Mix Music: A Trilha Sonora de Revenge

Imagem: ABC/Divulgação

Caros fãs de boa música e seriado, eu já os aviso: essa não é uma história de perdão, mas sim de vingança! Ops… Introdução errada.

Bem vindos a mais um Mix Music! Quem nunca gostou de uma trama envolvendo reviravoltas, intrigas, invejas e vinganças? Com uma ótima trama mexicana, Revenge conquistou milhares de fãs que torcia pela vingança de Emily Throne/Amanda Clarke ao passo que idolatravam Victoria Grayson, afinal, era impossível não amar e odiar ao mesmo tempo a vilã mais famosa de Hamptons.

Criada por Mike Kelley, o seriado estreou em 21 de setembro de 2011 na TV norte americana e logo foi um sucesso. Repleto de reviravoltas, as quatro temporadas deixaram os fãs de bocas abertas com os planos de Emily Thorne em sua vingança contra aqueles que ferraram a vida de seu pai David Clarke. Infelizmente, a audiência baixa foi um dos motivos do encerramento precoce do seriado, mesmo assim, Revenge teve um final digno de novela nas nove com um toque de novela mexicana.

Com uma protagonista forte e uma antagonista inesquecível, daquelas que deixaria qualquer Nazaré Tedesco (Senhora do Destino) com orgulho, Revenge também se destacou com a sua maravilhosa trilha sonora, além, é claro, da sua mirobolante vingança contra a sociedade mais rica dos Hamptons. Mesclando sucessos clássicos com futuras promessas, o seriado foi perfeito para os amantes de uma história de vingança, arte e música. Tivemos um pouco de tudo: rock, pop, música clássica e novos rostos que roubariam os holofotes dos tapetes vermelhos nas grandes premiações seguintes.

“When I was a little girl, my understanding of revenge was as simple as the Sunday school proverbs it hid behind. Neat little morality slogans like ‘do unto other,’ and ‘two wrongs don’t make a right’. But two wrongs can never make a right… because two wrongs can never equal each other. For the truly wronged, real satisfaction can only be found in one of two places… absolute forgiveness or mortal vindication. This is not a story about forgiveness.” (Emily Thorne)

Então, nada mais justo do que curtir um pouquinho com a gente esse sessão nostalgia e relembrar as melhores canções que tocaram no plano de vingança de Emily Thorne contra aqueles que destruíram sua infância e a afastaram de seu pai, levando David Clarke à prisão. Apertem o play e venham escutar com a gente esse Mix Music sobre a Trilha Sonora de Revenge!

Top 7 – Revenge

1) “For you” – Angus e Julia Stone (1×01)

Logo no piloto, conhecemos a história de Amanda Clarke e como a vida da mocinha foi sofrida graças as influências dos Graysons. Disposta a se vingar, ela volta linda, poderosa e rica, com uma nova identidade e pronta para derrubar um por um daqueles que destruíram a sua vida e colocaram seu pai atrás da grade. Assumindo o nome de Emily Thorne, a nova Amanda decide morar na sua antiga casa a beira-mar pronta para iniciar seu plano de vingança. E assim, estamos diante do início de uma longa história que não se trata de perdão, mas sim de como Emily/Amanda conseguirá limpar o nome do pai que fora acusado injustamente por algo que nunca cometeu. E a primeira música a tocar no seriado foi justamente essa de Angus e Julia Stone, que vira a ser, mas tarde, um hino para a personagem principal, afinal, a letra simplesmente descreve tudo o que ela foi e seria capaz de fazer pelo amado pai David Clarke.

2) “Seven Devils” – Florence + the Machine (1×22)

Revenge e suas seasons finales sempre nos deixaram com os corações a flor da pele. E justamente na primeira temporada somos surpreendidos com uma morte eminente, que chocaria não só os fãs do seriado como também deixaria o rumo dos moradores de Hamptons totalmente desprevenido. Com o final em vista, Emily acelera as fases finais de seu plano de vingança, enquanto os Graysons continuam em espiral rumo à própria destruição. Com um final de temporada bombástico, literalmente, a canção Seven Devils” se encaixou perfeitamente para mostrar qual seria o destino dos personagens ao passo que ficávamos roendo às unhas esperando pela segunda temporada para saber quem morreu, inclusive os roteiristas arriscando em colocar Victoria como uma das possíveis vítimas.

3) “Into the black” – The Chromatics (2×01)

Depois de uma temporada de estreia maravilhosa, muito se esperava da sua segunda e como fã posso dizer que eu não me decepcionei, ainda mais quando o primeiro episódio veio para trazer respostas. A curiosidade em saber quem sobreviveu a fantástica season finale da primeira temporada foi só um dos pretextos que fizeram o primeiro episódio da temporada seguinte ser perfeito. A canção envolvendo as cenas finais deixaram qualquer fã com os olhos cheios de lágrimas, ainda mais ao ver uma Emily Thorne tão devastada e carente, coisa rara de se ver nesse seriado tão grandioso. Para a nossa sorte, ela sempre contou com a ajuda de Nolan e isso só prova o poder da grande amizade dos dois, pois Revenge jamais seria Revenge sem essa amizade linda. A música de The Chromatics só deixou a cena mais impactante com uma vibe totalmente melancólica dos destroços que nossos corações ficaram. Sem mencionar o quanto esse seriado é capaz de nos deixar sem respirar com suas reviravoltas!

