Gypsy – 1×10 – Black Barn [SEASON FINALE]

Imagem: Netflix/Reprodução

Será que alguém consegue me explicar o que foi que houve nesse episódio? Foi tanta coisa mal explicada e inserida que eu nem sei por onde começar.

Jean, você como psicóloga deveria saber que alguém que vai se tratar e mente, não adianta de nada. Você foi no psicólogo fazer o que, minha filha? Seu momento de fraqueza não foi pequeno não. Com Allison desaparecida, Jean começa a entrar em paranoia e o detetive no seu pé não ajudou. As histórias simplesmente não batem, a mãe fala uma coisa, a terapeuta diz outra e Gary sabe disso, ele vê como Jean se envolveu, ainda que ela negue.

Pra mostrar que ela é louca mesmo, Diane decorou todo o apartamento para receber Sidney, mas quando a garota chega, ela começa a falar de Sam. Desde que o rapaz saiu da última sessão, a terapeuta vem tentando sem sucesso entrar em contato com ele, mas já que o dom dela é manipular, ela utiliza Sid para ir atrás dele na festa de noivado. Ela começa a dizer que os dois deviam ficar juntos, que a garota devia ir falar com ele, gente, eu não entendi foi nada do comportamento dela. Ela foi até perto pra tirar uma foto… com que objetivo? Sentir o gostinho do perigo? Meu deus, ajuda.

Para completar a loucura, teve aquele sonho bizarro que eu não entendi foi nada. Jean e Sidney trocavam de lugar enquanto falavam com Michael. Não sei dizer se é porque Jean enxerga Sidney como seu “eu” mais novo, se ela tem medo de ficar presa em algum lugar ou o que, mas que não deu pra entender, não deu mesmo.

Alexis, que voltou a seu posto, é encontrada por Sidney. afinal, qual era a chance daquela história do texto de Diane dar certo? Hoje em dia, tudo é encontrado facilmente na internet, pena que ela não considerou isso. De quebra, Sid ainda encontrou a foto de Jean e Dolly na mesa de Michael, mas não conseguimos entender o que isso significava. Porém, a secretária transmitiu o recado à Michael, que conhece Diane Hart e dai, minha gente, o negócio azedou.

Jean, que já estava perturbada, começou a queimar os registros de Allison nas sessões, até que viu um carro parado em frente sua casa, que não sabíamos de quem era. Na tentativa de sair plena do monte de merda em que se meteu, ela pede ajuda para Michael, que não aguenta mais as mentiras e tudo isso. Tivemos a melhor sequencia de cenas na briga dos dois, ele disse o que todo mundo queria dizer, jogou tudo na cara dela e saiu pleno da discussão. Meteu a Sid, a mãe e até a Melissa no meio.

Imagem: Netflix/Reprodução

Jean correu para mãe dela, para tentar entender o que estava acontecendo e o que podia fazer. A mãe diz que manteve o apartamento para que Jean tivesse um porto seguro, um lugar para fugir e para evitar que ela tivesse uma pessoa para preencher esses lugares. E é no porão da mãe de Jean que descobrimos que Diane já existe a muito tempo, foi planejada e usada outras vezes, já que a fita que conta isso é a número um e temos pelo menos mais seis, iguais aquela.

O clima entre Jean e Michael, não melhora, é claro. Ele dorme no sofá enquanto ela se declara. Não duvido que ela o ame mesmo, mas ela só não tem estabilidade emocional para estar em um relacionamento desses, como ele mesmo diz, ela não consegue se comprometer.

Dando continuação ao seu jogo de manipulação, ela convence Sam a vir para mais uma sessão. Nós sabemos que o rapaz está se livrando de um vício que era a Sidney, mas o que não esperávamos era que ele ouvisse Jean. Ela distorce a realidade e finge que a garota a procurou, mexendo com Sam o bastante para que ele vá até a casa da ex, supostamente para abraçar o cachorro, mas será que ele desistiu de Emily e decidiu voltar com ela? Não sabemos. Mas como a psicóloga não é flor que se cheire, foi atrás de Melissa novamente e conhecemos o rosto por trás da história. Mas não que tenha adiantado muita coisa, já que ninguém explica o que houve entre as duas. Claro que temos nossas teorias, mas alguma resposta a gente merecia, ?

Depois de uma declaração para o Michael, Jean vai falar sobre o bullying e acaba descrevendo a si mesma. Como ela quer poder para não se sentir mais impotente ou até mesmo, como ela tenta controlar a si mesma enquanto manipula os outros. Durante seu discurso, descobrimos o que já era esperado, Tom sequestrou a Allison e estava vigiando Jean. Para que, isso a gente não sabe. E Sidney, finalmente descobriu quem era Diane de verdade e parece, feliz?

Nota: Vejo o Tom em cena e tenho vontade de vomitar.
Nota 2: A cena de Claire e Jean com a carta falsa de Rebecca foi linda, alguma coisa boa a psicóloga fez.
Nota 3: Michael dando em cima da Alexis agora, vergonha alheia daquela cena. Mas pelo menos, agora ela se deu ao respeito, já tava na hora né. Só que ele correu pra Catherine, vamos ver o que é que vai dar.
Nota 4: Jean limpou o apartamento pro detetive não saber de nada, mas deixou a foto da mãe. Será que foi acidental ou não? Eu acho que não.
Nota 5: O resumo dessa review podia ser “não entendi nada”.

Com aquela risadinha no final, a gente termina a temporada igual o meme da Nazaré. Muitas perguntas, nenhuma resposta e todo mundo perdido. Com uma atuação maravilhosa, Naomi deu um show como Jean/Diane e eu, sinceramente, espero uma segunda temporada para responderem nossas dúvidas.

E vocês? Gostaram do episódio e da temporada? Já terminaram? Esperam uma continuação? Será que Gypsy sobrevive ao facão da Netflix? É esperar para ver… Obrigada por terem acompanhado, até a próxima!

Black Barn

Nota do Episódio - 9

9

Review do décimo episódio (Season Finale) da primeira temporada de Gypsy, da Netflix, intitulado "Black Barn".

User Rating: 4.53 ( 2 votes)

Comments

comments

About Gabriela Scampini

Paulista, estudante de Direito e geminiana. Apaixonada por livros e séries, mesmo sem ter tempo pra nenhum dos dois. No Mix, escreve a coluna #MixAudiência, além das reviews de American Crime Story, Black Mirror, Chicago Fire e The 100.