Homeland – 5×01 – Separation Anxiety

340377
Imagem: Banco de Séries/ Divulgação

 

Depois de uma quarta temporada promissora, Homeland estreia seu quinto ano com ótimos plots e um ritmo satisfatório. Mostrando que pode sim se reformular sem perder o brilho de seus primeiros anos, em parte graças ao talento da nossa protagonista que consegue emitir verdade em cada fala que diz, ou até mesmo quando não diz nada.

E esse quinto ano começa de cara com uma invasão ao site da Cia, onde vem à tona uma suposta ligação entre os governos dos EUA e da Alemanha, sendo o primeiro acusado de espionagem. Não é dito muita coisa, exceto que isso pode causar grandes problemas. Afinal, todas as equipes se mobilizam para verificar se as informações desses documentos procedem. E ai que nossa protagonista é acionada para tentar verificar se as informações são verídicas.

Carrie que está levando uma vida tranquila nesse momento, tanto com a sua filha Franny (que está enorme diga-se de passagem) e o seu boy magia namorado Jonas, um jornalista que parece cuidar da nossa guerreira. É estranho vê-la assim, preparando festa infantil, levando filha ao colégio. Mas durou menos do que se imagina. Ela é recrutada por Otto During, um poderoso empresário, para uma zona de refugiado na Síria, que segundo ele, são milhares de pessoas que podem ficar sem comida e alimento. Pois a zona é dominada por milícia. A princípio ela reluta, mas quem disse que nossa guerreira consegue ficar longe de confusão? E no fim do episódio, depois do telefonema ficou nítido que ela não tem como escapar dessa. Depois de um encontro forçado entre ela e o representante da Hezbollah (uma associação do Líbano que ajuda as pessoas carentes em projetos sociais), ela consegue que sua equipe vá até lá para verificar a situação desses refugiados. Mas não parece ser tão simples, afinal ficamos sabendo que esse representante foi ajudante de Abu Nazir, não só isso, como teve um filho morto pelo ataque de drone na temporada passada. Promete!

Quinn segue traumatizado depois de tudo o que passou nos últimos tempos, e acaba entrando em conflito com os poderosos dos EUA, ao criticar a estratégias deles utilizadas para e o fato deles sempre serem os “bonzinhos”, enquanto um país como a Síria é desvatado por guerras e fome. Por que os EUA não resolvem ajudar de outro jeito? Mandando suprimentos, roupas ou qualquer coisa que possa dar um tipo de conforto para essas pessoas? Belo diálogo dele.

Homeland começou com tudo, espero que mantenha o padrão da temporada anterior. Potencial e talento para isso tem de sobra. Que venham os próximos episódios!

 

 

 

 

About Equipe Mix

Equipe Mix
Perfil criado para realizar postagens produzidas pela equipe do Mix de Séries.