Logan: O final perfeito para um incrível legado

Imagem: IGN Portugal

Em 2000, numa época em que filmes de super-heróis era algo totalmente subestimado pela crítica e público, Bryan Singer foi ousado em lançar o primeiro longa da franquia X-Men. Com uma premissa interessante e arriscada para aquela época, o cineasta fez reascender as esperanças para a Marvel e DC Comics em produzir, a partir de então, novas adaptações para as telonas. Na época que sua atração surgiu, logo de cara fomos apresentados a um dos personagens mais marcantes desse universo de mutantes, ninguém menos que Wolverine.

Passaram-se, desde então, 17 anos e seu intérprete, Hugh Jackman, soube honrar o fardo do personagem. Depois de seis filmes dos X-Men, e dois solos do mutante, chegou a hora do ator de dizer adeus a Wolverine. Logan, o terceiro e último trabalho focado apenas no mutante, vem com esse propósito de encerrar o ciclo iniciado há quase duas décadas, mostrando um lado jamais visto do rapaz.

Em um futuro não tão distante assim, damos de cara com um Logan jamais visto. Mais velho e cansado, ele está lidando com os efeitos da idade, além de cuidar do professor Xavier, que na história está com 90 anos e bastante debilitado. O relacionamento da dupla foi um dos pontos principais do filme, mostrando que ao longo desses anos que passaram, ainda possuem seus conflitos, e sim, continuando a bater de frente um com o outro em diversos momentos.

Imagem: G1

Tendo uma vida totalmente fora de seus padrões, com outra identidade, e evitando o máximo possível de se aproximar de problemas, o personagem vê sua vida virar de cabeça para baixo, ao receber um pedido de ajuda vindo de uma misteriosa enfermeira mexicana. A partir desse momento, ele terá a missão de proteger uma misteriosa garota, e é a partir disso que a história de Logan começa a se desenrolar. Começamos a ver que, apesar dos vilões que aparecem, o maior obstáculo que o personagem terá que lidar dessa última vez será sua batalha consigo mesmo. Ele não é mais o mesmo, vive sem esperança de nada, entregando-se a uma vida cheia de vazios, dando a entender que está esperando apenas a morte bater em sua porta.

Com o surgimento de Laura, Charles então faz de tudo para fazê-lo enxergar que ele precisa saber lutar contra seus próprios demônios antes de mais nada. No decorrer do filme o que acaba-se vendo é exatamente isso, sua luta mais profunda sendo encarada, consigo mesmo. Chegou a hora de Wolverine saber enfrentar seu lado humano, seu lado Logan, e com a chegada da garota na área, é a hora da verdade. O personagem se vê numa situação em que precisa protegê-la, ao professor e a si próprio, ainda mais que essa última ameaça é mais perigosa do que se pode imaginar, já que é a vida de uma criança em jogo, mas não de uma qualquer.

Algumas referências, volta e meia, se destacam na telona. Não se surpreenda, caso sentir que já viu tal contexto de alguma cena ou do enredo em algum lugar. Produções como Pequena Miss SunshineOs Impedoáveis são alguns exemplos, sem contar as HQs dos X-Men, apresentadas de forma escancarada, porém de forma bastante essencial no desenrolar da história. Sem contar também diversas semelhanças do filme com a HQ Old Man Logan.

O filme possui sequências a ponto de deixar qualquer um apreensivo do começo ao fim, que a esperança possa reascender em nosso protagonista, sem contar a emoção. O clima sombrio que a história apresenta, sem contar a incrível química entre o trio de protagonistas, é algo para se levar e muito em consideração. Você que é fã de X-Men pode se preparar, pois essa despedida não está nada fácil, e ainda mais nos momentos finais. Porém, você termina de assistir ao longa com uma sensação de missão cumprida, e com um gostinho de quero mais em relação a um aspecto, o qual só assistindo Logan para saber do que estou falando. É um desfecho digno para esse trabalho incrível feito por Jackman ao longo dos anos, que merece e muito ser aplaudido com gosto.

Então não perca, a partir de 02 de março o filme será lançado oficialmente nos cinemas, e se eu fosse você não enrolaria para assistir.

 

Logan

Nota do Filme - 10

10

Crítica sobre o filme Logan, última produção solo baseada no personagem Wolverine, interpretado pelo ator Hugh Jackman.

User Rating: 4.6 ( 1 votes)

Comments

comments

About Eduardo Nogueira

Eduardo Nogueira
Administrador apaixonado por séries e música, sou fã assumido de Friends, e tenho guilty pleasure pelas séries da CW. No Mix sou editor de reality show, cobrindo atrações do gênero como as franquias The X Factor , The Voice, BBB, American Idol, SuperStar, entre outros. Faço também reviews das séries TVD, Mom, Scream, Fuller House, Supergirl e da brazuca A Garota da Moto. Além disso, deixo vocês sempre atualizados com as nossas Bolhas de Cancelamento, e também dou suporte no time de notícias, Mix de Opiniões e Top Mix, e no tempo que me sobra faço um café para as visitas, rs. Ufa!

Check Also

O elenco de Felicity: onde eles estão agora?

Os mais velhos irão lembrar: Felicity foi uma sensação no final da década de 1990. …

  • porlapazyporlavida lc

    muitooooo ansiosaaaa! Hugh Jackman, meu amorrr!

    • Eduardo Nogueira

      Se prepara, pois o filme está sensacional e bem emocionante. Quando assistir volta aqui para falar o que achou hein 🙂