Mix Lista: 13 séries para ver na sexta-feira 13

Enfim chegamos a primeira sexta-feira 13 do ano, o dia do mau agouro e da morte. Na cultura pop é o dia oficial ligado ao horror, tanto quanto o Halloween talvez. É a data para espalhar o medo pela Terra e para ver filmes de terror. Um festival de sanguinolência, espíritos malignos, assassinos psicopatas e maldições terríveis.

No mundo real, porém, é apenas um dia qualquer. E se num dia qualquer você assiste séries, na sexta-feira 13 não seria diferente.

Para aqueles que pensam em fazer uma maratona temática e não sabem o que de fato assistir, essa lista com 13 indicações pode vir a calhar. De qualquer forma, boa sorte e não morra!

1. American Horror Story

Imagem: FX/Divulgação

Das mentes distorcidas de Ryan Murphy e Brad Falchuk, apresento-lhes American Horror Story. OK, você já conhece a série, tenho quase certeza, mas ainda vale a pena mencioná-la. Hoje em específico. Apesar de sua estreia ter se dado sete anos atrás, AHS continua relevante no cenário televisivo graças a sua ousadia e constante auto-renovação. No show, o terror nasce da obscuridade humana, tornando AHS um meio de crítica para a própria sociedade. Foram sete temporadas de cenas chocantes, diálogos afiados e muito sofrimento, algumas dessas temporadas melhores do que outras, mas em todas elas o ponto ficou bem claro: o horror é um baita de um espetáculo.

2. Ash vs. Evil Dead

Imagem: Starz/Divulgação

Mencionada na nossa lista de séries de terror para ver na Netflix, Ash vs. Evil Dead é para os amantes de Gore, Trash, terror cômico e, claro, Evil Dead. Não é uma produção para te deixar com medo, mas o valor de entretenimento vale muito à pena. E é praticamente impossível se entediar: Ash vs. Evil Dead é extremamente frenética, com episódios curtinhos e o humor é bem presente. Eu falei sobre gore, pois bem, você pode esperar litros e litros de sangue e muita violência gratuita. Se isso não é diversão pura para a sexta-feira 13, eu não sei o que é. Mesmo sendo uma sequência da franquia de filmes Evil Dead, o programa funciona por conta própria e não é necessário ter visto os filmes para entender a trama.

3. Bates Motel

Imagem: A&E/Divulgação

Já olhou para uma família e pensou “Essa gente tem problema!”? Pois bem, os Bates têm problemas. Psicológicos. Foi da psique humana que Hitchcock criou Psicose, e é na psique humana que mergulhamos em cinco temporadas de Bates Motel – série baseada no filme supracitado. – Bates Motel se passa antes do filme, o que significa que o show conta a história de como Norman Bates virou um maluco assassino (em termos leigos) e como a relação com sua mãe influenciou nisso tudo. Se você não se convenceu em assistir, talvez essas duas palavras te ajudem: Vera Farmiga. Boa série!

4. Buffy – A Caça Vampiro

Imagem: The WB/Divulgação

“Em cada geração há uma escolhida. Ela sozinha irá lutar contra vampiros, demônios e as forças da escuridão. Ela é a Caçadora.”. Buffy foi o ícone de uma geração. Um fenômeno. Marco da TV. Ganhou seu espaço na cultura pop. Foi uma protagonista feminina bem construída e humana que não abaixava a cabeça. E o mais importante, foi a caçadora de vampiros nº 1 que esse mundo já viu. Se a Terra corresse perigo, Buffy seria a única dessa lista que conseguiria salvá-la – era o que ela fazia em todo episódio. – E enquanto estivesse salvando a humanidade, Buffy seria a única a dizer uma frase icônica ou uma piada sarcástica. São muitas qualidades para uma pessoa só.

5. Channel Zero

Imagem: Syfy/Divulgação

A proposta por trás de Channel Zero é bem simples: pegar aqueles contos e relatos assustadores difundidos na internet – popularmente conhecidos como “creepypastas” – e transformá-los em histórias de terror de seis episódios. Como a internet está recheada de coisas sinistras, existe muito material interessante, e medonho, para ser retratado. Caso você se interesse, minha dica pessoal é que comece com a segunda temporada, pois essa é a mais desoladora e mistura de forma inteligente dramas pessoais e existenciais com o horror.

6. Fear the Walking Dead

Imagem: AMC/Divulgação

Para quem gosta de zumbis e está meio enfadado de The Walking Dead, existe uma alternativa: a derivada Fear the Walking Dead, que é possivelmente melhor do que a própria TWD. Se bem que qualquer coisa ultimamente está mais interessante que TWD. Enfim… Se você não sabe o que esperar, eu adianto: uma galera fugindo dos mortos e tentando sobreviver em um mundo caótico e apocalíptico.  Uma pedida apropriada para o dia.

