Entenda a polêmica de Isaiah Washington nos bastidores de Grey’s Anatomy

Imagem: ABC/Divulgação

Ator voltou a ser notícia esta semana…

No começo desta semana o ator Isaiah Washington, o Dr. Burke de Grey’s Anatomy, voltou a ser notícia ao postar uma polêmica carta sobre os bastidores da série e da emissora ABC.

A carta, redigida por um ex-funcionário da ABC, destaca a história de Washington que teria sido dispensado dos bastidores por uma razão, até então, desconhecida. Diante da, agora, várias versões dessa história, resolvemos explicar o que é de conhecimento do público sobre a saída do Dr. Preston Burke de Grey’s Anatomy. Confira:

O que sabíamos até aqui!

Lá nos idos de 2007, Grey’s Anatomy alcançou o seu auge na TV aberta dos Estados Unidos. As indicações nas premiações consagradas eram certas e Shonda Rhimes viu seu nome ganhar destaque como produtora.

Imagem: New Now Next
Imagem: New Now Next

Mas se, na TV o show ia de vento em poupa, nos bastidores as coisas começaram a ficar um tanto bagunçadas. As discussões tomaram proporções gigantes quando Isaiah Washington, que interpretava o médico Preston Burke, foi demitido do programa por conta de uma possível briga com o ator T.R. Knight (George).

Isaiah teria chamado T.R. de “bichinha” e o clima nas gravações ficou pesado.

A “treta” teria nascido mesmo devido a uma troca de papéis. De acordo com declarações da própria protagonista, Ellen Pompeo, Washington interpretaria Derek, uma vez que Rhimes queria um romance inter-racial como frente do programa. Mas a pedido da atriz, ela preferiu contracenar com Patrick Dempsey, que pegou o papel. Pompeo, que é casada com um negro na vida real, alegou ser muito “real” a visão de Rhimes. Desde então, por conta da troca de papéis, havia uma disputa interna nos bastidores.

Conflitos…

Washington e Dempsey nunca haviam se dado bem. A briga com T.R. Knight teria nascido das discussões com Dempsey: em uma delas ele teria mencionado que não era a “bichinha” do intérprete de Derek como o ator T.R. Knight era.

A bagunça estava feita. Isaiah Washington chegou a dar declarações em premiações, como no Globo de Ouro, chegando afirmar “eu não o chamei de bichinha“. Tal situação chegou a irritar Katherine Heigl, que era muita amiga de Knight nos bastidores. “Para quê ele revirou esse assunto?“, questionou a atriz.

Nesse meio tempo, Knight saiu do armário e declarou que se sentia incomodado com a presença de Washington nos bastidores. Oficialmente, o ator deixou elenco pelo desejo de tratar psicologicamente sua homofobia, mas por trás das cortinas, diz-se que Rhimes o demitiu pessoalmente, fazendo o ator deixar a série na terceira temporada.

Posteriormente, com as coisas calmas e resolvidas, o ator retornou para os episódios finais de Sandra Oh (Cristina Yang) no show.

Uma nova versão…

Com a chegada desta carta, agora existe uma nova versão dessa história vinda diretamente do ator. O que entendemos é que Washington teria sido demitido da série, mas por caprichos de Patrick Dempsey, que o queria fora da atração.

Ainda de acordo com Isaiah, a história com T.R. Knight, e o termo “bichinha”, teria sido fabricado. O ex-funcionário da ABC teria confirmado essa versão, alegando que estava passando por essa mesma situação de mentira, que o teria levado a ser dispensado.

Portanto, a visão do ator é de que Dempsey teria manipulado Shonda Rhimes e todos os executivos da ABC com essa “história fabricada”, levando a sua demissão, e posteriormente ao fim de sua carreira na emissora, já que ele havia entrado para uma “lista negra” de atores que foram banidos.

Imagem: ABC/Divulgação

Isso parece ter sido superado na décima temporada da série, mas porque será que Washington levantaria essa história novamente?

Parece que há mais sujeira nos bastidores de Grey’s Anatomy do que imaginávamos…

Leia mais: 6 personagens que adoraríamos ver de volta em Grey’s Anatomy

About Anderson Narciso

Anderson Narciso
Mestre em História, apaixonado por mídias, é o editor responsável e idealizador do Mix de Séries. Eterno órfão de Friends, One Tree Hill e ER, acompanha séries desde que se entende por gente. No Mix é editor de colunas e de notícias, escreve a coluna 5 Razões e resenha a série Gotham.