Fashion Mix: Os figurinos dos clones de Orphan Black

Imagens: BBC America/Divulgação. Montagem: Mix de Séries.

Fala galera do Mix de Séries! A coluna mais fashion deste site vem prestar uma super homenagem a uma série querida e que nos dará adeus muito em breve: Orphan Black.

A série da BBC America se encerrará nesta summer season em alto nível, com personagens fortes e consolidados; uma trama incrível que nos prende do começo ao fim e que fazem, cada vez, mais nos apaixonar por todos os clones.

Orphan Black estreou em 2014 e deste então tem explorado mais a temática da clonagem humana, as implicações éticas e morais, além de toda uma discussão sobre identidade pessoal. A maior contribuição desta bela série se deve à excelente atriz Tatiana Maslany, que com sabedoria e eficiência consegue interpretar mais de dez personagens. Que mulher! Palmas e palmas para esta rainha, que já ganhou vários prêmios e está sendo reconhecida pelo excepcional trabalho que tem feito em OB.

O estilo de cada clone, seus trejeitos são tão específicos, que mesmo sendo a menina Tatiana fazendo todos eles, conseguimos identificar com facilidade cada um. Isso prova que Tatiana arrasa e, além disso, que o figurino é muito importante em um show. O estilo do personagem consegue determinar o jeito e a personalidade própria de cada um. Podemos não termos descoberto tudo sobre a origem dos clones ainda, mas vamos aqui tentar desvendar o figurino de cada um dos LEDA Clones. Vem overdose de Tatiana Maslany aí!

Obs.: Se você não está atualizado com a série, este texto pode conter spoilers! #fikdik

Imagens: BBC America/Divulgação. Montagem: Mix de Séries.

A protagonista da série, Sarah Manning, tem um estilo próprio. Ela se veste mais casual urbano, meio dark, usa muito jaqueta de couro e casacos com capuz. As cores predominantes são preto, cinza, azul. Sarah é a líder do grupo e gosta muito de botas. Seus cabelos são longos e pretos, um pouco anelados – são da própria Tatiana. Ela costuma fazer uma trança ou deixa eles bem bagunçados mesmo.

Presença marcante de Sarah são as lágrimas, sempre recorrentes em seus olhos, muito lápis preto e sombra pesada também. Além disso, usa correntes prateadas no pescoço, caracterizando um estilo mais punk. Apesar de se vestir como uma menina jovem, Sarah tem grandes responsabilidades e um papel importante na descoberta do seu passado. Espero que ela consiga ficar em paz com a sua filhinha Kira.

Imagens: BBC America/Divulgação. Montagem: Mix de Séries.

Elizabeth é a primeira clone que vimos na série. Porém, como Sarah assume a identidade de Beth, podemos explorar melhor como era o estilo dela. Beth Childs era detetive policial, então seus trajes sempre foram muito elegantes e formais. Tinha o costume de vestir terninhos, com cores mais sóbrias como cinza ou bege. Sobretudos e casaquinhos sociais faziam parte do seu guarda-roupa também, além de sempre estar portando uma arma.

A clone Beth preveria blusas de mangas compridas, mais certas no corpo e cabelo liso e preto. Deste modo, Sarah conseguiu facilmente se passar por Beth em várias situações e tentar investigar melhor os últimos dias antes do seu suicídio.

Imagens: BBC America/Divulgação. Montagem: Mix de Séries.

De todas as clones, Alison Hendrix tem o estilo que eu mais me identifico. Bem mais básico e esportivo, ela se veste com roupas de ginástica, cardigans e suéteres, ou saias de cintura marcada. Sempre está presente um rosinha, um pretinho básico, um jeans em seus looks. Ela é a típica mãe do subúrbio, bem protetora, que aprende a atirar com Beth e fica apavorada em situações de risco. Porém, consegue enganar muito bem com esta carinha de anjo e ajuda bastante o Clone Club.

O que mais identifica Alison é o corte de cabelo liso com a franjinha. Sua maquiagem é leve, com sombras claras, pouco delineador e leve blush nas maçãs do rosto.

Imagens: BBC America/Divulgação. Montagem: Mix de Séries.

