Crítica: The Fosters criticou novamente a política de imigração americana no 5×17

Imagem: Divulgação/Freeform

The Fosters sempre trouxe à tona assuntos delicados e do momento. O foco da quinta temporada foram as leis de imigração dos Estados Unidos. Essa trama trouxe as personagens Ximena e Poppy, filhas de imigrantes ilegais. Durante toda a história tivemos manifestações, busca de refúgio na igreja, luta pela renovação do DACA de Ximena, prisões e muito drama e tristeza. Neste último episódio, essa história veio ao fim. Foi decidido que os pais de Ximena e Poppy vão ser deportados. Estamos tão acostumados com finais felizes que isso pode ter sido um choque. Mas, vindo de uma série como The Fosters, vejo isso como uma crítica. Afinal, muitas famílias estão sendo separadas com o atual cenário político americano.

Nossos Adams-Foster Estão Amadurecendo.

Um tempo atrás, eu comentei que achava estranho como Brandon tinha perdido seu rumo em The Fosters. Parece que não fui a única com essa opinião. Grace começou a questionar Brandon sobre seu futuro agora que a doença dela não era mais um empecilho. Com um empurrãozinho de Grace e um pedido de ajuda de Callie, Brandon acabou descobrindo o que quer fazer da vida. Achei linda forma como ele chegou a conclusão de que a sua música pode sim tocar a vida das pessoas.

Outra pessoa que parece ter descoberto o que fazer da vida é Callie. Sim, ela desistiu de continuar tentando uma graduação em Artes e decidiu tentar Direito! Nesse episódio de The Fosters, vimos uma nova Callie. Ela foi uma das personagens que mais mudou durante a série, daí o nome do episódio. Dado o seu passado e suas atitudes, sempre soubemos que ela acabaria tendo uma carreira na qual pudesse ajudar os outros. Esse episódio nos mostrou uma Callie cheia de argumentos e bem mais madura do que aquela menina que fugiu com um traficante para tentar ajudar Diamond. Parece que Callie percebeu que palavras também são capazes de ajudar ao próximo e sem colocá-la em risco de vida.

Por outro lado, o nome do episódio também pode ser interpretado pelo ponto de vista de Jude. Seguindo os conselhos de Declan e Taylor, ele decidiu tentar um visual novo para agradar os fãs. Isso resultou em comentários de mal gosto na escola e uma briga feia com Stef. Depois do clima tenso, Lena convenceu Stef a dar mais uma chance a Jude. Chance essa não bem aceita por Declan. Jude, então, contou a Lena que Declan decidiu parar de trabalhar com ele e Taylor. No entanto, naquela noite, Jude recebeu uma mensagem de Declan confirmando que eles estariam fazendo streaming da casa de Declan. Ou seja, Jude mentiu para suas mães para que ele possa continuar trabalhando. Isso não vai acabar bem.

Em meio a encontros com Logan e Wyatt, Mariana estava a todo vapor com sua inscrição para o estágio de robótica (STEAM). Ela precisava encontrar uma ideia para um robô o quanto antes e acabou sendo inspirada pelo esboço de um labirinto que encontrou no quarto de Jesus. Porém, nós descobrimos que o labirinto era de Emma para a sua própria inscrição. Mariana sabia disso quando encontrou o esboço? Emma deveria se afastar dos Adams-Foster? Na minha opinião, Emma precisa se colocar em primeiro lugar para variar um pouco!

História desnecessária em The Fosters.

E, para que trazer a história de Partick Molloy de volta? Achei que esse enredo já tinha sido concluído. Com certeza veremos o motivo no próximo episódio. Mas, acho desnecessária essa trama nos últimos três episódios de The Fosters. Deveríamos ver a série focando nos membros da família Adams-Foster. Enfim, vamos dar uma chance e ver o que se desenrola na series finale de 2 horas de duração dessa semana.

Makeover

Nota do episódio - 8

8

Review do décimo sétimo episódio da quinta temporada de The Fosters, do canal Freeform, intitulado “Makeover”.

User Rating: Be the first one !

About Camila Cotrim