Masterchef Brasil – 4×13/14/15 – Cozinhar é uma Doação

Imagem: Carlos Reinis/Band/Divulgação

Desde a última vez que conversamos muita coisa aconteceu no MasterChef Brasil, então vamos ao resumão antes de falar sobre o episódio em questão. No 13º o programa trouxe a esperada respescagem, onde diferentemente dos anos anteriores, trouxe uma maneira muito interessante de trazer um dos compeditore eliminados de volta à competição.

O que mais me chamou atenção foi o comportamento infantil de Caroline. Nós sabemos que quando determinado competidor falha repetitidamente em agradar os chefs, ele começa a criar teorias e afirmar que “eles não gostam, mas eu gosto” ao invés de prestar atenção nas críticas e dar duro para entregar um trabalho melhor. Quanto ao resultado, por mais surpreendente que tenha sido para alguns, Victor B. era a minha torcida desde o início.

Quanto ao episódio seguinte, acredito que tivemos um dos mais fracos e estranhos da temporada. Apesar da prova ter parecido extretamente eleatória com a proposta de combinar um pedaço de carne com sorvete, foi sensacional ver o meu conterrâneao sair-se tão bem e ter sido tão elogiado. Não são todos os dias que Santa Catarina ganha um destaque positivo na mídia nacional, acreditem.

Já aquele exibido nesta terça-feira (13), vimos um dos episódios mais educativos até agora. Entretanto antes de chegarmos nesse ponto, vale lembrar que mais um dia de competição começou com uma prova em grupo, mas não uma qualquer e sim aquela responsável por servir um almoço (ou jantar?) de arrecadação de fundos para uma instituição de caridade em São Paulo.

Imagem: Band/Divulgação

Ao meu ver foi a melhor prova em grupo de todas as temporadas desde aquele jantar requintado na embaixada na França a alguns anos atrás. Teve um bom nível de dificuldade, drama e de pratos sensacionais e saborosos, pelo menos para quem assistiu pela televisão. Se tiver que apontar algum defeito certamente seria o marketing agressivo da Cacau Show. Perdi as contas de quantas vezes vi o presidente da empresa participando de reality shows gastronômicos.

Com a vitória do time azul e a maldição da cor espantada, fiquei novamente satisfeito em ver Valter se dando tão bem na competição. Fico muito orgulhoso, tenho que confessar. Quanto a prova de eliminação, tivemos a sugestão de uma das receitas que eu certamente repetirei qualquer dia em casa – uma sopa acompanhada de uma massa folhada no topo. Uma coisa linda e apetitosa ao mesmo tempo.

Se a sopa já não estava atraente o suficiente, foi aí que Jacquin resolveu dar uma masterclass de como preparar o prato. Parafraseando Aderlize, foi lindo de ver o chef desenvolvendo todas as etapas do processo  e entregar algo sensacional. Pode ser que no momento que você esteja lendo este texto, eu esteja em casa experiamentando aquela receita.

Quanto a eliminação não gosto, nem um pouquinho, dessa insistência com a Yoku. É evidente que ela não tem condições de estar ali e continua na competição apesar dos sérios problemas quanto a ampliação dos seus conhecimentos gerais. Se quer continuar cozinhando como tailandesa, vejo como uma excelente ideia inscrever-se para o programa daquele país que inclusive é tão popular quanto o brsileiro. Toda semana é a mesma crítica…..

Comments

comments

About Team Mix Reality

#TeamReality no Mix de Séries é responsável pelos realities shows.