Legends of Tomorrow – 3×01 – Aruba-Con

Imagem: TV Show Time/CW/Divulgação

Quebrando um pouco a temida teoria das terceiras temporadas, Legends of Tomorrow retorna com alguns fatores interessantes na série. Estamos diante da mesma comédia, das mesmas lutas e da mesma interação entre os personagens. Contudo, cada temporada conseguimos perceber uma notória evolução de enredo e como a presença da série se consolida no Universo DC. Mesmo com uma história mais independente, a série traz momentos marcantes e únicos que refletem nessa nova etapa.

Meu maior medo quanto ao retorno até que não foi um problema. Quando me deparei com a “quebra no tempo” ao fim da temporada passada, imaginei um episódio de retorno que findaria uma provável última temporada da série. Até que me surpreendi bem com as escolhas feitas pelos produtores. O manejo de nossos heróis em suas vidas comuns, trouxe o elemento cômico necessário para introduzir esta nova temporada. Quem não caiu em risadas ao ver Mick em Aruba ou Ray trabalhar para um app de relacionamentos?

Imagem: TV Show Time/CW/Divulgação

Mesmo que ainda tenhamos as clássicas viagens no tempo a bordo de nossa nave futurista, a pegada governamental de Rip Hunter trouxe um espaço para o ator na série. Desde que Sara assumiu o comando, nada mais faria sentido para ele dentro da nave. A dinâmica promete mudanças para a série e isso vem como fator positivo, afinal, ainda temos vagas e ligeiras lembranças de Vandal Savage e a sofrida primeira temporada. Espero que a temporada atual sirva como exemplo para o esquecimento…

Um dos pontos mais marcantes de LoT são as grandes referências a artefatos ou itens de conhecimento mundial. As próprias viagens históricas são marca carimbada disso. Pelo que já pudemos perceber, essa temporada estará repleta de easter eggs de nossa cultura. A própria comparação do aplicativo de Ray com o Tinder é um grande exemplo. Ou então aquela arma de esquecimento que vem totalmente idealizada de MIB – Homens de Preto. O fato é, adoramos nos deparar com uma semelhança, e isso reforça o cuidado e qualidade de produção.

A dosagem de ação e comédia veio na medida certa, assim como apresentaram na temporada passada. O episódio desenvolvido sobre a história de Júlio Cesar foi bem apresentado e trouxe pensamentos importantes para o time. Por mais que eles não tenham o devido cuidado com suas missões, afinal estamos em uma equipe de opiniões fortes, no fim tudo se resolve (claro, até porque estamos falando de um seriado).

A desenvoltura em cena permanece constante e isso é bacana de se ver. O pequeno e desajustado grupo de heróis que surgiu há poucos anos já é marcante em nossa grade. Querendo ou não, temos os riscos de quebrar a cara durante a temporada. Contudo, ao analisarmos a evolução da série nessas últimas temporadas, é notório o quanto Legends tem o que é necessário para sobreviver à essa maldição que chamamos de Season 3.

Se são referências que nós queremos, é isso que vamos ter… A promo do próximo episódio vem recheada de surpresas e detalhes interessantes. Não vou descrever muito por aqui para não estragar o mistério. Se você conseguiu pegar as referências, deixe nos comentários logo abaixo. Espero vocês na próxima semana… Continuem acompanhando as novidades no site e até lá! 😀

Aruba-Con

Nota do Episódio - 9

9

Review do primeiro episódio da terceira temporada de Legends of Tomorrow, da CW, intitulado "Aruba-Con".

User Rating: Be the first one !

Comments

comments

About Lucas Franco

Lucas Franco
Mineiro, Escorpiano, 20 Anos, Estudante de Medicina. Direto do Arkham Asylum para o Mix. Eterno fã de Chuck, E.R. e Friends (RIP). Por entre as madrugadas vive a dualidade dos estudos e das séries. No Mix, escreve as reviews de Quantico, Shadowhunters, OUAT e DC’s Legends of Tomorrow.