Jeniffer e Fafy mais uma vez arrasam em apresentações poderosas no Popstar

Imagem: Globo – Divulgação

Olar, amigos! Segunda semana de Popstar e a gente tá como? Amando!

Já temos promessas, como Jennifer e João, surpresas como Fafy, Malu e Jonathan, e decepções que…bom, cada um tem a sua, né! Vamos ver como foi?

 

PERFORMANCES

 

Jonathan Azevedo – “Proibida Pra Mim”

Nota: 20,68

Clique aqui para ver a performance

 

Gaby: Jamais pensei que iria escutar uma versão mais axé do grande hit do Charlie Brown e olha que eu curti. Claro que faltou um pouquinho de presença no palco para o Jonathan, mas mesmo assim, ele arrasou. Deu uma nova roupagem para a música e soube usar e abusar dos seus dotes artísticos.

Let: Eu fiquei bem surpresa com essa versão e com essa apresentação. Jonathan tava menos político, se divertindo mais, e foi bem legal. Claro, não foi melhor que semana passada, mas foi bem gostoso de ouvir. Que voz boa que ele tem!

Luke: Jonathan essa semana veio um pouco mais caricato em sua apresentação mas manteve a qualidade vocal. Deu uma repaginada total em um clássico, com várias versões por aí, e trouxe sua identidade na canção. Está de parabéns!

 

Malu Rodrigues – “Crazy”

Nota: 20,89

Clique aqui para ver a performance

 

Gaby: Preciso aplaudir de pé essa performance! Malu soube controlar a voz e abusar do lírico. Estava linda, teve presença de palco e foi afinadíssima. Ela tem tudo para ser uma PopStar.

Let: Eita, gente! Que vozeirão. Adorei que ela ouviu os jurados e trouxe algo pop, elegante, sem puxar para o lírico que é o seu chão. Crazy versão jazz ficou uma delícia de ouvir, e a voz dela casou perfeitamente. E os falsetes? Humilhou. Amei!

Luke: Malu trouxe uma jogada inteligente nesta semana… Como o lírico é seu forte, ela repaginou uma canção à sua identidade que adequasse ao seu estilo. Foi bem melhor que All of Me da semana passada… Contudo, vai chegar um momento que isso não vai colar mais. Sua voz foi bem mais tocante e os agudos conseguiram sair com uma qualidade incrível.

 

Fernando Caruso – “Papai Me Empresta o Carro”

Nota: 19,49

Clique aqui para ver a performance

 

Gaby: Caruso errou na escolha da música. Como ele não tem a melhor voz desta temporada, ele tem que se arriscar mais e escolher músicas mais populares, daquelas que faz o público cantar junto. Carisma ele tem de monte, presença de palco também, só falta escolher o hit certo.

Let: Caruso tá aí só para divertir, isso tá claríssimo. Porém, os jurados estão ali para criticar e vamos ser sinceros, foram justos. Música que não valorizou nada, e ficou até meio chato.

Luke: Os jurados são bem exigentes né?? Acho que a questão do Popstar é um pouco mais de sintonia e performance do que de voz!! Eu acho que a apresentação do Caruso permaneceu na qualidade e foi linear. Ele não é um cantor mas consegue interagir com a plateia de forma sensacional. até mais que as mais belas vozes dessa competição…

 

Samantha – “Havana”

Nota: 20,88

Clique aqui para ver a performance

 

Gaby: Qualquer um pode cantar essa música porque ela não sai de “Havanna, nanana!”. Dito isso, achei que Samantha mandou bem, mas não tão bem quanto semana passada. Estou no aguardo para seu momento na competição.

Let: Ai, gente, não sei o que tá rolando, mas até agora Samantha não me ganhou com suas escolhas, e olha que sempre amei a moça. Acho que a insistência no pop chiclete que não traz extensão para a voz me irritou, sem contar que ela estava bem insegura na voz, trêmula mesmo, sem fôlego, quem sabe foi nervosismo.

Luke: Como eu disse na semana passada, Samantha será muito mais cobrada do que os outros por seu passado musical, mesmo que isso não seja “justo”. Acho que ela começou muito desconcertada na canção e não valorizou sua voz no início. Com o ritmo acelerado, ela trabalhou um pouco mais e se saiu melhor…

 

João Cortês – “João de Barro”

Nota: 19,62

Clique aqui para ver a performance

 

Gaby: Olha, escolher uma canção como “João de Barro” tem que ser muito corajoso. João tem uma voz gostosa de se ouvir, que combina mais com rock dos anos 80. Se ele investir nisso, vai longe. Enquanto isso, ele é só mais um aspirante a cantor na competição.

