O Guia de Sobrevivência Completo para a Comic Con Experience 2017

Imagem: Mix de Séries

Faltam apenas duas semanas para o início de um evento épico!

Este é o 4º ano da Comic Con Experience, também conhecida carinhosamente como CCXP, e este também será o 4º ano de cobertura do Mix de Séries (Yey!).

Acompanhamos a evolução e crescimento deste evento, e o que tiramos disso tudo é que a CCXP se torna, para cada um de nós, uma experiência diferente. Então, nesse artigo, reunimos algumas experiências – assim como a de alguns amigos, e montamos um “Guia de Sobrevivência” para aqueles que pretendem embarcar nessa viagem épica.

Se você é marinheiro de primeira viagem (e mesmo se não for), vem comigo que vamos compartilhar várias dicas legais.

NA CHEGADA:

A CCXP acontece no São Paulo Expo, que fica na Rodovia Imigrantes, próximo à estação de metrô Jabaquara (linha azul do metrô). Nessa estação, a organização do evento dispõe diversos ônibus que levam até a feira. É de graça e é só seguir o fluxo de pessoas. Tem sempre alguém indicando o caminho, e como é um evento de grande porte sempre tem alguém tentando vender assinatura de revista no caminho. Portanto: NÃO SE DISTRAIA! Siga o fluxo, pois estes não são colaboradores oficiais do evento.

Os melhores dias para aproveitar a feira e os Estandes, são quinta e sexta por serem os menos lotados. Vá cedo e aproveite esses dias de relativa paz, pois tem sempre muitas atividades para fazer nos estandes, brindes e etc., Ano passado fizemos uma matéria bem legal sobre os stands mais procurados da CCXP 2016 (relembre aqui).

Imagem: Estevão Monteiro/Mix de Séries

Já o sábado e o domingo são sempre lotados, então você demora muito de um ponto ao outro da feira. A dica? Tire o sábado ou o domingo para aproveitar os painéis! Geralmente nestes dias, colocam os principais painéis como, Warner, Marvel ou DC.

Imagem: Estevão Monteiro/Mix de Séries

O QUE LEVAR:

Eis alguns itens básicos para sua sobrevivência na CCXP:

Uma mochila (Nada muito grande, o suficiente para algumas coisas).

Garrafinha de água: Acredite, você vai precisar. Você vai andar pacas, e é dezembro, vai morrer de sede. A dica da garrafinha é porque existem bebedouros espalhados pelo São Paulo Expo. A dica é levar de casa, ou do local onde estiver hospedado (Como sempre vou com pelo menos mais 2 amigos, nós dividimos o peso do que levamos, compramos uma garrafa maior e cada um fica com uma de 500ml e vamos repondo aos poucos).



• Power Bank (carregador portátil USB): Essa é para os que vão, principalmente, de fora de SP, uma vez que o celular geralmente fica em “roaming”, o que gasta muita bateria. Outro ponto é, que como é MUITA gente, as operadoras ficam com o sinal sobrecarregado naquela área, o que também faz com que seu celular gaste mais bateria. Fora que, se você é como eu, vai usar o celular para tirar muitas fotos e trocar mensagens com amigos para se localizar lá dentro. Em todos os anos, o evento contou com algumas “ilhas” onde disponibilizaram pufes e carregadores para você recarregar seu celular, mas eu recomendo levar o seu portátil.

• Um casaco. Nada que ocupe muito espaço na mochila. Se você acordou e estava frio, pode ter certeza que vai fazer calor mais tarde. O contrário também costuma ser verdadeiro.

Lanche: Pode levar de tudo praticamente, não vi muitas restrições quanto a isso, mas sempre leve alguma coisa. Dê preferência a algo que não estrague com o calor (a menos que sua mochila seja térmica)! Todo ano levo biscoitos, chips e alguns doces. Procuro comprar em mercados próximos de onde estarei hospedado e deixo estocado no quarto, uma vez que o evento acaba tarde e demoramos para chegar no hotel.

Calçado: a área do evento é bem grande (e fica maior a cada ano), você não vai dar conta de andar tudo aquilo sem se cansar (todos os anos teve algo que deixei de ver, pois não dei conta de andar tudo). Vá com aquele tênis que você usa para ir à academia, aquele bem macio e, por via das dúvidas, leve um chinelo na mochila.

