Dancing Brasil 2, semana 3: passos de Michael Jackson e tombo marcaram a noite

Imagem: Captura de Tela/RecordTV

Este foi, sem dúvidas, um dos melhores temas do Dancing Brasil até agora. Homenagear ícones da música e do cinema, em coreografias espetaculares (ok, umas nem tanto).

Um programa divertido, leve e sem estar truncado, o Dancing está fazendo bonito nesta temporada. E esse episódio teve de tudo: tombo, coreografia épica, choro e até mesmo aquele momento Xuxa que a gente já ama assistir.

Confira os destaques da noite:

A MELHOR DA NOITE

Yudi e Barbara – Salsa

Yudi voltou ao topo. Colocando salsa em “Smooth Criminal”, os jurados ficaram encantados. O único problema é que, a cada semana, Yudi vai precisar se superar para encantar a todos. Mas é esse o desafio do Dancing Brasil. O mais legal é ver o sorriso no rosto de Yudi ao dançar, mostrando que ele está adorando isso. Advinha quem também está curtindo demais isso também? Nós, é claro…

SEGUNDA MELHOR

Suzana e Tutu – Valsa

A valsa de Tutu e Suzana foi real, e isso sendo passado para o público. Como os jurados apontaram, tudo está na medida, incluindo a construção da coreografia de Tutu – que foi criticado na semana passada. Gostei e já tem a minha torcida.

MERECEM DESTAQUE

Lexa e Teo – Salsa

Lexa conseguiu aproveitar o palco. Ela está na mão do Teo e o que precisa ser melhorado é o acabamento, porque atitude a Lexa tem de sobra. A salsa dançada provou isso… É uma forte competidora e pode se tornar favorita nas próxima semanas.

MERECEM DESTAQUE 2

Theo e Sarah – Jive

Theo ganhou destaque na edição de hoje por duas coisas: por sua evolução, e pelo seu comportamento ao cair no meio da apresentação, mas continuar mesmo assim. Vimos sua decepção, principalmente por ter ensaiado bastante, mas segue o jogo. Ele está pronto para buscar essa maior evolução.

A PIOR DA NOITE

Jesus Luz e Margreet – Foxtrote

Gente, que coisa vergonhosa de se assistir. Jesus Luz definitivamente não leva jeito para dança, e isso ficou claro na tentativa de dançar “New York, New York”.

Zona de Risco

Alinne Rosa e Ygor
Milene Domingues e Rafael
Raphael Sander e Nay
Jesus Luz e Margreet

Pela primeira vez, três casais empataram com a mesma nota e a Zona de Risco ficou com quatro duplas ameaçadas. Todos eles fracos, frente a evolução dos demais candidatos. Mas o dedo da maçã podre estava entre Jesus e Raphael – os bonitões da competição, que estão mostrando que de dançar eles sabem bem é modelar!

ELIMINAÇÃO

Volta para as passarelas, Jesus Luz, o palco do Dancing Brasil é muito grande para você…

 

Por Anderson Narciso

Comments

comments

About Team Mix Reality

#TeamReality no Mix de Séries é responsável pelos realities shows.