Let: Concordo com o Luke, João é muito injustiçado nessa competição. É uma das melhores vozes mas é pouco notado. Demorou para começarem as notas. Mesmo que seja uma música difícil, ele foi muito bem.

Luke: João trouxe um desafio pra essa semana e acho que ele é bem injustiçado nessa competição. Claro que sua apresentação não foi das melhores, mas ele trouxe uma emoção importante. Vejo pessoas que trouxeram tragédias na última semana na frente de João e isso me decepciona…

 

Klara Castanho – “Don’t Stop Believing”

Nota: 19,59

Clique aqui para ver a performance

 

Gaby: Concordo com o Luke sobre o fato da Klara ser ainda imatura. A escolha da música foi interessante, mas por ela ser a mais nova, deveria escolher artistas mais atuais e que representam a nova era da música. Acho que se ela cantar Anitta ou Britney Spears pode vir arrasar.

Let: Escolha bem errada para o estilo de voz que ela ainda tem. É bem isso que o Luke citou da imaturidade, a voz precisaria ser trabalhada mais, é um rock afinal de contas. Ela poderia apostar mesmo em músicas fáceis de Miley para treinar a voz.

Luke: Eu fiquei muito receoso com essa apresentação. Don’t Stop Believing é, de longe, minha música preferida da vida. Ela não foi o horror da última semana cantando a chatice de O Sol, mas está longe das grandes versões deste hino de Journey. Ainda falta uma maturidade vocal em Klara que ela vai encontrar com o tempo, seja na competição ou não…

 

Sérgio Guizé – “Cowboy Fora da Lei”

Nota: 20,69

Clique aqui para ver a performance

 

Gaby: Guizé é o mais familiarizado com os palcos dos participantes e isso pode ser tanto uma coisa boa quanto não. A escolha da música foi perfeita para o tom da voz dele e ele mandou bem, mesmo estando um pouco abaixo de seu tom.

Let: Eu amo essa música, e por amar tanto percebi que não foi tão bom assim. Ele por várias vezes pareceu sem fôlego. Concordei com o Ferrugem, tirar o microfone da boca no final das frases irritou porque foi o tempo todo, interpretou demais, mirou no Raul e acertou no Bob Dylan.

Luke: Quando Sérgio começou a cantar eu fiquei apreensivo da intimidade dele com o microfone. Estava um pouco longe, com a voz um pouco abafada. Com o tempo ele evoluiu com seus erros e trouxe uma apresentação digna de sua qualidade. Ele tem uma personalidade forte e tem muito a acrescentar no programa…

 

Eri Jonhson – “Baianidade Nagô”

Nota: 20,68

Clique aqui para ver a performance

 

Gaby: Parecia outro Eri Johnson! Desta vez ele escolheu a música certa para a sua voz, levantou a galera e teve presença de palco. Se continuar assim, tem tudo para ir longe no programa.

Let: Cara, essa música me faz chorar sempre. Com isso, concordo com a Gaby, era outro Eri, outra voz. Confiança no palco em se achar com aquilo que combina com seu estilo.

Luke: Eri traz uma outra vertente do carisma e conquista o público. Ele trouxe uma apresentação incrível, com uma ginga e envolvendo o público. Acho que essa semana ele veio ainda mais preparado e mostra seu crescimento dentro da competição logo no início…

 

Fafy Siqueira – “Pra Começar”

Nota: 20,84

Clique aqui para ver a performance

 

Gaby: O que mais me preocupa na Fafy na competição é que não sei que artista ela é. Foi uma escolha de música inteligente que enalteceu sua voz, mas mesmo assim, achei um pouco esquecível sua performance. Não é algo que iremos lembrar daqui uma semana.

Let: PODEROSAAAA! Fafy foi ainda mais forte que na semana passada, que voz linda que ela tem. Me rendo completamente, a pessoa conhece sua voz e sabe o que escolher para destruir tudo no palco. Ficou lindo, pena que o público não conhece essa música.

Luke: Além da qualidade impressionante, Fafy consegue surpreender em todas as instâncias. Uma rainha da comédia brasileira, uma verdadeira popstar. Interagiu com a plateia, garantiu todas as estrelas e mandou super bem.