7. Hannibal

Imagem: NBC/Divulgação

Hannibal está de volta à Netflix, então esse é o seu momento de ver, ou rever, esse espetáculo subversivo. Gostaria de mencionar primeiro o visual: Hannibal é o tipo de série que entrega imagens belíssimas, apesar de sombrias. São momentos de tirar o fôlego de tanto primor estético. Se tratando da trama em si, o show começa como um conto de detetive VS. serial killer para evoluir em um envolvimento obscuro entre essas duas partes. A perda da sanidade de Will, o detetive, misturada com  a crueldade do Dr. Hannibal, o serial killer, transformam o horror de Hannibal em algo bem perturbador.

8. Penny Dreadful

Imagem: Showtime/Divulgação

Fãs da literatura clássica preparem-se para ter um orgasmo assistindo Penny Dreadful. Calma, não é pornô. Em Penny, vários personagens da literatura gótica se juntam na mesma história. Tem Drácula, Dorian Gray, Frankenstein, Dr. Henry Jekyll e mais uma galera. É um crossover maior que Vingadores. O cenário é uma Londres escura e suja do século XIX – nada menos do que apropriado considerando os nomes apresentados – e a trama é, por horas, bem macabra. Para deixar tudo ainda mais interessante, o elenco é formado por Eva Green, Patti Lupone, Billie Piper, Josh Harnett, Timothy Dalton e Helen McCrory. Tem na Netflix!

9. Scream Queens

Scream Queens
Fonte: FOX/Divulgação

O humor ácido de Scream Queens é sua característica mais marcante. Esta é a segunda série da lista criada por Ryan Murphy e Brad Falchuk. Diferente de AHS, porém, Scream Queens é muito mais leve e exagerada, indo e voltando entre terror e humor negro. Seus personagens caricatos contribuem para a graça do seriado e de quebra ainda são utilizados para criticar essa geração Y que só olha para o próprio umbigo. De toda a lista, Scream Queens é a produção mais engraçada e ainda é bem atrativa para aqueles que gostam de um terror mais violento.

10. Slasher

Imagem: Chiller/Divulgação

Slasher é uma antologia também. Até agora possui duas temporadas disponíveis na Netflix. O foco está em assassinos seriais, daí seu nome. Para aqueles não familiarizados com o termo “slasher”, esse é um subgênero do terror em que um serial killer à solta começa a matar as pessoas uma a uma. Por exemplo, o filme Pânico. É interessante para quem gosta de mistério e terror de sobrevivência.

11. Stranger Things

Imagem: Netflix/ Divulgação

Stranger Things não é exatamente uma série de terror – está mais para uma ficção científica sombria, – mas ainda tem seus momentos assustadores, em especial quando se trata de um monstro tenebroso perseguindo os mocinhos. O show tem uma atmosfera bem obscura e um senso de perigo quase constante que acaba alavancando a tensão. E como ST provou logo no comecinho que não tem medo de matar um personagem ou outro, tememos quase o tempo todo pela vida da turma. Dá para ficar com o coração na mão várias vezes.

12. Supernatural – 13×16 “ScoobyNatural”

Imagem: The CW/Divulgação

Quero fazer uma observação. Não estou indicando toda a série para assistir, apenas um episódio: aquele especial do Scooby-Doo. Sério, é extremamente divertido. E Scooby-Doo e a turma da Mistério S/A casam com perfeição com a sexta-feira 13. Para e pensa, um bando de adolescentes fugindo de gente doida mascarada, isso é a trama de quase todo filme “slasher”. Revolucionário. O melhor: você não precisa ter assistido, ou muito menos gostado, dos outros episódios de Supernatural para aproveitar esse aqui.

13. Twin Peaks

Imagem: ABC/Divulgação

Twin Peaks é muito sinistra, sinistra mesmo, de te deixar desconfortável e assustado com várias cenas. A série começa com a morte de uma adolescente sendo investigada por um detetive do FBI e a partir daí envereda por caminhos “estranhos”. Twin Peaks tem uma forte pegada surrealista, dado seu criador ser David Lynch, e algumas vezes a sensação que se tem é a de estar em um grande pesadelo, ou em uma alucinação medonha. Depois de mais de 20 anos de seu cancelamento, a série foi revivida para uma terceira temporada – esta disponível na Netflix.

Você recomendaria mais alguma série? Já decidiu qual vai ser sua maratona? Conte pra gente nos comentários.

Leia mais: 7 séries policiais para você maratonar na Netflix

About Leonardo Cremonini