A clone mais fofa e inteligente do grupo se chama Cosima. Ela é estudante de PhD e sempre está com livros e cadernos em mãos, ou em algum computador fazendo pesquisas. Seu estilo vai de rock ao despojado estudantil, pois usa dreads no cabelo, mas também lenços e roupas casuais de uma estudante. Cores comuns dos seus trajes são marrom e bege. Mas ela também adora cores descoladas e diferentes.

Quase sempre vimos Cosima com o jaleco de laboratório, além do seu inseparável óculos preto de acetado em formato oval de gatinho. Ela fica mais bonita com ele. Para completar, curte bem acessórios como colares, anéis, brincos, e até piercing. Fora isso tem algumas tatuagens e um delineado maravilhoso nos olhos, que caracterizam o seu estilo mas despojado e jovial. Infelizmente nossa queria nerd sofre de uma doença respiratória que a faz sangrar. Esperamos que ela, juntamente com o Clone Club, descubram mais sobre elas.

Imagens: BBC America/Divulgação. Montagem: Mix de Séries.

Helena é a “irmã gêmea perdida” de Sarah e a mais loucona dos clones, com um estilo bem diferente. Seus cabelos são loiros com cachos, bem bagunçados, como se nunca tivessem visto um pente na vida. Ela já apareceu na série usando um chapéu estilo cowboy, mas quase sempre seu cabelo está solto e tem vida própria. Seus olhos tem sombra em tom avermelhado em volta e sua pele é muito branca, chegando a ser bem pálida. Ela tem uma cara de louca mesmo, mas porque realmente ela faz loucuras. Foi treinada para matar clones e já matou três deles quando estava na Europa.

Como ela morou na Ucrânia, seu sotaque é bem forte, e ela possui um ar misterioso. Suas roupas são largadas, rasgadas, ou até mesmo fica sem elas, apenas com um top/sutiã e calcinha. Usualmente, ela veste cores claras e vestidos largos. Helena ainda tem o costume de pegar doces, balas e pirulitos e colocar nos bolsos de suas roupas, como uma espécie de compulsão alimentar. É costume ver ela também com um casaco verde militar ou suja de sangue porque aprontou por aí.

Imagens: BBC America/Divulgação. Montagem: Mix de Séries.

Rachel, diferente das demais clones, cresceu sabendo quem era e porque era assim. Ela veio da Inglaterra e teve um maior destaque na segunda temporada, como uma espécie de antagonista, visto que ela trata diretamente com seus criadores e tenta manipular os clones que estão se descobrindo agora. Formal demais, este é o seu estilo. Terninhos, saias lápis, camisas sociais, seus looks baseiam-se nisso e ponto. Muito elegante, as suas roupas lembram de executivas bem sucedidas e dão mais poder à Duncan.

Seus cabelos são característicos: corte chanel e cor clara. Nenhum fio fora do lugar. Sempre anda com seu celular na mão e usa acessórios chics, como jóias e bolsas de marca. A maquiagem também determina muito esta clone, pois Rachel adora um lápis preto e um batom vermelho.

Imagens: BBC America/Divulgação. Montagem: Mix de Séries.

A mais fashion de todas as clones, Krystal tem um estilo bem moderno e sensual. Sua aparição acontece a partir da terceira temporada e não descobrimos muito sobre ela ainda. O que caracteriza mais este personagem são os cabelos longos e loiros, bem escovados, além das roupas curtas e coladas ao corpo. As cores dos looks de Krystal sempre são vibrantes, como o rosa, amarelo, azul ou vermelho. Se viu ela também com roupas de academia e trajes de ginástica.

Os acessórios desta clone patyzinha é bolsa grande chamativa, sutiã aparecendo, unhas postiças e bijus.

Imagens: BBC America/Divulgação. Montagem: Mix de Séries.

Por incrível que pareça, a menina Tatiana conseguiu nos surpreender ainda mais, interpretando um clone homem. Seu nome é Tony e ele é facilmente identificável pelo seu estilo mais masculino. Ele é transgênero e não teve uma crise de identidade como os outros clones. Seus cabelos são longos, castanhos e anelados, ele também possui um cavanhaque.

