All I want for Christmas…

Imagem: YouTube/Reprodução

Talvez só dessa vez nós possamos passar por um Editorial sem maiores insanidades.

É consideravelmente complicado escrever um texto que seja apropriado para essa época. Afinal, além dessa época por si só já ser cheia de… “complicações”, depois de todas as coisas que já discutimos aqui, qualquer coisa relativamente normal simplesmente seria abaixo das expectativas.

Mas o entretenimento não nos decepciona nunca e sempre teremos algo relativamente interessante para falar. E apesar de tudo, essa época é uma verdadeira festa para os amantes da TV e do Cinema. Afinal, independente dos seus planos, sempre vai haver um “Esqueceram de Mim”, um “Estranho Mundo de Jack”, um “Quebra Nozes” ou até um “Very Murray Christmas” para fazer companhia depois de tudo.

E não nos restringimos a isso. Especiais muito aguardados, como o fim da saga de Peter Capaldi como 13th Doctor em Doctor Who e um natal que promete não ser tão convencional no episódio especial de Victoria, que trará Jenna Coleman de volta ao papel da rainha que basicamente consolidou essa celebração em particular.

Mais ainda, para entreter o dia, inúmeras emissoras conseguiram (visto o combo véspera de natal e domingo) aproveitar ao máximo e estão garantindo que aqueles momentos deliciosos de espera, cozinha e perguntas constrangedoras das tias sobre os namoradinhos antes da celebração familiar em si sejam recheados de várias produções que seriam clichê, caso não fosse Natal.

No fim, o Natal é muitas coisas e coisa nenhuma. Não vamos nos perder aqui digladiando sobre o assunto. Seja pela oportunidade de ficar perto de quem importa – seja da família, dos amigos, ou até de você mesmo –, pelo puro sentimentalismo que essa época nos traz, ou ainda por ser o momento do ano em que conseguimos finalmente fazer aquela maratona daquela série que estamos querendo assistir a meses e o trabalho/faculdade/vida não nos permitem.

Contudo – e agora voltamos a nossa premissa para concluir as coisas – sejam quais forem os seus planos (e as adversidades que vem com eles), a TV e o Cinema sempre vão nos assegurar que o Natal seja cheio de episódios inesquecíveis, feitos com amor, perdão, boas piadas, finales cheias de emoção e um frio que “conforta” quem está lutando com adoráveis 28ºC enquanto escreve essas linhas. Então talvez, só dessa vez, nós nos lembremos de desacelerar em todas as nossas partes favoritas, e consigamos passar pelo dia – seja lá como você tenha escolhido fazê-lo – sem precisar de maiores interrupções.

Até porque, independente de como você complete o título que encabeça essa traquinagem – e de qual seja o seu seting e companhias para tal – haverão muitas outras surpresas no processo. E roubando do poeta, por mais que eu quisesse encher essas linhas com desejos de vários tipos de felicidades, nenhum deles seria suficiente. Então, seja lá como for, aproveite. E que seus desejos por essa felicidade levem você até ela.

Um Feliz Natal e até a próxima. Cheerio!

About Richard Gonçalves

Richard Gonçalves
Estudante de Letras, apaixonado por quadrinhos, música e cinema. Viciado em séries desde sempre. Fã de carteirinha de Doctor Who, House, Battlestar Galactica, Sherlock, 24 Horas, The Borgias, Penny Dreadful, E.R. e Lost. Aqui no Mix de Séries é editor de reviews, além de escrever as reviews de Marvel's Jessica Jones, Marvel's Agents of S.H.I.E.L.D. e The Originals.