Mix Music: A Trilha Sonora de Everything Sucks!

Imagem: Netflix

Trilha sonora da série é inspirada pelos anos 1990!

Ah, os anos 90…  Década da princesinha do pop Britney Spears. De boybands com N’SYNC, Backstreet boys, Spice Girls e Five. Internet? Só se fosse discada, de madrugada ou aos fins de semana. Nada de Facebook, Twitter, Instagram etc. A moda era bilhetinho na sala de aula. Charmed, Buff – a Caça vampiros, Dawson’s Creek, Friends, Beverly Hills 90210 (a.k.a. Barrados no Baile) E.R eram moda para aqueles que já iniciavam seus sintomas de vícios para se tornar um seriador. E é ambientada nesse mundo que se passa a nova série da Netflix.

Everything Sucks! pode não ser o melhor seriado do momento, mas sabe muito bem conquistar o velho amante de uma ótima música. Diante disso, nós do Mix de Séries decidimos fazer essa Mix Music sobre as melhores músicas que rolaram solta na primeira temporada do novo seriado do streaming, já desejando que tenha mais uma temporada para relembrarmos mais dos anos 90, uma década lotada de referência ainda fresca nas nossas memórias. Afinal, não faz muito tempo que isso aconteceu.

Com uma trilha sonora repleta de músicas marcantes para aqueles que nasceram – ou até mesmo ainda não tinham nascido naquela época – as canções do seriado são simplesmente marcantes. Talvez pelo fato de que quase todas já tenham tocado em algum seriado ou algum filme e tenham nos marcado de alguma forma. Preciso confessar uma coisa: logo no piloto eu já estava aos prantos ao escutar Oasis como se estivesse ouvindo aquela canção pela primeira vez, de tamanha emoção que foi me sentir de volta na minha velha infância.

Mas voltando… O que diferencia a trilha sonora de Everything Sucks! das outras é o simples fato dela saber mexer com aquela sensação de flashback nosso e isso é muito especial. Alanis Morissette, Oasis, The Offspring, The Cranberries, Weezer e Toni Amos estão entre os nomes dos artistas que mais se destacaram na primeira temporada.

Então, apertem o play e venham curtir com a gente essa sessão nostalgia desse Mix Music sobre a Trilha Sonora Everything Sucks! 

Top 7: Everything Sucks!

1) “Don’t Look Back In Anger” – Oasis (1×01)

A ex-banda formada pelos irmãos Liam e Noel Noel Gallagher fizeram milhares de fãs chorarem com suas maravilhosas canções nos anos 90. Oasis sabia tocar a alma das pessoas com suas músicas e as letras escritas por Noel e Liam ainda continuam no Top de qualquer fã. Imagina se os roteiristas de Everything Sucks! iriam perder esse grande oportunidade de colocar a melhor banda de rock britânica pós Beatles em sua trilha sonora? De forma alguma. Então, eles decidiram homenagear o álbum “(What’s the Story) Morning Glory?” de 1995, sendo inclusive citado diversas vezes na temporada. A canção “Don’t Look Back In Anger” pode não ser tão impactante quanto outras, mas conseguiu nos deixar intrigados suficientes com Kate e com sua descoberta pela homossexualidade.

2) “Two Princes” – Spin Doctors (1×02)

O hit da band de rock alternativo Spin Doctors, “Tow Princes”,  já esteve presente em vários seriados teens na década de 90, inclusive foi tema de Malhação (sim, a nossa novelinha teen que nunca sai do ar). Por ser um hit clássico dos anos 90, era natural de se esperar de escutar a música num seriado como esse e, por isso, foi maravilhoso ver aqueles adolescentes filmando ao som dessa canção tão marcante dos anos 90. A música foi escrita em 1993.

3) “Til I Hear It from You” – Gin Blossoms (1×03)

A banda norte americana, Gin Blossoms também deu as caras em Everything Sucks! no terceiro episódio. Num momento bastante descontraído, vimos Kate tentando ser apenas uma garota normal. A canção “Til I Hear It from You” também é uma velha conhecida dos fãs de seriados e filmes dos anos 90, afinal a música já esteve presente em grandes partes das comédias românticas daquela época. A música é do álbum “Empire” de 1995, mesmo ano em que o seriado se passa. Coincidência? Acho que não!

4) “Rocket Man” – Elton John (1×05)

Um seriado em que temos o grande Sir. Elton John já merece todo o meu respeito, ainda mais quando a brilhante canção “Rocket Man” é tocada e cantada por Kate. Gente, foi impossível não segurar as lágrimas e cantar junto com a menina. Eu AMO essa música e senti toda a dor e a dúvida da garota naquele episódio. O grande hit “Rocket Man” foi composta por ele e Bernie Taupin em 1972. A música foi baseada no conto “The Rocket Man”, do livro The Illustrated Man, de Ray Bradbury, e traz de volta o tema da música Space Oddity, que David Bowie compôs em 1969. Rocket Man foi lançado no álbum Honky Château e logo se tornou um hit, alcançando a 2ª posição na lista das mais pedidas da Inglaterra e a 6ª nos Estados Unidos. Não é atoa que ele é o cara!

5) “Breakfast at Tiffany’s” – Deep Blue Something (1×07)

A música “Breakfast at Tiffany’s” da banda norte americana de rock é o segundo hit de maior e foi composto em 1995. E foi nos apresentado de uma forma única no 7º episódio do seriado, no qual vimos Ken cantando no caro e dançando enquanto que Kate redecorava seu quarto, deixando-o com mais sua cara.

6) “Lovefool” – The Cardigans (1×10)

Vamos ser sinceros! Quem nunca ouviu ou nunca ficou cantando a madrugada toda o hit “Lovefool”? Pois bem, a canção mais famosa da banda sueca de indie pop rock tinha que aparecer no seriado, pois caso contrário seria como cometer uma injustiça contra a trilha sonora dos anos 90. Escrita por Peter Svensson e Nina Persson para o terceiro álbum de estúdio do The Cardigans, First Band on the Moon em 1996, a música fez parte da trilha sonora do filme Romeo e Julieta e em  Everything Sucks!  ela arrasou no afterparty da turma na season finale.

7) “Ordinary World” – Duran Duran (1×10)

E para encerrar esse Mix Music com chave de ouro nada melhor do que uma das melhores canções de Duran Duran: “Ordinary World”. Embalando a fofíssima dança entre Kate e Emaline, a música faz parte do álbum Duran Duran de 1993 e consegue emocionar qualquer um com a poderosa melodia que embala os acórdãos da canção.

About Gabriella Siggia

Quem eu sou? Eu sou uma em um milhão: escritora nas horas vagas, seriadora de coração, cinemática de plantão e amante da literatura. Divertida, alto astral e bastante bem humorada. Só não achei ainda minha outra pessoa. Ah, música faz parte da minha vida.