Oprah entrevista Shonda Rhimes e outras personalidades sobre campanha contra assédio

Imagem: CBS

Após o lançamento da campanha de luta contra o assédio sexual, a Time’s Up, as atrizes Reese Witherspoon, Natalie Portman, America Ferrera, Tracee Ellis Ross e a produtora Shonda Rhimes revelam, em uma entrevista para Oprah Winfrey, o impacto que a campanha teve no público e falam mais sobre a devoção pela sensibilização acerca do assédio sexual e o que elas esperam da indústria pós Harvey Weinstein.

No primeiro dia de 2018, 300 mulheres influentes em Hollywood, incluindo Witherspoon, Portman, Rhimes, Ferrera e Ellis Ross, lançaram a iniciativa Time’s Up, visando combater a desigualdade sistêmica e a injustiça no local de trabalho.

A iniciativa inclui um fundo de defesa legal para ajudar mulheres que lidam com casos de má conduta sexual. Em uma ação do movimento, praticamente todas as presentes na cerimônia do Globo de Ouro, usaram roupas pretas simbolizando a solidariedade com as vítimas de assédio.

Em uma prévia da entrevista, Winfrey pergunta a Reese Witherspoon se quando ela revelou que havia sido assediada sexualmente por um diretor, aos 16 anos, isso lhe deu alguma sensação de poder e controle. “O silêncio ajuda o abusador, mas não ajuda o abusado. A neutralidade ajuda o opressor, mas não ajuda a oprimido. Há momentos em que você deve avaliar se o silêncio será sua única opção, e às vezes essa é a nossa única opção, mas agora não é essa hora”, disse Witherspoon.

Nós somos humanos. Todos somos humanos”, completou Natalie Portman. “E eu acho que devemos tratar as pessoas como seres humanos… e não é porque você tem uma filha que você deve respeitar as mulheres, não é porque você tem esposa ou uma irmã, mas sim porque somos todos seres humanos, quer estejamos nos relacionando com um homem ou não, nós merecemos respeito”, disse.

Durante o Globo de Ouro, enquanto apresentava os indicados da categoria Melhor Direção, a atriz chamou atenção Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood para a seleção dos candidatos “todos homens” da categoria.

Imagem: Time’sUp/Reprodução

Witherspoon, que faz parte do elenco de Big Little Lies, que em sua primeira temporada explorou a violência doméstica, ressaltou que ela e suas colegas estão dispostas a utilizar suas posições públicas em benefício das mulheres que se sentem indefesas em suas lutas. “Nós temos vozes públicas, temos recursos, mas algumas das mulheres trabalhadoras neste país não tem nada a ganhar em alguns momentos ao se expor. Mas nós queremos ajudar. Isso me dá força para ajudar outras mulheres”, disse.

Além das atrizes, Shonda Rhimes, criadora de Grey’s Anatomy, Scandal e How To Get Away With Murder, todas as séries protagonizadas por mulheres, a presidente da Lucasfilm, Kathleen Kennedy, e advogada Nina Shaw, também participam do debate programado para ir ao ar neste domingo, 14, no CBS Sunday Morning.

Confira um trecho da entrevista:

 

About Italo Marciel

Italo Marciel
Cearense, 28 anos. Jornalista especialista em Assessoria de Comunicação. Viciado em séries desde que se entende por gente e apaixonado por cinema. O cara que fica feliz em indicar uma boa série ou um bom filme para os amigos.