Episódio de Chicago P.D. abordará assédio sexual no ambiente de trabalho

Imagem: SpoilerTV/Divulgação/NBC

Conhecida por tirar do noticiário grande parte das suas histórias, Chicago P.D. dará mais um passo em direção a abordagem de assuntos cada vez mais relevantes a sociedade ao decidir tratar de assédio sexual no ambiente de trabalho. As informações são do TV Guide.

A escolha do tema aparece num momento que outra série produzida por Dick Wolf, Law & Order: SVU, anuncia que também desenvolverá uma história tratando da questão ao inspirar-se no escândalo sexual envolvendo Harvey Weinstein. “Nós temos um episódio excitante vindo aí sobre má conduta sexual na força policial e nos centros populacionais,” afirma o produtor executivo e showrunner Rick Eid para a revista.

A proposta é de envolver um dos policiais do 21º Distrito na situação problema. “Um dos nossos personagens vai se envolver em algo relacionado a má conduta sexual, como vítima. Mais como uma historia de assédio sexual no ambiente de trabalho,” completa Rick.

Vale lembrar que toda essa situação vem após um dos protagonistas de Chicago P.D., Jason Beghe, ser alvo de investigação por comportamento inapropriado no set de gravações, tendo recebido treinamento para saber como trabalhar suas emoções. Para muitos, tal “conduta” foi responsável pela saída da atriz Sophia Bush ao final da quarta temporada.

O movimento #MeToo (Eu Também) já derrubou inúmeros figurões na televisão como o âncora do CBS This Morning, Charlie Rose; Mark Halperin, comentarista político da MSNBC/NBC News; Matt Lauer, âncora do Today Show; Andrew Kreisberg, produtor executivo de The Flash e Supergirl; Mario Batali, chef de cozinha e âncora do The Chew; o showrunner e criador de The Royals, Mark Schwahn; Kevin Spacey, Jeffrey Tambor, Louis C.K. e por aí vai.

Mesmo que ainda não esteja claro quais serão os personagens envolvidos na história, sabe-se que o caso acontecerá durante o 14º episódio, ainda sem previsão de estreia.

About Bernardo Vieira

Catarinense e estudante de direito. Escrevo sobre entretenimento desde 2010, mas comecei com política internacional depois da campanha americana de 2016. Adoro uma premiação e um debate político, mas sempre estou lendo ou assistindo algo interessante. Quer saber mais? Me pague um café e vamos conversar.