 

Lua Blanco – “What About Us”

Nota: 19,74

Clique aqui para ver a performance

 

Gaby: Lua bateu na trave. Ela tem uma voz maravilhosa e precisa escolher músicas que contribuem para isso. Cantar esse hino da Pink foi arriscado e ela teve sorte essa semana.

Let: Lua, Pink é muito complicado. Para cantar Pink só sendo  Pink mesmo. Ficou fraco e tô bem surpresa com Lua, achei que ela se daria bem na competição, mas parece perdida nas suas escolhas. Ainda parece insegura demais.

Luke: A qualidade vocal de Lua é bem trabalhada, mas ela precisa focar um pouco mais na sua apresentação. É o que todos disseram, ela precisa mostrar quem é a Popstar de verdade, além da sua voz!!

 

Carol Trentini – “Dona Cila”

Nota: 19,59

Clique aqui para ver a performance

 

Gaby: Achei boring. A voz da Carol não combina com esse tipo de música, sem mencionar que ela parecia um robozinho no palco. Minha dica é Carol investir mais em cantores como Elle Goulding, Meghan Trainor e Colbie Cailat. Já imagino ela cantando “Love me like you do” e recebendo todas as estrelas do programa!

Let: Outra música pela qual sou apaixonada. Carol sofreu do mesmo problema da Klara, infantilização da voz por causa da escolha musical. Ficou bem estranho, sem contar que realmente parecia uma árvore no palco. Se solta, mana!

Luke: Carol tem uma voz bela e isso é indiscutível!! Acho que falta pra ela só a maldade da song choice. Não que a música a tenha desfavorecido, mas não acrescentou muito em sua apresentação. Além disso, Carol está muito estática no palco, precisa de mais dinamicidade. 

 

Mouhamed Harfouch – “Perfect”

Nota: 19,62

Clique aqui para ver a performance

 

Gaby: Foi ok. Gostei dessa versão da canção de Ed Sheeran, mas não curti como ele fica no palco. Next….

Let: Eu achei fofo, e amei a voz dele novamente. Grossa, forte, só precisa de alguns ajustes para ficar perfeita. Essa é uma música difícil, mas ficou lindo.

Luke: Mouhamed trouxe uma versão ainda mais country de um clássico de Ed Sheeran!! Não foi uma apresentação desqualificada, mas ele apresenta crescimento com a canção. Não é fácil trabalhar em uma versão própria de um clássico. Teve dinamismo no palco, mas ainda bem contido…

 

Renata Capucci – “Por Você”

Nota: 20,72

Clique aqui para ver a performance

 

Gaby: De longe, Renata sabe colocar emoção nas músicas que canta. Não foi perfeito, mas ela soube dar um significado para esse hit do Barão Vermelho e alcançou notas que ela nem sabia que tinha.

Let: Renata escolhe músicas que fazem parte da sua vida, e isso é lindo demais. Não é a melhor voz, claro que não, mas ela emociona por ser original. A voz é uma delícia, só precisa trabalhar um pouco mais.

Luke: Renata tem uma coisa do carisma que impressiona realmente em suas apresentações. Ela fez uma versão mais light da apresentação e conseguiu colocar sua voz em um patamar bem mais alto. Ela tem um timbre incrível e conseguiu transmitir emoção através da canção, assim como na última semana… Muito bom!!

 

Jeniffer Nascimento – “Sorry Not Sorry”

Nota: 20,92

Clique aqui para ver a performance

 

Gaby: Jesus, o que foi isso? Jeniffer parece que está em outro patamar em relação aos outros candidatos. Essa menina é um verdadeiro estouro e tem tudo para ganhar a temporada. Ela deu seu estilo para o mais novo sucesso da Demi Lovato e levantou todo mundo. Até eu dancei e cantei com minha filha de quatro patas. Me senti num show, não num reality musical!

Let: RAINHA, NÉ MORES! Ok que, se eu fosse ela, teria escolhida qualquer outra música de Demy, porque todas as outras são bem melhores que essa. Fora esse rancinho, arrasou mana. Melhor voz, seguríssima em todos os momentos, sem desafinar nunca.

Luke: Jeniffer não precisa nem soltar a voz pra saber que ela é a favorita neste momento da competição. Só espero que ela consiga variar um pouco dentro do seu próprio estilo e trazer cada vez boas apresentações e novidades para a competição. Em matéria de voz é, disparado, a melhor da competição.

E vocês, o que acharam da segunda semana de Popstar?

 

About Team Mix Reality

#TeamReality no Mix de Séries é responsável pelos realities shows.