MasterChef Brasil 5×01 – E que a sorte esteja contigo

Imagem: Band/Divulgação

Prontos para mais uma temporada?

O desafio para qualquer programa que flerta com a longevidade é manter-se em constante mudança. O Big Brother Brasil está aí para provar essa minha teoria, assim como Survivor Dancing with the Stars nos Estados Unidos. O MasterChef Brasil é curiosamente uma exeção à regra, isso porque o reality show mantém-se com a mesma forma, a mesma estrutura e com o mesmo objetivo da primeira vez que foi exibido em 2014. Para quem gosta de novidades (como eu), certamente é um problema mas aqueles que querem assistir tudo menos a novela quando voltam do trabalho a proposta da Band continua sendo imperdível.

Imagem: Band/Divulgação

Na estreia da quinta temporada vimos o mais do mesmo. Candidatos com habilidades similares sendo colocados lado a lado para disputar um aventual. Enquanto cozinham, os jurados tentam promover alguma discórdia entre entre os competidores e apresenta-los ao telespectador. A direção (e a edição) continuam usando da mesma fórmula para movimentar as rede sociais – destacando os tipos mais exóticos. Desde a dona de casa cuja risada é contagiante, passando pelo homem que cozinha com a ajuda de um bambolê até chegar no tipo bonitão, mas extretamente arrogante.

No momento é impossível afirmar que eles estão perseguindo o caminho correto. Só a direção sabe qual será a estratégia nesse ano ao competir com a Copa do Mundo. Analisando pelo que vimos aqui, acredito que as oportunidades vem sendo dadas para diferentes cozinheiros com o intuito de trazer o elenco mais diversificado possível. Essa proposta é perfeita no MasterChef: Profissionais, por isso torço para que a versão amadora consiga brilhar também com o melhor do Brasil. De Norte a Sul, não é segredo que temos uma culinária rica.

A vida poderia ser mais doce

É verdade que continuo um pouco frustrado com a ausência de confeiteiros. Confesso que adoraria ver um maior foco aos doceiros e confeiteiros. Estou ciente que esse não é o Top Chef: Just Desserts e que Batalha dos Confeiteiros continua agozando na RecordTV. Entretanto, acredito que a adição de mais cozinheiros comprometidos com doce deixaria a competição mais rica. É provável que tenhamos alguns nos próximos episódios, mas não cultivo esperanças.

Aviso aos leitores que teremos mais 21 episódios pela frente. Isso quer dizer que estaremos juntos até o mês de agosto. Espero, sinceramente, que quando estiver escrevendo sobre a grande final possa afirmar que sim, valeu a pena chegar até aqui.

Por Bernardo Vieira

About Team Mix Reality

#TeamReality no Mix de Séries é responsável pelos realities shows.
  • Bruno D Rangel

    A grande diversão do início da temporada em que não temos apreço por nenhum dos candidatos são as audições onde um candidato pode ir bem ou ir mal, onde podemos ver os jurados provando coisas realmente ruins e soltando suas pérolas.

    Esse ano nos tiraram essa diversão já começando com esses embates, que eu acho chatíssimos. Por exemplo, os dois pães de queijo estavam ótimos enquanto outras duplas não foram muito elogiadas e mesmo assim passou um e o outro ficou. Sei que no final tem uma segunda chance para os que foram bem, mas ainda não acho o correto.