Tony possui antecedentes criminais e é o crush de Felix, irmão de Sarah. Seus trajes são comumente em tons mais escuros como preto, marrom e cinza. Sempre está de casacão, uma regata por baixo e calça de malha.

Imagens: BBC America/Divulgação. Montagem: Mix de Séries.

Não se sabe muito sobre Katja, mas não pude deixar de citar ela por aqui, tendo em vista seu figurino ser muito característico. Ela já não está mais viva, pois foi assassinada por Helena, mas mesmo assim podemos explorar um pouco como era seu figurino. Sua roupa típica era de inverno, casaco de pele, tudo em tons claros e sóbrios como branco, bege e cinza. Quase sempre estava de óculos escuros.

Sua marca principal era o cabelo curto ruivo, com certeza, além de uma personalidade mais séria. Por ela ser alemã, seu figurino seguia o estilo do povo de lá, com casacões pesados e roupas de frio. Katja também tinha a mesma doença respiratória que Cosima.

Imagem: BBC America/Divulgação. Montagem: Mix de Séries.

Esta clone também não está mais entre nós. Jennifer foi vista através de vídeos mostrados por Delphine à Cosima. Ela também tinha a mesma doença de Katja e Cosima. Logo, não sabemos muito sobre seu estilo, pois logo que descobriu a doença, começou a fazer os tratamentos do Instituto Dyad e seus cabelos caíram. Portanto, seu look mais visto era roupa de hospital, canos de oxigênio no nariz e careca.

Porém, anteriormente, podemos descobrir que Jennifer era uma professora de 28 anos de idade e treinadora de natação. Ela aparece em vídeos com um estilo mais despojado e jovial, com jeans e blusinhas de alça. Seu cabelo era preto e ondulado natural. Foi vista com eles amarrados em um rabo de cavalo. Incrível como este look fez realmente a personagem parecer mais jovem.

Imagens: BBC America/Divulgação. Montagem: Mix de Séries.

A clone mais recentemente introduzida em Orphn Black, mais precisamente a partir da quarta temporada, é Veera Suominen, mais conhecida como Mika, ou M.K. (baseado em seu marcador de código genético 3MK29A). Não se sabe muito sobre ela, mas já percebemos que ela sabe mais que a gente sobre os clones. MK é misteriosa e sempre está com uma máscara de ovelha (??) – não deve ser coincidência a semelhança com a ovelha Dolly.

Seus trajes são de inverno, com um casaco em cima dos outros e várias camadas de blusas. Sempre está com uma mochila e as cores do seu figurino são bem vivas, como azul e verde. Os cabelos parecem despenteados e com uma franja mal arrumada. As ondas e o tamanho mais curto definem mais MK. Dá para perceber também que ela esconde algumas queimaduras. Se sabe mais sobre a personagem na história em quadrinhos Orphan Black Helsinki, que se baseia a série. Então, acredito que teremos que aguardar a próxima temporada para entendermos melhor quem é este clone misterioso.

É notável que o modo de se vestir, o estilo do cabelo, maquiagem e acessórios fazem total diferença para identificar cada clone, não é mesmo? Massa demais! Pode vir mais facetas de Tat que está pouco!

Porém, ainda ficou de fora desta lista incrível, Danielle, Janika e Aryanna, que já partiram desta para uma melhor e não sabemos praticamente nada delas, e Charlotte Bowles, que ainda é uma criança. Além de todos estes clones, ainda temos os clones do projeto Castor, com Mark e companhia limitada, mas estes ficam para um próximo post!

O figurino dos clones de Orphan Black são tão admiráveis que viraram tendências e inspiração para a moda. Tanto é que a marca americana Hot Topic resolveu vender roupas inspiradas nestas personagens maravilhosas. Legal demais, né?!

A quinta e última temporada de Orphan Black estreia no próximo dia 10 e, logicamente, teremos reviews aqui no Mix. Não vai perder, hein?!

Comments

comments

About Paula Reis

Paula Reis
Advogada e concurseira de plantão. No Mix, é editora de reviews e escreve a coluna Fashion Mix, as reviews de Game of Thrones e participa do Team Reality.
  • Juk

    espero que o Tony volte a aparecer pq o personagem foi abandonado.
    MK <3