Gamers, liberais e homens representam o principal telespectador de GLOW

Imagem: Netflix/Divulgação

Um dos maiores desafios nos tempos do streaming é descobrir o número de visualizações que determinado programa possui. A Netflix, particularmente, nunca divulgou e não há uma perspectiva que divulgará tão cedo principalmente com os primeiros fracassos começando a aparecer.

Entretanto, uma companhia especializada em análise de mídias sociais e acompanhamento de tendências , a Fizziology, há uma maneira de construir o “rosto” do telespectador que determinada série mais atraiu. Segundo o co-CEO da empresa, Ben Carlson, as estatísticas são baseadas a partir de uma referência criada por um indexamento de engajamento em quarenta séries disponibilizadas pela Netflix, Hulu, Amazon e mais.

“Se você se descreve como um fã da Marvel e da DC na sua bio, provavelmente é um seguidor fiel de histórias em quadrinho,” disse. “Então nós criamos esses dados baseados em características reveladas pelas próprias pessoas,” completou.

GLOW pontuou além do esperado no segmento dos fãs de quadrinhos, com 95% acima da referência prevista. Gamers vem na sequência com 67% de engajamento além da expectativa, sendo liberais em terceiro com 57%. Telespectadores LGBTQ surpreenderam com 47%, enquanto aqueles acima dos cinquenta anos de idade e pais ficaram na média.

Outro dado interessante que Carlson pontua é a comparação com outra série da Netflix que mirou no mesmo telespectador. “GLOW continuou gerando mais conversa nas duas semanas após a estreia numa base diária. Quase 300 mais vezes do que Girlboss registrou no mesmo ponto do seu lançamento,” disse o co-CEO.

A Netflix ainda não anunciou a segunda temporada de GLOW.

Fonte: Variety

Comments

comments

About Bernardo Vieira

Catarinense e estudante de direito. Escrevo sobre entretenimento desde 2010, mas comecei com política internacional depois da campanha americana de 2016. Adoro uma premiação e um debate político, mas sempre estou lendo ou assistindo algo interessante. Quer saber mais? Me pague um café e vamos conversar.