Fim de uma era: Última temporada de House of Cards estreia na Netflix

Imagem: Divulgação

Oito episódios finais estão disponíveis na Netflix Brasil

O dia 02 de novembro se torna um marco para a Netflix, uma vez que a temporada final de House of Cards já está entre nós.

Prato perfeito para o feriado prolongado, os últimos episódios da série que deslanchou a Netflix prometem finalizar uma história mirabolante, que fisgou fãs em todo o mundo. Além disso, fecha uma história polêmica de bastidores, cercada por um protagonista demitido após sérias acusações de assédio sexual.

Castelo de Cartas

Quando estreou em 2013, House of Cards ajudou a Netflix em uma projeção mundial. Foi graças a ela, e ao apelo de Kevin Spacey como protagonista, que as pessoas descobriram o que era Netflix, lançando um novo jeito de assistir séries de TV.

Na primeira temporada, conhecemos Frank Underwood (Spacey), um congressista democrata da Carolina do Sul, que almejava subir. Sedento de poder, ele assegura a vitória de um Presidente que lhe promete um cargo político, mas que acaba não cumprindo o prometido. Esse é o ponta pé para que ele e sua mulher Claire (Robin Wright) comecem a passar por cima de tudo e todos, armando situações que mostram como a política é vulnerável.

Imagem: Divulgação/Netflix

Ao longo de cinco temporadas, dessa forma, Underwood deixa de ser apenas um zero à esquerda, e se torna Presidente dos Estados Unidos, sem ao menos conseguir um voto da população norte-americana.

Estrutura abalada

No final da quinta temporada, tivemos a promessa de um embate de gigantes. Ao longo da quinta temporada, vimos Claire se tornando Presidente dos Estados Unidos, tomando um protagonismo que era de Frank. Mal sabiam os roteiristas que isso seria extremamente conveniente quando alegações de assédio sexual contra Kevin Spacey estourassem na mídia.

Entretanto, o caso pegou todos de surpresa – incluindo membros do elenco. A série, de acordo com Robin Wright, esteve bem próxima do cancelamento.

Atual protagonista falou sobre caso de Spacey

A série esteve bem próxima. Bem próxima mesmo de ser cancelada”, revelou a atriz, “por conta do clima, naquela ocasião.“, disse a atriz em uma entrevista ao Net-a-Porter. “O ar estava pesado, sabe? Pessoas falando sobre Harvey Weinstein. Os produtores disseram, ‘vamos ter que acabar com tudo, ou vão achar que estamos glorificando isso‘”, lembra ela.

Além disso, Robin Wright revela que ela foi pessoalmente encontrar com os executivos da Netflix, quando o futuro da série pareceu sombrio. “Eu acreditava que havia um compromisso a ser honrado. Pelas pessoas que são fãs da série. Nós devíamos ter um encerramento“.

“Todos nós ficamos surpresos, é claro, e entristecidos”, revelou em outra entrevista ao Today. “Mas avançamos, e ficamos muito gratos por ter conseguido completar a história da série”, disse ela sobre a Netflix ter dado sinal verde para que a série pudesse encerrar sua trama em uma temporada final – sem Spacey.

Apesar das acusações feitas contra Spacey, Wright disse que ela e o ator tinham um “relacionamento respeitoso e profissional” nos bastidores de House of Cards, acrescentando que Spacey “era tão bom comigo. Ele nunca foi desrespeitoso comigo. Essa é a minha experiência pessoal, e é a única coisa que sinto que tenho o direito de falar.”.

Wright revelou que ela e Spacey “nunca se socializaram fora do trabalho” e não desenvolveram um vínculo que se estendesse além das filmagens.

Carrie Underwood, House of Cards, Netflix, Robin Wright
Imagem: Netflix/Divulgação

Nós éramos colegas de trabalho, na verdade“, disse ela. “Kevin e eu nos conhecíamos entre ‘ação’ e ‘cortar’ e entre as montagens onde nós rimos. Eu não conhecia o homem. Eu conhecia o incrível ator que ele é.”.

Jornada final

Nos episódios finais de House of Cards, vemos o impacto dos 100 primeiros dias de Claire Underwood como Presidente dos Estados Unidos. Além disso, percebemos que Frank era algo pequeno perto do perigo que a ambição de Claire pode proporcionar aos que estão a sua volta.

Embora não tenhamos Spacey no elenco, juntam-se a Wright, pela primeira vez, as indicadas ao Prêmio da Academia, Diane Lane e Greg Kinnear, além de Cody Fern; ao lado do indicado ao Emmy, Michael Kelly; Jayne Atkinson; a indicada ao Prêmio da Academia, Patricia Clarkson; a indicada ao Emmy, Constance Zimmer; Derek Cecil; Campbell Scott e Boris McGiver.

Uma excelente dica para o feriado…

 

Leia também: 5 dicas de séries políticas para assistir na Netflix

About Anderson Narciso

Anderson Narciso
Mestre em História, apaixonado por mídias, é o editor responsável e idealizador do Mix de Séries. Eterno órfão de Friends, One Tree Hill e ER, acompanha séries desde que se entende por gente. No Mix é editor de colunas e de notícias, escreve a coluna 5 Razões e resenha a série Gotham.