4) “Never Tear Us Apart” – INXS (2×02)

A banda de rock australiana INXS também fez parte da trilha sonora de Revnege num momento bastante marcante para a nossa destemida protagonista: num flashback com sua mãe. Pois é, dentre os diversos retornos de Revenge, um dos que mais surpreendeu foi o aparecimento de Kara Clarke, que volta aos Hamptons para rever Amanda, a falsa. É claro que a verdadeira relembra vários momentos com a mãe, um deles das férias na praia, o que nos deixou com bastante ódio daquela mulher que a abandonou sem dó nem piedade e queria perdão de uma hora para outra. Ainda bem que a essa nova Amanda não era nada boba e conseguiu dar um chega pra lá na mãe antes que uma desgraça pudesse acontecer.

5) “Bones” – Mr Ms (3×03)

É incrível o poder que esse seriado teve em me deixar angustiada. Tinha momentos em que eu torcia para Emily, mas ao mesmo tempo, eu torcia para que Victoria não morresse. Vocês conseguem me entender? Pois bem, apesar de tudo isso, uma coisa eu sempre desejei: que Conrad Grayson pagasse pelos seus pecados. Esse homem era a reencarnação do diabo! E quando eu achava que ele ia pagar pelo que fez, não é que ele conseguia se safar?! Mas teve um momento em que ele começou a enlouquecer e eu comecei a acreditar novamente e, acredito também, que a Emily/Amanda também até que… Bom, até ele e o Padre sofrem um acidente e eu desisti de vez, começando a chorar desesperadamente com a Emily, já quase entrando na tela do meu notbook para dar uma surra nesse bandido. É claro que a música “Bone” não só marcou esse momento como ficou um bom tempo na minha playlist por ser simplesmente sensacional!!!

6) “Softly, As I Leave You” – Bobb Darin (3×22)

O poder que esse seriado tem em me deixar sem ar é tremendo. Sério, é tantas reviravoltas que é impossível escolher qual momento mais WTF que aconteceu durante as quatro temporadas. Acredito que a season finale da terceira temporada deva estar no Top 3, afinal vimos Victoria finalmente no manicômio (#aplausos) e o melhor de tudo: David Clarke estava vivo esse tempo todo e nós fomos enganados. SIM!!! Um bafão daqueles que só não me deixou com um ataque cardíaco porque vi o próprio matando Conrad Grayson com facadas após ele fugir da cadeia ao ser condenado pelos crimes que forjou ao seu ex melhor amigo. Tipo, foi bem melhor que qualquer novela das nove atualmente. Parecia que eu estava assistindo ao jogo do Brasil versus Alemanha de tanta goleada que os roteiristas deram para cima de nós fãs. E a canção que marcou esse retorno épico foi justamente essa clássica de Bobb Darin.

7) “You and Me” – You+Me (4×19)

Uma das coisas mais lindas de Revenge foi a relação de Emily/Amanda com seu pai. Toda a sua vingança contra aqueles que prejudicaram seu pai pode ter ido à água baixo quando ela descobriu que ele estava vivo, mas mesmo assim ela nunca se arrependeu. Mesmo depois de se revelar para todos (numa jogada de mestre) Emily, agora como Amanda decide aproveitar o máximo os dias com pai e tenta explicar a todos os seus motivos. O problema é que além de Victoria, ela tem a ex namora de Daniel também querendo vingança e parece que seu passado jamais vai querer deixá-la em paz. E é justamente mostrando um desses flashbacks que vimos um pouco mais sobre o relacionamento de Amanda e David, tudo ao som da maravilhosa música “You and Me” que acaba sendo perfeita os dois, pois fica claro que tudo o que ela fez e passou valeu a pena porque de alguma forma estavam ligados. Como não se emocionar como um momento tão fofo entre pai e filha?

Menção Honrosa – “Royals” – Lorde (3×03)

Todo fã de Revenge já sonhou em ir a uma festa promovida pela alta sociedade dos Hamptons. Pois bem, tirando as falsidades e todo o glamour digno da realeza, podemos afirmar que esse povo sabe fazer uma festa como ninguém, mesmo que sempre haja algum escândalo e babado. De qualquer forma, foi justamente numa dessas festas que surgiu um dos hits mais famosos e que traria fama para a mais nova querida neozelandesa do momento: Lorde. A canção “Royals” arrasou um dos momentos mais cool da terceira temporada: a festa de Nolan Ross durante a apresentação de sua mais nova casa, digo, sua mais nova mansão. É ou não é um luxo de música e digna de estar presente nesse Mix Music? É claro que depois disso, a música virou um hit.

About Gabriella Siggia

Quem eu sou? Eu sou uma em um milhão: escritora nas horas vagas, seriadora de coração, cinemática de plantão e amante da literatura. Divertida, alto astral e bastante bem humorada. Só não achei ainda minha outra pessoa. Ah, música faz parte da minha vida.
  • Vitner Santos

    Seven devils e for you são incríveis!!