Emerald City – 1×10 – No Place Like Home [SEASON FINALE]

Imagem: David Lukacs/NBC

Sob pena dos fãs incitarem o ódio aqui nos comentários dessa review, lá vai: Emerald City, QUE DECEPÇÃO. Estava tão entusiasmado para essa finale, vista que os dois últimos episódios vieram de uma crescente qualidade de roteiro, que a minha queda foi grande demais. Desperdiçaram dez episódios para não nos contarem absolutamente nada. A trama principal, da luta contra The Best Forever, vai ficar, se houver, para uma segunda temporada. Se isso não é um despreparo dos roteiristas, não sei mais o que pode ser.

Confesso que demorei um dia inteiro para vir fazer a resenha, pois estava incendiado pela fúria do que vi. Mas colocando isso de lado, vamos pensar juntos e colocar na balança o que vimos no episódio que encerrou a temporada, a começar pelo Mágico de Oz, vulgo Frank. Seu destino foi, lamentavelmente, a morte. Não que ele não a merecesse por todo mal que fez, mas ela aconteceu de uma forma ridícula e que não acrescentou em nada no encontro de Dorothy com sua mãe Jane.

Aliás, falemos do tão esperado encontro das duas. Sim, decepção pouca é bobagem. Elas mal se encontraram e Jane já teve de provar o quanto a ama lhe mandando de volta para o Kansas. Até aí, tudo bem. Mas as duas mal conseguiram conversar por cinco minutos. Falarem o que sentem uma para outra. Qual identificação tivemos entre as personagens? Eu mesmo respondo: nenhuma. A impressão em tela é de que são duas estranhas e que não havia nada a justificar essa aproximação forçada.

Imagem: David Lukacs/NBC

Quanto a Ozma, finalmente tomou a Cidade das Esmeraldas. Essa talvez tenha sido a única cena que realmente valeu a pena no episódio. Coloco aqui, e acredito que a maioria concorde, que não esperava tanto rancor da rainha. Ela simplesmente deu uma punição pior que a morte para o “Leão”. Sim, ele matou sua família sob ordens do Mágico de Oz, mas foi piedoso com a princesa e lhe poupou a vida. Ela, como parte da realeza, deveria ter tido uma posição melhor e mais humana.

Que morte horrível a dos fãs da série e dos que shipavam Lucas e Dorothy. O “espantalho” foi colocado de lado completamente e sua única serventia aqui foi ser garoto de recados. Nove, sim, nove episódios contando a história do envolvimento dos dois e as coisas terminam, de fato, como se eles se quer se conhecessem. Enfim, tudo foi um desastre. Ainda enfiaram a Glinda no meio dessa história. Uma coisa sem pé nem cabeça.

Ok, o que os autores precisam é de tempo para contar o que querem. Entendo. Porém, ao se tratar da NBC, deveriam ter fechado todos os parênteses abertos. Ficam várias questões aqui e se, quem sabe, houver uma segunda temporada, poderemos ter respostas.

Faltou Mágica – Não fico tão decepcionado com uma série desde Fear The Walking Dead;
Faltou Mágica 2 – Talentos desperdiçados e histórias inacabadas;
Faltou Mágica 3 – Obrigado pela companhia, quem sabe voltamos.

No Place Like Home

Nota do Episódio - 6

6

Review do décimo episódio (Season Finale) da primeira temporada de Emerald City, season finale, da NBC, intitulado "No Place Like Home".

User Rating: 4.45 ( 1 votes)

About Wellington Torres

Oi, eu sou o Well. Jornalista, amante de séries, animes e totalmente ligado na cultura geek. Responsável pelas reviews de 3% (Netflix), House of Cards (Netflix), Marvel's Iron Fist (Netflix), Shooter (Canal USA), Timeless (NBC), Once Upon a Time (ABC) e Westworld (HBO).
  • João Maia

    Pra mim a série foi sensacional, discordo da resenha

    • Wellington Torres

      Gostei da série, mas o final, para mim, foi muito fraco :/

      • Luiz Avelino

        Concordo com vc, decepcionante o final. Sem pé nem cabeça pra dizer o mínimo. E pelo visto vai ficar por isso mesmo, muito dificil ter uma segunda temporada.

        • Wellington Torres

          Uma pena!