou editor de reality show, cobrindo atrações do gênero como as franquias The X Factor , The Voice, American Idol, entre outros. Faço também reviews das séries Mom, Supergirl, The Good Place, Scream, Fuller House e da brazuca A Garota da Moto. Além disso, deixo vocês sempre atualizados com as nossas Bolhas de Cancelamento, e também escrevo as colunas de Elenco e Teu Passado Te Condena. No tempo que me sobra faço um café para as visitas, rs. Ufa!