Artigos de higiene: Os banheiros são bem limpos, não se preocupem. Sempre há uma equipe limpando e cuidando da manutenção. Ou seja, dá para escovar os dentes sem ficar enjoado com a sujeira. Pode ir sem medo.

• Também não encha a mochila com coisas desnecessárias. São pelo menos 9h de evento, por dia, fora que você vai chegar bem antes dos portões abrirem, então, não carregue peso desnecessário. Sem dizer que você pode ficar se batendo em todo mundo no meio do caminho com a mochila, principalmente no sábado e domingo, dias que o evento fica bem lotado.

• (OPICIONAL). Caso você vá comprar muita coisa e não pretende alugar um armário, pode levar uma mala de rodinha. O ideal é aquelas que você consegue levar em avião. Pelo tamanho e praticidade, elas são bem melhores para carregar encadernados e afins do que uma mochila (sua coluna agradece).

COMO FUNCIONAM OS PAINÉIS:

• Os painéis ficam em auditórios e são SEMPRE lotados, com raríssimas exceções. O Auditório principal é o Cinemark e, se quiser ver algum dos painéis deste auditório, existem duas soluções: ou você compra o pacote Full Experience, ou chegue cedo. BEM CEDO. Uma amiga chegou no domingo em 2016 às 4h da manhã e já haviam 500 pessoas na frente. Os auditórios têm uma capacidade bem grande, mas lotam cedo. Entrando no auditório, é melhor ficar lá. Dentro do auditório Cinemark tem uma bomboniere, mas a menos que você tenha muito dinheiro ou não se incomode de passar o dia a base de pipoca, sugiro levar um lanche na mochila.

• Se você sair do auditório, vai ter que enfrentar fila para entrar novamente. Guarde esta palavra na sua cabeça, “FILA”. Lá tem fila para tudo, mas normalmente são muito bem organizadas. Então, se quiser ver um painel que só acontece às 16h, no sábado, por exemplo, é bom ir DIRETO para a fila do auditório e ficar lá dentro. Enfim, saiba que será cansativo. Evite de ir sozinho, além de ter com quem conversar, você também vai ter alguém para vigiar seu lugar e suas coisas, enquanto você vai comprar o que comer ou ir ao banheiro.

• Em determinados momentos, durante os painéis, os organizadores pedem para que você não use o celular ou qualquer outro aparelho eletrônico que possa filmar ou gravar. Muitos conteúdos exibidos são exclusivos, desde trailers de filmes, ou até mensagens de atores que não puderam estar lá. Se for pego fazendo algo assim, pode ser expulso do auditório. E não se engane, ficam muitos seguranças e voluntários de olho, até mesmo se você “esquecer” de tampar a lente da câmera pode ser chamado a atenção.

Imagem: Estevão Monteiro/Mix de Séries

MEET AND GREET:

Até agora, os preços para 2017 ainda não foram divulgados. Mas, como tudo, certamente deverá ser um pouco mais alto do que os do ano passado. O ingresso te dá direito a 30 minutos com um artista (acompanhado por um tradutor) e, ao final, uma foto em grupo. Se quiser foto individual, você tem que comprar o ingresso para a foto também. Se quiser autografo, mesma coisa.

Os organizadores da fila de autógrafo/foto/meet and greet te dirão para não usar o celular, para não gritar quando a pessoa entrar na sala, etc. No meet and greet, você ainda pode levar um presente e entregar em mãos. Em 2016, uma amiga foi tirar foto, deixou o presente com uma organizadora e avisou o artista que havia deixado para ele, antes de tirar a foto. Você não tem tempo de conversar com eles, é tirar a foto e sair correndo, então para um papo, o meet and greet vale mais à pena.

DICAS E EVENTUALIDADES:

Em 2015, um amigo passou mal, pois estava muito abafado. Então, fomos com ele para enfermaria (sim, eles têm enfermaria por lá). Fomos bem atendidos e, quando ele estava melhor, fomos liberados. Então é bom ficar ligados onde ficam essas áreas, caso precisem.

Se é fumante, saiba que só existe uma área dedicada ao fumo, com acesso de dentro do evento. Porém, área totalmente aberta e sem um lugar para sentar.

A área de alimentação possui mesas e cadeiras em grande quantidade, mas prefiro ainda a área com os food trucks que fica separado da praça de alimentação. Lá possuem lanches bacanas e mesas enormes para a galera. Mas lembrem, nada muito barato…

Uma dica preciosa: FIQUE LIGADO NO TWITTER e no App da CCXP. Netflix, Fox, Warner, a própria CCXP, todos eles fazem promoções antes e DURANTE o evento. Ano passado, enquanto uma amiga esperava o Painel de Sense8, eles distribuíram ingressos para autografo e foto com eles, de graça, próximo à área reservada para esses encontros.

O QUE COMPRAR:

• Todo ano sempre aumentam os estoques dos colecionáveis, mas são peças limitadas. Se tiver interesse particular em algum, como os da IRON STUDIOS, é bom correr para fila, pois eles esgotam mesmo.

• Se encontrar um artigo que gostou muito, mas muito mesmo, não compre de cara, a não ser que seja um exclusivo daquela loja. Dê mais uma volta e olhe em outros stands. Tem MUITA miniatura, muitos action figures em muitos estandes.

• Os brinquedinhos da Funko podem sair mais em conta em stands aleatórios do que nos da própria Funko. Compare preços!

• Alguns estandes vendem artigos de coleção, alguns muito raros mesmo. Visite-os, ficam sempre no canto mais afastado do evento.

• Quase todos os estandes fazem promoção no domingo, então se você puder ficar até o final, pode encontrar algumas coisas bacanas, mas você também corre o risco de ficar sem, caso acabe o estoque.

ALUGUEL DE ARMÁRIO:

Em 2016, o evento dispôs de armários para você usar no evento. Você poderia pagar um valor por dia, ou fechar um valor para os 4 dias de eventos. Fique de olho nos valores para 2017!

ARTIST’S ALLEY E DESENHO DO ARTISTA:

• No Artist’s Alley, você encontrará muitos desenhistas bem talentosos, então dê uma passada por lá. Não fique só no papo com os profissionais, compre algo deles também. A conversa é bacana como incentivo, mas a grana entrando faz os caras persistirem numa profissão tão desvalorizada como a deles.

• A Panini costuma fazer algumas revistas com sobrecapas em branco (valor normal de banca) para você levar para o Artist’s Alley e pedir para um artista desenhar para você, o que é bem legal. Mas é claro que não é de graça. Os valores dependem de cada artista. Um amigo fez uma capa colorida com o Eduardo Pansica, que desenha o Lanterna Verde para DC, e ficou em 50 reais. Este meu amigo também comprou uma em preto e branco com um artista chamado Renato Magalhães e ficou em 20 reais. Mas nomes mais conceituados cobram bem mais caro, algo que pode variar de 200 a 500 reais.

• Fila no Artist’s Alley: cuidado para não enfrentar fila à toa e ficar 2h perdendo o evento, esperando artista que não chegou. Vá para fila depois que ele começar os trabalhos. Por exemplo, teve gente que ficou 6h na fila para pegar autografo do Eduardo Risso antes dele chegar, e depois que ele chegou, quem entrava na fila não esperava mais que 30 min.

• Os artistas mais tops geralmente ficam no Estande da Chiaroscuro e, neste caso, são distribuídas senhas que geralmente acabam rápido.

• Em 2015 e 2016, Frank Miller cobrou pelos autógrafos um valor de 200 reais, e (olha que legal) este valor era doado para caridade. A venda dos autógrafos dele foram realizadas por um site e esgotaram quase instantaneamente. Fiquem ligados, caso isso aconteça novamente, para não perder autógrafos de uma lenda viva como ele.

NA HORA DE IR EMBORA:

Assim como na chegada, a organização do evento dispõe de transporte que te leva para a estação Jabaquara e de lá você escolhe seu caminho. Mas como eu já disse antes, é fila para tudo quanto é lado. E se você não quiser esperar o transporte para te levar até a estação, pode ir andando. mas realmente não recomendo isso.

Imagem: Estevão Monteiro/Mix de Séries

Bom, é isso gente. Espero que as dicas ajudem vocês a otimizarem seu divertimento.

E se ver a nossa equipe por lá, não deixe de cumprimentar e conversar conosco! Nos vemos na CCXP 2017…

Não deixe de seguir nossas redes sociais (Facebook. Twitter e Instagram) e buque pela hastag #MixNaCCXP para maiores informações.

Por Anderson Narciso e Estevão Monteiro.

Comments

comments

About Equipe Mix

Equipe Mix
Perfil criado para realizar postagens produzidas pela equipe do Mix de Séries.